Por Edição MMA Brasil | 11/11/2020 11:59

O Bellator 252 será realizado na Mohegan Sun Arena, em Uncasville, Connecticut, tradicional casa do Bellator. O evento promoverá o recomeço do GP do peso pena, com a disputa das duas últimas lutas das quartas de final. A principal atração será a disputa do título da categoria. Nela, o campeão Patrício Pitbull defenderá o posto pela quarta vez nesse segundo reinado ao enfrentar Pedro Carvalho.

O outro duelo pelo torneio será disputado entre Emmanuel Sanchez e Daniel Weichel. Já o duelo coprincipal terá o encontro entre os meios-médios Yaroslav Amosov e Logan Storley. Outro nome relevante no evento é Aaron Pico, que fará sua décima luta no MMA.

O Bellator 252 acontecerá na quinta-feira, dia 12/11, e terá transmissão do card principal na ESPN Brasil a partir das 21:00h no horário de Brasília.

Cinturão peso pena: Patrício Pitbull (BRA) vs. Pedro Carvalho (POR)

Por Pedro Carneiro

Com um reinado cada vez mais consolidado, Patrício “Pitbull” Freire (30-4 no MMA, 18-4 no Bellator) agora se aventura em um GP da categoria dos penas do Bellator. O último compromisso foi contra Juan Archuleta, vencido na decisão dos juízes pela primeira fase do torneio. Nesse próximo evento, o brasileiro fará sua participação nas quartas de final e colocará seu título em jogo mais uma vez.

Além do título nos penas, Patrício também acumula o dos leves na organização. Este veio quando nocauteou o agora funcionário do UFC Michael Chandler rapidamente. Dessa forma, se colocou de forma ainda mais clara como o maior lutador da história do Bellator.

Patrício é certamente o melhor lutador do mundo fora do UFC e boa parte disso se deve a uma obstinação pela luta. Se há tempos era conhecido pela excelente combinação de um muay thai agressivo com o jiu-jítsu, hoje essa receita foi incrementada com uma pitada de judô e de boxe. Isto se mostra em combinações nas quais não faltam nem sobram golpes e confundem o adversário, que fica sem saber se será atingido no corpo ou na cabeça. Como se não fosse o suficiente, Pitbull tem um wrestling decente. Além disso, a adição do caratê permitiu um controle de distância e timing bons o suficiente para acertar de modo fulminante, sem ser acertado. Também mostra uma movimentação lateral que fortaleceu um sistema defensivo que apresentava falhas e é a primeira etapa de uma defesa de quedas eficiente.

Pedro Carvalho (11-3 no MMA, 4-0 no Bellator) está com a maior benção/maldição que poderia receber no Bellator. Por um lado, tem a oportunidade de derrotar o maior nome do evento e colocar o seu em evidência. Por outro, vai enfrentar alguém com ampla experiência em deixar um grupo que vai desde aspirantes até ex-campeões na rua da amargura. O caminho de Pedro no Bellator foi traçado com vitórias contra Daniel Crawford, Luca Vitali e Derek Campos que renderam uma vaga no torneio. Na primeira rodada, finalizou o interminável Sam Sicilia e foi escolhido por Patrício como adversários nas quartas de final.

O português tem um passado no kickboxing, embora o seu estilo venha mesmo do caratê forjado na famosa academia SBG. Além das características latentes da arte milenar – controle de distância e movimentação lateral-, Pedro coloca muita potência nos golpes. Todavia, também tem algum destaque na luta agarrada. Seu wrestling regular é associado a um jogo de finalizações que já deixaram seis oponentes impossibilitados de prosseguir. O principal destaque no arsenal vai para os estrangulamentos, como o mata-leão e a guilhotina.

Patricio Freire vs Pedro Carvalho odds - BestFightOdds

Patrício é mais experiente, mais talentoso, mais técnico e está em um grau de evolução muito mais avançado. O melhor caminho para Pedro seria tentar uma luta no chão. Contudo, o baixo centro de gravidade e a movimentação do campeão diminuam muito as chances de que essas quedas aconteçam. Carvalho bate forte, mas o soco de sorte não costuma aparecer com frequência nesse nível de competição. Já o brasileiro tem muitos meios de vencer essa luta, sendo o principal deles se movimentar e controlar a distância com golpes retos. Isto deve abrir as brechas para o nocaute. A aposta aqui é que Patrício não dará margem para a plebe e triunfará pela via rápida dolorosa ou em uma decisão de larga margem.

