Por Alexandre Matos | 30/06/2018

Ontem foi um dia especial para o MMA Brasil. Exatamente dez anos antes, teve início uma saga que eu sequer sabia que seria uma saga. Uma década depois de começar como um blog, falando com as paredes, estamos aqui com milhares de visualizações por dia, comentários de leitores que nunca conheci pessoalmente, comemorado com a inauguração de um layout mais moderno, reconhecidos pelas maiores organizações mundiais, respeitados pela comunidade da luta ao redor do mundo e com uma tremenda equipe.

No MMA Brasil, a gente briga, discute, troca impropérios. Nós também fazemos churrascos, saímos para beber, somos bem recebidos nas casas dos demais, nos ajudamos em questões da vida além do site. Tal qual uma família. Acima de todo o reconhecimento, de uma enorme comunidade de leitores que eu prezo tanto, de ter ajudado algumas pessoas a compreender melhor e a amar mais o MMA e demais esportes de luta, o maior mérito do MMA Brasil foi juntar essa equipe especial. Com todo o respeito que merecem os times do meu camarada Marcelo Russio, do John Morgan, do Jordan Breen, do Marc Raimondi (profissionais que merecem todo o meu respeito e a minha admiração – e todos eles sabem disso), a capacidade de reportar, analisar, opinar e produzir conteúdo diversificado, em mídias variadas, hoje é imbatível no MMA Brasil, na minha humilde – e clubística – opinião.

Primeira versão do MMA Brasil, ainda hospedada no Blogspot.

Primeira versão do MMA Brasil, ainda hospedada no Blogspot.

Então, quando completamos 10 anos de existência, lágrimas descem pra agradecer o empenho, a enorme qualidade e a irmandade do Rafael Oreiro, Gabriel Carvalho, João Gabriel Gelli, Matheus Costa, dos Brunos Sader e Costa, do Thiago Kühl, Pedro Carneiro, Guilherme Pontes, Felipe Freitas, Anderson Cachapuz e, claro, do Diego Tintin, o mais antigo deles, que chegou aqui quando era tudo Matos (e Prates). Vocês levaram o MMA Brasil a um ponto que eu jamais teria conseguido sozinho.

O MMA Brasil também não teria chegado até aqui sem a inestimável colaboração da Fernanda Prates, Renata Aymoré, Guilherme Pinheiro, Diego Maka, Lilian Caparroz, Danilo Gustavo, Gustavo Menor, do pessoal que chegou recentemente como o Idonaldo Filho, Gustavo Lima (único possível), Jessyca Damaso, Gustavo Bizzo, e mais um monte de gente que, de alguma forma, direta ou indireta, ajudou a construir essa comunidade. Vocês moram no meu coração.

Alexandre Matos representou o MMA Brasil em inúmeros eventos realizados no Brasil.

Alexandre Matos representou o MMA Brasil em inúmeros eventos realizados no país.

Roubando completamente a palavra de Alexandre Matos, editor-chefe e idealizador do MMA Brasil, membros de nossa equipe se dispuseram a homenagear o site e fazer cada um seu depoimento. Com alguns já há anos como membros, e outros mais recentes, o imenso carinho pelo MMA Brasil é um fator comum para todos.

Anderson Cachapuz

“Há quase 14 anos, eu era um assíduo jogador de um jogo de futebol online no qual o senhor “apmatos”, vulgo Alexandre Matos, também participava assiduamente do fórum. O tópico sobre MMA era o seu preferido. A comunidade do jogo organizava vários eventos e em um deles nos conhecemos pessoalmente, já que éramos bons amigos dentro do jogo. Uma ida ao Maracanã ajudou a estreitar a amizade que perdura até os dias de hoje. Na época, Alexandre era um pitboy que tomava bomba de cavalo e morava na Tijuca (hahahaha), até que um dia me fez um convite para virar moderador de um fórum de debates que ele estava criando sobre MMA. Eu não me interessei nem um pouco, até toparia ajudar, mas não me senti confortável pois não acompanhava o esporte – não tinham vídeos do UFC para alugar na minha locadora favorita – pra vocês terem noção do tempo que 10 anos significam.

Recusei o convite, o fórum cresceu e virou um site, até que um dia resolvi parar para assistir Anderson Silva vs Vitor Belfort no icônico UFC 126. Dali em diante passei a me interessar pelo esporte e consumir diariamente o conteúdo do site. Era fã das resenhas de Felipe Freitas no TUF Brasil e comecei a conversar constantemente com o Alexandre para entender melhor do esporte, tirar dúvidas, etc.  Até que um dia, em 2014, o Felipe teve um problema e não poderia resenhar um episódio do TUF Brasil 3. Quem foi convidado para cobrir? Em 17 de março de 2014 começou um caminho sem volta: seis edições do The Ultimate Fighter cobertas, várias prévias feitas – coisas que nunca achei que sequer faria parecido com as prévias míticas de Diego Tintin -, quase cem textos no site e a primeira edição do Gracie Pro coberta in loco pelo site.

Não há o que se falar de MMA Brasil sem falar de Alexandre Matos. Tudo que hoje vocês vêem partiu apenas da mente genial deste sujeito. E o peso que este nome foi ganhando foi endossado com o tempo pela equipe que ele montou. Hoje, MMA Brasil é um nome pesado no mercado dos esportes de combate, sinônimo de conhecimento, credibilidade, seriedade e o principal: imparcialidade. Um prego que se destaca nesta madeira que é a imprensa brasileira. E isso tudo foi construído e moldado pelo caráter, honestidade e simplicidade deste homem.

