MMA Brasil Matchmaker: Lutas a casar após o UFC 218 e o TUF 26 Finale

Semana cheia para o MMA Brasil Matchmaker, com o UFC 218 e o TUF 26 Finale movimentando o cenário do UFC. Será que foram definidos os próximos desafiantes dos pesos penas, pesados e moscas feminino e masculino em um único final de semana?

O fim de semana marcou mais uma jornada dupla do UFC. Na sexta-feira, o TUF 26 Finale coroou a primeira campeã peso mosca da organização, enquanto, no sábado, o UFC 218 proporcionou uma noite de lutas espetacular, capitaneada pela primeira defesa do cinturão dos penas por Max Holloway contra José Aldo. Além disso, duas eliminatórias e duas outras guerras movimentaram o card.

Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sexta-feira e sábado.

Max Holloway contra Frankie Edgar

De maneira bem semelhante à primeira luta, Max Holloway começou com algumas dificuldades contra José Aldo, mas subiu o ritmo exponencialmente até conseguir o nocaute técnico no minuto final do terceiro round. A vitória marcou a primeira defesa do cinturão peso pena por parte de Holloway e mais um grande passo dado rumo a limpar a categoria mesmo em um reinado tão jovem. Agora, deve ser reagendado seu compromisso com Frankie Edgar, que deveria ter acontecido neste sábado, e dar a chance para o havaiano adicionar mais um grande nome em seu currículo.

José Aldo contra Ricardo Lamas

Pela terceira vez em quatro lutas, José Aldo terminou derrotado por nocaute em uma luta com o cinturão dos penas em jogo. Cada vez mais, o melhor lutador da história da categoria e um dos maiores de todos os tempos dá sinais de que não parece ter a mesma vontade de entrar no octógono. Contudo, ainda possui um talento imenso e a capacidade de encarar a elite tanto dos penas quanto dos leves de igual para igual. Para isso, Aldo precisa de um período de descanso, com o intuito de reavaliar suas prioridades. Caso retorne para o UFC, uma revanche com Ricardo Lamas, que estava marcada originalmente até a lesão de Frankie Edgar, pode ser uma boa pedida.

Outra opção: Anthony Pettis

Francis Ngannou contra Stipe Miocic

Em um dos nocautes mais assustadores que já presenciei, Francis Ngannou praticamente separou a cabeça de Alistair Overeem do resto do corpo e chegou ao sexto triunfo no UFC, sendo 5 pela via rápida dolorosa e o outro por finalização. A vitória mais importante do currículo de Ngannou também veio justamente em uma clara eliminatória para decidir o próximo desafiante dos pesados. Assim, podemos esperar o camaronês e Stipe Miocic dividindo o octógono na primeira metade de 2018.

Alistair Overeem contra o vencedor de Derrick Lewis – Marcin Tybura

Depois de ser nocauteado por Stipe Miocic quando teve a chance de disputar o cinturão dos pesados, Alistair Overeem acumulou duas vitórias importantes e conseguiu se colocar próximo de uma oportunidade de buscar a revanche contra o campeão. No entanto, seus planos foram cortados de maneira brutal por Francis Ngannou no duelo coprincipal do UFC 218. Dessa forma, Overeem está de volta ao ponto de partida e deve fazer uma função de porteiro para algum adversário em ascensão em sua próxima aparição, como o vencedor do embate entre Derrick Lewis e Marcin Tybura.

Henry Cejudo contra Demetrious Johnson

Desde que foi derrotado por Demetrious Johnson, Henry Cejudo parece ter encontrado o caminho para evoluir de forma incrível, o que ficou visível na controversa derrota para Joseph Benavidez e no atropelo sobre Wilson Reis. No sábado, mais uma larga vitória, dessa vez com estratégia pautada no wrestling de elite que não deu nenhuma chance para Sergio Pettis e parece ter colocado o campeão olímpico em posição de ainda mais destaque na divisão. Joseph Benavidez e sua larga sequência de vitórias que me perdoe, mas Cejudo está pronto para uma revanche contra Johnson. Caso seja agendado um embate entre o campeão e TJ Dillashaw, Henry pode duelar novamente com Benavidez para definir o desafiante seguinte e tirar a limpo o resultado do primeiro encontro.

Sergio Pettis contra Ben Nguyen

A boa sequência de quatro vitórias de Sergio Pettis caiu de forma inapelável ao se deparar com um lutador da elite do peso mosca. O embate com Henry Cejudo não teve muita competitividade e mostrou em que patamar Sergio se encontra na divisão. Por isso, ele deve seguir lutando com frequência e buscar evoluir com a experiência e o tempo de octógono. Para seguir neste processo, um confronto interessante seria com Ben Nguyen, em uma promessa de bela pancadaria.

