MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC Fight Night 113

MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC Fight Night 113
MMA

Santiago Ponzinibbio conseguiu a maior vitória de sua carreira no UFC Fight Night 113. Já é o momento de encarar a elite da divisão? Gunnar Nelson deveria descer de categoria? Qual o próximo passo para Cynthia Calvillo? Confira as respostas para essas perguntas no MMA Brasil Matchmaker.

O UFC retornou para a Escócia dois anos após a primeira passagem. Na luta principal, Gunnar Nelson e Santiago Ponzinibbio se enfrentaram visando uma posição de destaque na divisão dos meios-médios. Além disso, a ascendente Cynthia Calvillo encarou a dona da casa Joanne Calderwood em seu maior desafio na carreira até o momento.

Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de domingo.

Santiago Ponzinibbio contra Carlos Condit

Além de se tornar o primeiro participante do TUF Brasil a realizar uma luta principal no UFC, Santiago Ponzinibbio coroou o melhor momento de sua carreira com um implacável nocaute em Gunnar Nelson, resultado que deve colocá-lo no top 10 dos meios-médios.

Ao longo de sua passagem pelo UFC, o argentino tem mostrado enorme evolução, tornando-se um atleta de pressão na luta em pé, cercando os adversários e atacando com bom volume e mãos pesadas. Some as características empolgantes de seu estilo com o momento de crescimento que vive e tem-se a oportunidade de colocá-lo num confronto que pode render momentos espetaculares contra Carlos Condit, que vem em sequência de derrotas e precisa dar um passo atrás.

Outra opção: Neil Magny

Gunnar Nelson contra Dong Hyun Kim

Em busca da terceira vitória seguida, Gunnar Nelson teve seus planos frustrados por Santiago Ponzinibbio, que se tornou o primeiro a nocauteá-lo. Assim, parece cada vez mais que o islandês alcançou seu máximo como meio-médio. Todas as vezes que o nível de competição subiu, ele acabou derrotado. Dessa vez, foi superado de forma surpreendente, o que nos ajuda a chegar a esta conclusão. Portanto, a decisão que parece mais coerente para sua carreira seria tentar cortar peso e lutar como leve. Entretanto, como isso não parece estar em seus planos, a ideia que fica é por um embate com Dong Hyun Kim, que também vem de derrota e faria um confronto de estilo e de tamanho interessante.

Cynthia Calvillo contra Cortney Casey

Antes mesmo de completar um ano como profissional no MMA, Cynthia Calvillo já chegou à sexta vitória, a terceira no UFC, ao superar Joanne Calderwood por decisão unânime, mostrando habilidade na luta de solo e evolução na troca de golpes em pé. Após adicionar o maior nome ao seu cartel, Calvillo deve seguir enfrentando concorrência de bom nível. Contudo, a falta de experiência e tempo de luta podem ser prejudiciais caso avance demais. Por isso, a sugestão é por manter os desafios da promessa em um patamar estável no momento. Neste cenário, sugerimos um confronto dela com Cortney Casey, que vem de vitória sobre Jessica Aguilar e deve testá-la contra uma oponente com grande vantagem física e um wrestling sólido para evitar o combate no chão.

Além dos confrontos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de domingo:

Joanne Calderwood vs. Nina Ansaroff
Paul Felder vs. vencedor de Islam Makhachev-Michel Trator
Stevie Ray vs. Jason Saggo
Jack Marshman vs. Trevin Giles
Ryan Janes vs. Vitor Miranda
Khalil Rountree vs. Jordan Johnson ou Steve Bossé
Paul Craig vs. Azamat Murzakanov
Justin Willis vs. vencedor de Luis Henrique KLB-Arjan Bhullar
James Mulheron vs. Rashad Coulter
Danny Roberts vs. Li Jingliang
Bobby Nash vs. Sabah Homasi
Alexandre Pantoja vs. John Moraga
Neil Seery vs. aposentadoria
Galore Bofando vs. Luke Jumeau
Charlie Ward vs. demissão
Danny Henry vs. Mizuto Hirota
Daniel Teymur vs. Wang Guan
Brett Johns vs. Felipe Sertanejo
Albert Morales vs. Terrion Ware
Leslie Smith vs. Bethe Correia
Amanda Lemos vs. Cindy Dandois

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.

  • Gabriel Carvalho

    Vacilou, Jão. Perdeu a oportunidade de mandar um Bofando vs. Al-Hassan

    • João Gabriel Gelli

      Al-Hassan vem de derrota. Pra que queimar um prospecto cru tão cedo?

      • Gabriel Carvalho

        Al-Hassan não é prospecto, e dá uma violência legal.

  • James sousa

    daria a Cynthia Calvillo alguém acima da Calderwood no ranking

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Se o Bangboose descer de categoria ele pegar o Bofando dá uma luta bizarra hahah

  • Rafael Alves

    Desde sempre se fala que o Nelson deveria descer mas, dentro da mesma lógica, o Santiago é mais baixo que ele e não me recordo de uma vez sequer que se tenha dito que seria boa opção para ele.

    • Marcelo Silveira

      achei estranho também. Os dois tem tamanho/envergadura bem semelhantes. E nesse momento de dificuldade de cortar peso cada vez maior devido as restrições de reidratação e etc duvido que ele corte 7kg pra lutar nos leves. Tivemos o Nurmagumedov n batendo peso em disputa de cinturão interino, a Amanda nunes tbm, a Jojo esse find ficando um kg acima, penso que a tendência de mudanças para descer de categoria sejam cada vez mais raras.

      • João Gabriel Gelli

        Só um adendo ao seu ponto. A Amanda bateu o peso no UFC 213. Segundo a explicação oficial dela, uma sinusite aguda que a tirou do card.