Por Bruno Costa | 20/01/2019 20:35

O primeiro evento do UFC no ano entregou o que prometia, com muita ação em lutas envolvendo prospectos, lutadores ranqueados e campeões se enfrentando na luta principal do UFC Brooklyn. Agora, chega o momento de analisarmos os próximos passos dos protagonistas das principais lutas da noite e atletas que podem causar impacto em suas categorias:

Henry Cejudo vs. TJ Dillashaw

A disputa pelo título do peso mosca foi unilateral e teve um fim rápido, para tristeza geral de quem esperava por 25 minutos de combate entre dois dos melhores lutadores em atividade. Ambos parecem dispostos a repetir a dose, dessa vez no peso galo, sem que TJ Dillashaw perca peso extra que parece ter influenciado em sua recuperação e rendimento durante a luta contra Henry Cejudo.

Gregor Gillespie vs. Vencedor de James Vick/Paul Felder

Gregor Gillespie continua dominando suas lutas com muita movimentação e demonstrando um wrestling de excelência. Em ótima sequência, faz por merecer um desafio no top 10 da categoria. O adversário pode sair do combate entre James Vick e Paul Felder, ambos experientes e tecnicamente afiados o suficiente para aumentar o nível de dificuldade que Gillespie tem enfrentado.

Joe Benavidez vs. Alexandre Pantoja ou vencedor de Jussier Formiga/Deiveson Figueiredo

Joe Benavidez parece ter desenferrujado após o período de lesões que mantiveram o ótimo peso mosca longe do octógono por tempo considerável. O ex-Alpha Male conquistou sua segunda vitória seguida contra um duro e experiente adversário, mesmo que claramente esteja em decréscimo na carreira.

Em busca de ritmo e plena recuperação, a opção por Alexandre Pantoja, um jovem talento em busca de projeção, se dá pelo esvaziamento dos lutadores da categoria e porque, mesmo sendo número 2 do ranking e contando com vitória sobre o atual campeão em luta muito parelha, em caso de continuidade da categoria no UFC o próximo desafiante deve sair do combate entre Jussier Formiga e Deiveson Figueiredo. Caso o UFC opte por uma revanche entre Cejudo e Dillashaw, abre-se cenário, ainda, para possibilidade de Benavidez enfrentar o vencedor do duelo citado anteriormente por um cinturão interino do peso mosca.

Donald Cerrone vs. Conor McGregor

O Cowboy está de volta ao peso leve e chega integrando novamente o top 10 da categoria após uma boa apresentação contra um valioso prospecto. Não há tempo a perder com Donald Cerrone e, numa categoria com top 10 forte como a do peso leve, todos os potenciais adversários podem entregar ótima luta. A opção por Conor McGregor se dá pela disponibilidade demonstrada pelo irlandês pós-luta em enfrentar o veterano Cerrone.

Joanne Calderwood vs. Lauren Murphy

Joanne Calderwood manteve sua invencibilidade como peso mosca conquistando a terceira vitória na categoria e, agora, se posiciona muito bem em busca da oportunidade de disputar o título num futuro próximo. No seu próximo combate, antes de uma eliminatória pelo título, Lauren Murphy apresentaria um duelo de estilo diferente dos testes enfrentados pela “JoJo” até agora no peso mosca, validando sua evolução no grappling defensivo.

Ariane Lipski vs. Gillian Robertson

A “Rainha da Violência” chegou ao UFC com bom cartaz e, apesar das dificuldades demonstradas em seu primeiro desafio no octógono, merece atenção especial nos casamentos de seus próximos combates. O ideal é que Ariane Lipski dê um passo atrás enfrentando Gillian Robertson, em um combate no qual pode demonstrar evolução no grappling defensivo contra uma oponente de nível inferior.

Outras sugestões de combates:

Greg Hardy vs. Allen Crowder

Dustin Ortiz vs. John Moraga

Paige VanZant vs. Roxanne Modafferi

Glover Teixeira vs. Maurício Shogun

Alexander Hernandez vs. Islam Makhachev

Geoff Neal vs. Perdedor de Elizeu Capoeira/Curtis Millender

Belal Muhammad vs. Niko Price

Alonzo Menifield vs. Jake Collier

Sugestões de lutas para os demais integrantes do card? Contamos com sua participação na caixa de comentários.