Eddie Alvarez contra Dustin Poirier

Em sua melhor atuação no UFC, Eddie Alvarez entregou uma guerra para Justin Gaethje e tirou a invencibilidade do adversário com uma joelhada no terceiro round. A vitória interrompeu a sequência que envolvia a derrota para Conor McGregor e o no-contest contra Dustin Poirier e reafirmou Alvarez como integrante da elite da categoria. Falando em Poirier, uma revanche seria o passo ideal neste momento para os dois, uma vez que colocaria o vencedor em uma posição de destaque na divisão e pronto para uma disputa de cinturão ou uma eliminatória.

Justin Gaethje contra Al Iaquinta

Pela primeira vez em sua carreira no MMA, Justin Gaethje não teve o braço erguido ao final de um combate. O nocaute sofrido para Eddie Alvarez traz a preocupação de que outros possam mais facilmente daqui para frente, mas a expectativa é que o ex-campeão do WSOF mantenha sua postura extremamente agressiva e inconsequente nos próximos compromissos. Com o propósito de se aproveitar disso, nada melhor do que lhe dar um período de descanso para recuperação e jogá-lo no cage contra Al Iaquinta, em outra promessa de intensa pancadaria.

Tecia Torres contra Felice Herrig

Dois bons confrontos no peso palha movimentaram o UFC 218. No duelo que abriu o card principal, Tecia Torres mostrou mais agressividade e superou Michelle Waterson por decisão e chegou ao terceiro triunfo seguido. Já em combate posicionado na porção preliminar do evento, Felice Herrig ganhou a quarta em sequência ao bater Cortney Casey por decisão dividida. Como tanto Torres quanto Herrig são integrantes do top 10 da categoria e estão com fortes retrospectos recentes, um encontro entre as duas faz sentido no momento e vencedora pode ser colocada muito próxima a uma disputa de cinturão.

Nicco Montaño contra Valentina Shevchenko

O TUF 26 teve o propósito de coroar a primeira campeã do peso mosca no UFC. Ao contrário do que se esperava, a desconhecida Nicco Montaño superou todas as principais concorrentes no caminho para chegar à final, na qual superou Roxanne Modafferi por decisão unânime e levou o cinturão. Com vitórias sobre as concorrentes de número 1, 2, 3 e 6 no ranking elaborado para o programa, Montaño já mostra que é uma lutadora muito melhor do que o cartel indica, mas ainda assim deve ter dificuldades para manter o título por muito tempo.

O cenário para definir a primeira desafiante não foi muito bem desenhado e nenhuma atleta surge claramente na frente das outras. Por isso, a ideia passa ser buscar concorrentes que já demonstraram interesse em migrar para a categoria anteriormente. Assim, dois nomes aparecem como os de maior destaque: Valentina Shevchenko e Joanna Jedrzejczyk. Como Joanna deve estar envolvida em uma revanche com Rose Namajunas no curto prazo e Shevchenko já acumula duas derrotas para a atual campeã do peso galo, o timing parece ser o ideal para que Valentina seja a primeira oponente do reinado de Montaño.

Outras opções: vencedora de Liz Carmouche – Alexis Davis

Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sexta-feira e sábado:

Michelle Waterson vs. Cortney Casey

Paul Felder vs. David Teymur

Charles do Bronx vs. perdedor de Myles Jury – Rick Glenn

Yancy Medeiros vs. Jorge Masvidal

Alex Cowboy vs. Ben Saunders

Drakkar Klose vs. Joe Lauzon

Amanda Cooper vs. Angela Hill

Angela Magaña vs. demissão

Abdul Razak Al-Hassan vs. Sabah Homasi

Dominick Reyes vs. Jake Collier

Jeremy Kimball vs. perdedor de Khalil Rountree – Michal Oleksiejczuk

Justin Willis vs. Shamil Abdurakhimov

Allen Crowder vs. Jarjis Danho

Roxanne Modafferi vs. Lauren Murphy

Sean O’Malley vs. vencedor de Frankie Saenz – Merab Dvalishvili

Terrion Ware vs. Kwan Ho Kwak

Barb Honchak vs. perdedora de Liz Carmouche – Alexis Davis

Gerald Meerschaert vs. vencedor de Antonio Braga Neto – Trevin Giles

Eric Spicely vs. Andrew Sanchez

DeAnna Bennett vs. Priscila Pedrita

Melinda Fabian vs. Gillian Robertson

Brett Johns vs. Eddie Wineland

Joe Soto vs. José Alberto Quiñonez

Montana De La Rosa vs. Rachael Ostovich-Berdon

Christina Marks vs. Shana Dobson

Ryan Janes vs. Oskar Piechota

Karine Gevorgyan vs. Emily Whitmire

Ariel Beck vs. perdedora de Justine Kish – Ji Yeon Kim

Emily Whitmire vs. perdedora de Jessica Rose-Clark – Paige VanZant

E aí? Curtiram os casamentos? Deixem suas sugestões nos comentários.

