MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC 220

O UFC 220 trouxe a manutenção dos cinturões dos pesados e meios-pesados por Stipe Miocic e Daniel Cormier, respectivamente. Qual deve ser o próximo passo para os dois campeões? Confira a resposta para essa e outras perguntas no MMA Brasil Matchmaker.

O UFC 220 trouxe uma noite de grandes lutas, capitaneada por disputas de título das duas categorias mais pesadas do UFC. Assim, Stipe Miocic encarou Francis Ngannou pelo cinturão dos pesados e Daniel Cormier manteve o reinado dos meios-pesados contra Volkan Oezdemir.

Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sábado.

Stipe Miocic contra Daniel Cormier

Em uma exibição segura, Stipe Miocic controlou o desafiante Francis Ngannou com seu wrestling e chegou a uma tranquila vitória por decisão unânime. A vitória tornou Miocic o primeiro na história a defender o cinturão dos pesados do UFC três vezes seguidas.

Apesar de passar por alguma dificuldade no primeiro round, Daniel Cormier tratou de voltar para a segunda parcial do duelo contra Volkan Oezdemir com o intuito de encerrar a peleja. Alguns minutos depois, lá estava o campeão tendo o seu braço levantado mais uma vez.

Ao pensarmos no próximo passo do atual campeão dos pesados, é possível reparar uma categoria sem nenhum candidato inapelável ao posto de desafiante, com Fabrício Werdum em sequência de vitórias sobre concorrência mais abaixo no ranking e Cain Velasquez parado há cerca de um ano e meio. Dessa forma, um antigo membro da categoria pode ser a solução: o próprio Daniel Cormier. O dono do título da categoria de baixo já deu sinais de que está próximo de encerrar sua carreira e parece ter cada vez mais problemas para bater o peso. um confronto com Miocic pode ser uma espetacular luta de despedida, com potencial para liderar algum dos importantes cards do UFC no segundo semestre. Caso opte por permanecer em sua categoria, uma revanche com Alexander Gustafsson é a pedida.

Francis Ngannou contra o vencedor de Derrick Lewis – Marcin Tybura

O trem do hype que cercava Francis Ngannou finalmente foi travado. Depois do camaronês abater seis concorrentes de variados níveis e chegar a uma merecida disputa de cinturão, ele finalmente teve suas limitações expostas ao enfrentar o campeão Stipe Miocic, que o controlou na longa distância em pé e com uma grande dose de wrestling até chegar em uma decisão unânime. Assim, Ngannou precisa dar um passo atrás e aproveitar que ainda é muito jovem para a categoria para maximizar todo seu potencial físico e desenvolver a técnica, sobretudo na luta agarrada. Se conseguir isso, será uma grande ameaça por muitos anos. Para começar esse processo, um embate com o vencedor do encontro entre Derrick Lewis Marcin Tybura é a opção.

Volkan Oezdemir contra Patrick Cummins

Após começar sua carreira no UFC com uma ascensão meteórica que envolveu dois nocautes avassaladores sobre Jimi Manuwa e Misha Cirkunov e um triunfo sobre Ovince St. Preux, Volkan Oezdemir recebeu a grande chance de enfrentar Daniel Cormier pelo cinturão dos meios-pesados. Por mais que tenha encontrado algum sucesso no começo da luta, a situação rapidamente mudou e ele acabou nocauteado sob o ground and pound do campeão no segundo assalto. Portanto, assim como Ngannou, deve retornar a encarar concorrência alguns passos abaixo com o propósito de evoluir e provar que não chegou onde está por acaso. Tendo esse objetivo em mente, a sugestão é um confronto com Patrick Cummins.

Calvin Kattar contra Myles Jury

Depois de estrear no UFC com vitória sobre Andre Fili, Calvin Kattar impressionou mais uma vez ao tirar a invencibilidade de Shane Burgos com um violento nocaute no terceiro round na luta que foi bonificada como a melhor do evento. Com duas vitórias sobre dois nomes muito relevantes fora do top 15 do peso pena, Kattar deve receber a oportunidade de encarar algum adversário no ranking em sua próxima aparição, como o ex-peso leve Myles Jury.

Rob Font contra Brett Johns

Na luta que abriu o card principal, Rob Font e Thomas Almeida fizeram um confronto movimentado, que acabou com um belo nocaute do americano. A vitória o recuperou da finalização sofrida contra Pedro Munhoz e o recolocou em ascensão na divisão dos galos, podendo ser casado em um duelo muito interessante com Brett Johns, que qualificaria o vencedor para enfrentar um top 10 em sequência.

Dustin Ortiz contra Matheus Nicolau

Dustin Ortiz passou por bons momentos de sufoco durante a luta quando Alexandre Pantoja pegou suas costas no primeiro e no terceiro rounds. No entanto, ele manteve a calma, soube se defender e impôs o ritmo do combate até sair vitorioso por decisão. Este foi o segundo resultado positivo em sequência e, cada vez mais, Ortiz parece consolidado no papel de porteiro do top 10 da categoria dos moscas. Por isso, um duelo com Matheus Nicolau é a sugestão para seu próximo compromisso.

Islam Makhachev contra o vencedor de Gilbert Durinho – Olivier Aubin-Mercier

Escondido na luta que abria o evento, Islam Makhachev teve um desafio interessante ao encarar o veterano Gleison Tibau. No entanto, o companheiro de treinos de Khabib Nurmagomedov não tomou conhecimento do brasileiro e o nocauteou ainda no primeiro minuto do duelo. Assim, chegou ao terceiro triunfo seguido, todos sobre concorrência de bom nível. Isto deve deixá-lo pronto para dar mais um passo acima na profunda categoria dos leves, o que pode acontecer em confronto contra quem sair vitorioso do embate entre Gilbert Durinho e Olivier Aubin-Mercier, que acontecerá em fevereiro.

Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sábado:

Shane Burgos vs. Nick Hein

Gian Villante vs. vencedor de Gadzhimurad Antigulov – Aleksandar Rakic

Francimar Bodão vs. demissão

Thomas Almeida vs. vencedor de José Alberto Quiñónez – Teruto Ishihara

Kyle Bochniak vs. Julio Arce

Brandon Davis vs. Martín Bravo

Abdul Razak Al-Hassan vs. Jordan Mein

Sabah Homasi vs. demissão

Alexandre Pantoja vs. Ulka Sasaki

Dan Ige vs. Matt Bessette

Enrique Barzola vs. Doo Ho Choi

Gleison Tibau vs. demissão

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.