Por João Gabriel Gelli | 08/07/2018

A última semana ficou marcada pela ocorrência da International Fight Week de 2018. Além de diversos eventos como a cerimônia do Hall da Fama, foram disputados dois cards do UFC. No TUF 27 Finale, a luta principal foi entre Israel Adesanya e Brad Tavares e também foram realizadas as decisões da mais recente temporada do reality show. Já no UFC 226, Stipe Miocic e Daniel Cormier se enfrentaram pelo cinturão dos pesados, além de acontecerem outros duelos muito empolgantes e importantes.

Agora, passados os eventos, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sexta-feira e sábado.

Daniel Cormier contra Brock Lesnar

Em uma noite histórica, Daniel Cormier chegou ao ápice de sua carreira quando nocauteou Stipe Miocic no final do primeiro assalto e conquistou o cinturão dos pesados. Assim, se tornou apenas o segundo lutador na história do UFC a possuir títulos de duas categorias de forma simultânea. Para deixar a situação ainda mais interessante, Cormier ainda desafiou Brock Lesnar no octógono, os dois protagonizaram um teatro e fica a certeza de que este será o próximo compromisso de ambos, com direito a um grande pagamento, algo que DC merece após tudo que fez no esporte.

Stipe Miocic contra Derrick Lewis

Quando tentava ampliar seu recorde de defesas do cinturão dos pesados, Stipe Miocic finalmente foi freado ao acabar nocauteado por Daniel Cormier. Com um filho prestes a nascer, o agora ex-campeão deve tirar um tempo de folga e retornar apenas no fim do ano. Nesta situação, não parece estar muito longe de refazer o caminho para conquistar o título novamente, o que pode ser iniciado em um combate contra Derrick Lewis, que teve a vitória mais importante da carreira na luta coprincipal de sábado, na qual superou Francis Ngannou em um vergonhoso concurso de encaradas.

Francis Ngannou contra o vencedor de Marcin Tybura – Stefan Struve

Depois de perder para Stipe Miocic em sua tentativa de conquistar o cinturão dos pesados em janeiro, Francis Ngannou sofreu o segundo revés seguido ao protagonizar uma das lutas menos movimentadas da história contra Derrick Lewis e sair derrotado em decisão unânime. O resultado certamente faz com que ele se afaste de uma nova chance de disputar o título e traz muitas dúvidas quanto ao seu progresso na carreira. Para que recomece sua trajetória, a sugestão é que dê um passo atrás e enfrente o vencedor do embate entre Marcin Tybura e Stefan Struve.

Anthony Pettis contra o vencedor de James Vick – Justin Gaethje

Com um lampejo do grande lutador que já foi, Anthony Pettis conseguiu sua melhor vitória nos últimos três anos ao finalizar Michael Chiesa com uma chave de braço no segundo round e voltar a triunfar. Agora, para saber se foi apenas um momento isolado ou se ele pode estar em um caminho de reconstrução, um duelo interessante pode ser desenhado contra o vencedor da luta entre Justin Gaethje e James Vick.

Paulo Borrachinha contra Israel Adesanya

Na luta que fechou o card preliminar do UFC 226, Paulo Borrachinha passou pelo teste mais complicado de sua carreira e se consolidou como um top 15 legítimo ao nocautear Uriah Hall no segundo assalto após pouco mais de sete minutos de intensa pancadaria. Enquanto isso na luta principal do TUF 27 Finale, Israel Adesanya deu mais um passo para mostrar que merece muita atenção ao dominar o sólido Brad Tavares para conquistar um triunfo por decisão unânime. Como tanto Borrachinha quanto Adesanya são nomes em ascensão no peso médio, mas que ainda parecem precisar de alguns testes e de um pouco mais de tempo de octógono antes de enfrentarem concorrência no nível mais alto, a opção aqui é por seguir a sugestão do nigeriano e colocá-los para duelar, com o vencedor podendo enfim encarar oposição mais qualificada.

Raphael Assunção contra Dominick Cruz

Um dos lutadores mais subestimados do UFC, Raphael Assunção fez mais uma grande exibição ao dominar completamente um adversário muito bom em Rob Font e chegar ao quarto triunfo seguido. O brasileiro está consolidado na elite do peso galo e já fez muito para merecer uma luta de maior destaque, uma vez que só foi derrotado por TJ Dillashaw em 12 lutas no UFC, sendo que também já venceu o atual campeão. Por isso, o próximo compromisso de Assunção deve ser um combate que o deixará garantido como o desafiante seguinte, o que pode acontecer em um confronto com Dominick Cruz.

Roxanne Modafferi contra Jessica Eye

O card do TUF 27 Finale não tinha muitos atrativos, mas em seu miolo estava um relevante duelo no peso mosca feminino. Nele, Roxanne Modafferi conseguiu a maior vitória da carreira ao nocautear Barb Honchak e manteve seu nome na lista de potenciais desafiantes no médio prazo para a categoria. Para que continue pensando em voltar a uma disputa de cinturão, ela deve ampliar sua sequência de vitórias e um nome interessante para tal é Jessica Eye.

Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos nos cards de sexta-feira e sábado:

Mike Perry vs. Curtis Millender
Paul Felder vs. Dan Hooker
Michael Chiesa vs. Serginho Moraes
Khalil Rountree vs. Gian Villante
Gokhan Saki vs. Nick Roehrick
Uriah Hall vs. Thiago Marreta
Rob Font vs. perdedor de Eddie Wineland – Alejandro Perez
Drakkar Klose vs. Carlos Diego Ferreira
Lando Vannata vs. Teemu Packalén
Max Griffin vs. Muslim Salikhov
Gilbert Durinho vs. Stevie Ray
Emily Whitmire vs. Syuri Kondo
Jamie Moyle vs. demissão
Brad Tavares vs. Cezar Mutante
Mike Trizano vs. vencedor de Nasrat Haqparast – Marc Diakiese
Joe Giannetti vs. Alex Reyes
Brad Katona vs. vencedor de Manny Bermudez – Davey Grant
Jay Cucciniello vs. vencedor de Wuliji Buren – Bharat Kandare
Alex Caceres vs. Artem Lobov
Martin Bravo vs. Brandon Davis
Barb Honchak vs. aposentadoria
Alessio Di Chirico vs. Oskar Piechota
Julian Marquez vs. vencedor de Vitor Miranda – Abu Azaitar
Montana De La Rosa vs. Andrea Lee
Rachel Ostovich vs. Shana Dobson
Luis Peña vs. vencedor de Damir Hadzovic – Nick Hein
Richie Smullen vs. John Gunther
Allan Zuñiga vs. demissão
Bryce Mitchell vs. Steven Peterson
Tyler Diamond vs. Matt Bessette
Gerald Meerschaert vs. Jack Hermansson

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.