  • Matheus V.

    Que belo momento do peso palha feminino! Tecia x Herrig me agrada, mas também fiquei pensando nelas enfrentando a vencedora de Calvillo x Esparza ou a própria Claudinha. Muitas opções interessantes. Aliás, hoje acaba a suspensão médica da Joanna, então é possível que ela já entre em camp e tenhamos notícias dessa revanche (ou não) com a Namajunas em breve.

    • James sousa

      Herring x Calvillo (caso ela vença a Esparza)em um card da Fox

      • João Gabriel Gelli

        É uma boa opção.

    • João Gabriel Gelli

      Essa divisão é muito boa. Pensei nessas possibilidades que você falou também, mas vou colocar a vencedora de Esparza – Calvillo contra a Claudinha.

  • James sousa

    Discordo e Alvarez x Gaethje 2 , achava que casaria o Demetrious x TJ e o Cejudo com outro peso mosca , se eu fosse o Aldo eu subiria para os leves para a próxima luta

    • Matheus V.

      O problema é que não tem outro peso mosca para o Cejudo que não vá soar como passo para trás, senão uma revanche com o Benavidez. Borg e Nguyen (que está casado com o Formiga, aliás) até poderiam ser opções, mas não vejo nenhum com chances de bater o ex-wrestler olímpico.

      • Anderson Cachapuz

        mas acho que a ideia é que ele nao seja batido mesmo não… kkkk

  • Luis Coppola

    – Holloway x Edgar ; Aldo x Nate Diaz nos leves
    – Ngannou x Miocic ; Overeem x Volkov
    – Cejudo x Benavidez II valendo TS ; Pettis x Ben 10
    – Alvarez x Poirier II ; Gaethje x Iaquinta
    – Tecia x Joanna valendo TS ; Waterson x vencedora Ju thay/Markos
    – Felder x Evan Dunham ; Charlinho x David Teymur
    – Medeiros x Masvidal ; Cowboy x Bahadurzada
    – Herrig x vencedora Calvillo/Esparza ; Casey x Albu
    – Cooper x Hill ; Magana x Jessica Bate Estaca (quando a Jéssica estiver livre, não sendo a campeão, só pelo prazer da surra)

  • Renan Oliveira

    Casamentos para os vencedores:

    Holloway x Edgar
    Ngannou x Miocic
    Cejudo x Ben 10
    Alvarez x Poirier 2
    Torres x Gadelha
    Felder x Duffy
    Medeiros x Masvidal

    Casamentos para os perdedores:

    Aldo x Nate (LW)
    Overeem x Velásquez
    Pettis x Formiga
    Gaethje x Lee
    Michelle x Calderwood
    Do Bronx x Held
    Cowboy x DHK

  • Márcio Braga

    Cejudo x benavidez 2( em 5 rounds)
    ngannom x stipe
    overeem x velasquez ou volkov(prefiro o 1 casamento, sempre tive curosidade em ver essa luta)
    pettis x formiga
    Alvarez x poirier
    Superestimado Gaetje x kevin lee, beneil dariush ou se possivel nate diaz( sei que nao rola mas pelo estilo de ambos ia ser show)
    Felder x mairbek taisumov
    Bronx x joe lauzon ou marcin held.

    • João Gabriel Gelli

      Quanta maldade com o Overeem fazer o cara encarar o Velasquez depois de tomar um nocautão desses hahahahaha

      • Nicolas P S

        O melhor seria Ngannou x Struve. Ai se te pego ! Ai ! Ai !

  • Anderson Cachapuz

    Carmouche e Davis desceram para os moscas??
    Eu não colocaria a Valentina de cara não… eu faria ela descer e ganhar uma luta na categoria pra pegar embalo e aí sim ir pra cinta…

    Eu faria a final do TUF na próxima luta… com a Sijara… (já preparando um plano B e ameaçando de demissão caso ela não bata o peso)

    • João Gabriel Gelli

      Carmouche e Davis se enfrentam no peso mosca no evento dessa semana.

      Sobre a Sijara:
      OU VOCÊ GANHA O CINTURÃO OU TÁ DEMITIDA!!!1!ONZE1!!1!

      • Anderson Cachapuz

        legal… não sabia que elas tinham descido…. não prestei atenção na notícia…