O que mais ficar de olho no Bellator 252?

Por João Gabriel Gelli

O Bellator 252 não vive apenas de uma boa luta principal. O card também tem uma série de outros atrativos. O penúltimo duelo da noite será muito relevante para os meios-médios. Nele, Yaroslav Amosov e Logan Storley se enfrentarão e o vencedor ficará próximo de uma disputa de cinturão.

Este confronto colocará dois dos principais nomes em ascensão na categoria frente a frente. O ucraniano Amosov chegou ao Bellator após ter muito sucesso no Tech-Krep FC. Ele está invicto na carreira e tem cinco vitórias na organização, tendo batido nomes como David Rickels, Gerald Harris, Erick Silva e Ed Ruth.

Já Storley recebeu destaque anterior no MMA Brasil por ser um talento muito promissor. Wrestler quatro vezes All-American na Divisão I, migrou com sucesso para o MMA. Após uma passagem de cinco lutas pela RFA/LFA, acumula um cartel invicto em onze aparições, sendo as últimas seis no Bellator. Agora, terá o teste mais difícil da carreira.

O duelo promete testar ambos os atletas. Os dois estão no auge físico e invictos. Enquanto Amosov tem um histórico mais robusto no MMA, Storley possui mais feitos no mundo das lutas. Como são grapplers por preferência, será muito interessante acompanhar quem tomará a iniciativa no wrestling. Caso as habilidades se cancelem, também teremos uma boa oportunidade de analisar os dois na luta em pé. De qualquer forma, um casamento relevante, intrigante e com muitas possibilidades.

A luta principal não é o único confronto válido pelo GP dos penas no Bellator 252. Os ex-desafiantes Daniel Weichel e Emmanuel Sanchez se enfrentarão por uma vaga nas semifinais. O vencedor do duelo será o próximo adversário daquele que sair como campeão entre Pitbull e Carvalho.

Weichel perdeu para Patrício duas vezes em disputas de cinturão. Na primeira, chegou a deixar o brasileiro em situação complicada no final do primeiro round, mas foi nocauteado no segundo. A oportunidade mais recente terminou em um revés por decisão dividida. Em seu compromisso mais recente, válido pela primeira rodada do GP, o alemão superou Saul Rogers.

Do outro lado, Sanchez teve uma ascensão curiosa. Em um dado momento, ficou conhecido pela sequência de lutas terminadas em decisões sem unanimidade. Foram quatro divididas – sendo uma derrota para Weichel – e uma majoritária. No entanto, tornou seus resultados mais convincentes recentemente. Ele teve uma boa série de vitórias e recebeu uma disputa de cinturão, na qual saiu derrotado por Patrício. Desde então, superou Georgi Karakhanyan e finalizou Tywan Claxton – na rodada inicial do GP.

A revanche provavelmente será a última oportunidade de Weichel conseguir uma disputa de cinturão. Profissional há 18 anos e já com 35 de idade, está na porção final da carreira. Enquanto isso, Sanchez é mais jovem e mostra uma vitalidade maior. A expectativa aqui é de um bom confronto e que Emmanuel conseguirá a vingança.

Por fim, o card preliminar do Bellator 252 também traz alguns nomes interessantes. O mais relevante deles é Aaron Pico. Depois de um começo de carreira em que enfrentou concorrência muito mais experiente, o prospecto está se estabilizando no MMA. Ele ainda tem um longo caminho a percorrer para alcançar o que era esperado. Como próximo passo, buscará da terceira vitória seguida ao duelar com John de Jesus. Outros atletas que merecem menção são Keri Taylor-Melendez, esposa de Gilbert Melendez, o ex-campeão dos penas do Glory, Gabriel Varga, e Khonry Gracie, filho de Royce Gracie.

Foto de Destaque: Bellator (Divulgação)