Por Idonaldo Filho | 25/11/2020 14:06

O UFC 255 não deu brecha para muitas surpresas, com os campeões Deiveson Figueiredo e Valentina Shevchenko mantendo suas respectivas coroas no peso mosca, barrando os desafiantes Alex Perez e Jennifer Maia. No mesmo evento as categorias em disputa tiveram importantes movimentações, com inclusive a definição de um adversário claro para o campeão brasileiro.

LEIA MAIS
UFC 255: Figueiredo vs. Perez – Resultados

Confira no MMA Brasil Matchmaker algumas possibilidades de casamentos envolvendo os lutadores que atuaram no UFC 255.

DEIVESON FIGUEIREDO VS. BRANDON MORENO

Deiveson Figueiredo é um monstrinho. O brasileiro não deu brecha para o azar, conseguindo a vitória com pouco menos de dois minutos de luta. Deiveson pegou uma forte guilhotina, fazendo Perez bater em desistência, defendendo o cinturão da categoria até 56,6kg pela primeira vez. Com isso, agora o “Deus da Guerra” ostenta um cartel estelar de 20 vitórias e somente uma derrota – para o já demitido Jussier Formiga.

Na luta destaque do card preliminar, também na categoria masculina mais leve no UFC, Brandon Moreno saiu vencedor de seu duelo. Cria do TUF, Moreno pegou o excelente Brandon Royval, fazendo um combate muito movimentado enquanto durou. Perto do fim do primeiro assalto, em meio a alguns golpes, Royval acabou sentindo uma lesão (foi confirmado posteriormente que havia deslocado o ombro), gritando de dor e causando a interrupção por parte do árbitro.

Nessa em específico eu nem precisei de trabalhar. Acabando o evento o presidente Dana White já confirmou que está buscando negociar um confronto de Deiveson e Moreno logo para o mês que vem, casamento que está confirmado para o UFC 256 no dia 12 de dezembro. É o que faz mais sentido, ajuda a consolidar o reinado de Deiveson caso ele vença, possibilitando a busca por uma superluta que ele tanto aparenta querer – e o UFC também.

ALEX PEREZ VS. VENCEDOR DE ALEXANDRE PANTOJA/MANEL KAPE

O americano Alex Perez já provou ser ótimo lutador, com uma variedade ampla, tendo conquistado sua maior vitória justamente contra o único algoz do campeão, derrotando Formiga com chutes baixos. Sendo uma das maiores revelações do Contender Series, Perez era um adversário muito digno e que chegou ao posto de desafiante com justiça, mas não foi o suficiente sequer para conseguir passar da metade do primeiro round contra Daico.

A tendência é óbvia, Perez deverá dar alguns passos atrás em busca de consolidar uma nova sequência de vitórias para reconquistar o lugar de desafiante da cinta. Uma luta que acontecerá em breve será entre Alexandre Pantoja e Manel Kape. O brasileiro é conhecido por seu estilo empolgante, muito habilidoso no chão e impiedoso na trocação. Campeão do RIZIN, Manel Kape deixou um rastro de destruição no Japão e agregará bastante ao UFC se manter os desempenhos enquanto não era contratado. O vencedor pode enfrentar Perez em um duelo que tem tudo para conquistar o prêmio de melhor da noite se acontecer.

VALENTINA SHEVCHENKO VS. JÉSSICA BATE-ESTACA

É Valentina Shevchenko a mais dominante peso mosca que já passou pelo MMA. A quirguiz sempre mostrou um nível técnico absurdo e quase inalcançável para as lutadoras da mesma faixa de peso e, uma vez que não existe a sombra de Amanda Nunes nessa categoria, é de se esperar que o reinado de Shevchenko continue por vários anos. Contra a brasileira Jennifer Maia, controlou praticamente todo o combate e teve a decisão claramente marcada para si no fim da peleja.

A opção mais interessante para Shevchenko agora é Jéssica Bate-Estaca. A brasileira pode estar apenas com uma vitória na categoria, mas foi um nocaute absurdo sobre Katlyn Chookagian, que recém havia saído de disputa de cinturão. Andrade perde e muito na técnica, mas mostra qualidades diferentes da grande maioria presente no peso mosca feminino, com muita força e golpes pesados. Já provada nos palhas, uma luta com Valentina é o que se deve fazer dada as condições.

JENNIFER MAIA VS. CYNTHIA CALVILLO

Ex-campeã do Invicta FC, Jennifer Maia veio ao UFC como uma grande aquisição para a recém criada divisão, mas decepcionou na estreia frente a veterana Liz Carmouche. Jennifer seguiu uma trajetória irregular, vencendo mais dois combates e perdendo um, mas sua vitória contra uma Joanne Calderwood que estava com tudo para ser a próxima desafiante mudou de panorama a situação, levando a brasileira até a contenda pelo ouro. A brasileira chegou a vencer um round contra a campeã, porém assim como outras quatro lutadoras, não conseguiu derrotar Shevchenko na disputa pela cinta.

É outra lutadora do card quem recomendo para ser a próxima oponente de Jennifer. A americana Cynthia Calvillo foi frustrada pelo boxe de Katlyn Chookagian, virando praticamente um alvo vivo e mostrando um plano de jogo bastante duvidoso. Calvillo era uma das atletas que estava perto de uma luta pelo título, mas com a derrota fica em situação parecida a de Maia. Portanto, um duelo entre as duas atletas é ideal para reestabelecer uma delas, ao mesmo tempo que provavelmente derruba a outra para fora do top 5.

KATLYN CHOOKAGIAN VS. LAUREN MURPHY 2

Katlyn Chookagian não costuma empolgar, mas não dá para negar que é uma boa lutadora. A “Blonde Fighter” fez o que quis de Calvillo em pé, utilizando a oponente como saco de pancada e fazendo os seus tradicionais combos básicos de jabs e chutes baixos durante todo os 15 minutos de batalha. Como não entregou nada para Shevchenko quando se enfrentaram, ainda acho que Katlyn esteja longe de enfrentá-la novamente, mas ela pode muito bem testar atletas que queiram conquistar essa chance de se tornar desafiante.

Lauren Murphy está há algum tempo no UFC, mas somente agora é que está em sua melhor fase na organização. São quatro vitórias seguidas, a última contra Lilya Sharikova, que entrou de última hora e serviu como cordeiro sacrificial. Experiente, Murphy chegou a enfrentar Chookagian em 2016 como peso galo, saindo derrotada naquela ocasião, mesmo estando como favorita nas casas de aposta. Experiente, a atleta do Alasca pode muito bem adaptar o plano em uma revanche contra Katlyn, sendo uma luta que faz sentido e que Murphy faz por merecer para carimbar de vez sua vaga no corner azul de uma disputa de título.

Confira outros casamentos para os envolvidos no UFC 255:

Mike Perry vs. Lyman Good
Paul Craig vs. Vencedor de Smith/Clark
Mauricio Shogun vs. aposentadoria
Brandon Royval vs. Rogerio Bontorin
Joaquin Buckley vs. Phil Hawes
Jordan Wright vs. Andreas Michailidis
Antonina Shevchenko vs. Perdedora de Araujo/Modafferi
Ariane Lipski vs. Mariya Agapova
Nicolas Dalby vs Sean Brady
Daniel Rodriguez vs. David Zawada
Alan Jouban vs.  Tim Means
Kyle Daukaus vs. Bartosz Fabinski
Dustin Stoltzfus vs. Jacob Malkoun
Sasha Palatnikov vs. Ignacio Bahamondes
Louis Cosce vs. Jarred Gooden

E vocês? Vamos discutir nos comentários as melhores opções para os lutadores do UFC 255!