E de certa forma, há pouco mais de quatro anos eu faço parte disso e é motivo de muito orgulho e felicidade ter meu nome gravado na história do site e isso ninguém pode apagar. Obrigado ao Alexandre, à equipe e vida longa ao MMA Brasil com suas muitas outras fases que virão, pois em um mercado tão voraz, ainda estamos brigando pelo espaço que merecemos. E isso vai acontecer, pois o cara que idealizou tudo isso merece mais do que ninguém.”

Bruno Costa

“Ainda recordo da excelente sensação de descobrir o MMA Brasil, livre do característico ufanismo desnecessário que caracteriza grande parte dos veículos que cobrem esportes no país. Tratar o assunto abordando aspectos técnicos com prioridade era uma realidade inesperada, e a coragem e eficiência no trabalho, junto às ótimas edições de podcasts (que me acompanhavam em trajetos diários de 4h em ônibus da época) me fizeram um entusiasta do site.

Como fã incondicional do site e consumidor do produto, considero um prazer inestimável poder, de alguma forma, contribuir com esse excelente espaço quando necessário. Ficam aqui minhas estimas por todos os integrantes e colaboradores que continuam tornando possível a existência de um endereço com alto nível para debate de um esporte tão jovem quanto o MMA.

Vida longa ao MMA Brasil e incontáveis salvas de palmas para o Alexandre Matos, idealizador dessa maravilhosa experiência.”

Bruno Sader

“Um oásis de informação e análise séria em um deserto de irrelevância que é a internet. Essa foi a sensação quando encontrei o MMA Brasil cerca de 7 anos trás. Passado todos esses anos, noto que o oásis se mantém mais verde do que nunca, enquanto o deserto se espalha cada vez mais. Um trabalho de qualidade jornalística que não é feito por nenhum outro site nacional, e mais do que isso, também quase não é feito pelos especialistas lá no exterior. É surreal que um trabalho dessa qualidade e seriedade seja feito há 10 anos por amor ao esporte, sem praticamente nenhuma remuneração (ao contrário, perdendo uma suada verba nesse caminho). E tudo isso graças ao monstro sagrado chamado Alexandre Matos e tantos outros colaboradores ao longo desses 10 anos. Vida longa ao amor pelo esporte que move trabalhos maravilhosos como esse.”

Diego Tintin

“Cansado dos comentários rasos sobre MMA nos espaços que eu conhecia, resolvi fazer buscas no Google por um site com comentários mais profundos e imparciais. A busca nem demorou muito, pois de cara eu já caí na “Semana Lyoto Machida” publicada em um site com o estilo de blog em um fundo negro. A identificação foi imediata com aquele texto perfeito em forma e conteúdo, fácil de ler e que deixou a vontade de explorar mais conteúdos daquele tal de Alexandre Matos (ui). Com o tempo, passei a participar dos debates nos comentários, fui convidado pelo Alexandre para escrever também no site e participar dos podcasts. A família cresceu, temos amizades sólidas, um portal de notícias e opiniões estabelecido no meio e muito orgulho de fazer parte desta história de dez anos do MMA Brasil.”

Matriz paulista do MMA Brasil reunida na Central3 para gravação do It's Time! com Fabricio Werdum e amigo.

Matriz paulista do MMA Brasil reunida na Central3 para gravação do It’s Time! com o peso pesado Fabricio Werdum.

Felipe Freitas

“Lá por 2009, com 15 anos, comecei a acompanhar MMA mais a fundo. Sempre fui fã e praticante de artes marciais, começando no Taekwondo lá em 2004 . Em 2009 entrei no Twitter e a conta @mmabrasil começou a me seguir. Segui de volta e comecei a ler o blog, interagir e aprender mais sobre esporte. Como eu tinha o sonho de ser jornalista (realizado em março deste ano com meu diploma), o Alexandre – uma das minhas principais inspirações no jornalismo e na vida – me deu a oportunidade de publicar um texto sobre a cobertura do Floripa Fight.

Não lembro quando virei membro oficial de fato. Mas pelo menos não esqueço do papel fundamental que o site teve na minha jornada para formação como jornalista e como pessoa. Mesmo afastado, a alegria que eu fico ao ver o site crescendo, membros da equipe participando de programas com grande audiência, furos exclusivos, coberturas internacionais e participando de premiações é gigante! Minha gratidão para toda essa turma é gigante. Graças ao site cobri dois UFC, tive o meu sorriso elogiado pela Ronda Rousey e, de longe o mais importante, conheci pessoas incríveis que admiro e posso chamar de amigas. No final do caminho, são essas amizades que importam.

Que cada dia, em todos os sentidos, o MMA Brasil fique cada vez maior e melhor!”

Gabriel Carvalho

“Uma das coisas que não me arrependo foi de me tornar um nerd de MMA e ter a vontade de aprender e conhecer cada vez mais. E foi com um texto qualquer que apareceu o MMA Brasil na minha vida. Fiquei encantado logo de início e, quando notei, reparei que acessava o site todos os dias procurando por algo novo.

Gosto tanto daqui que já li quase tudo que já foi postado, ainda me surpreendo com cada análise feita em 2011 e que se concretizou, porque nada aqui é feito em achismo, e sim por gente muito competente. Tenho bastante orgulho de ter contribuído aqui, não me arrependo de nenhuma noite virada, de nenhum convite recusado para amigos em sábados de noite, porque sei que valeu a pena.”

Idonaldo Filho

“Descobri o site após me interessar mais pelo MMA, motivado pela queda do mito Anderson Silva contra Michael Bisping. Desde então, passei a me alimentar diariamente do conteúdo antigo do site, para poder me informar melhor do que realmente se tratava esse esporte, suas nuances e tudo o que havia acontecido antes de eu me atentar para o MMA de fato. O que encontrei foi conteúdo de qualidade absurda, que nunca pensei que fosse possível achar na Internet. Fui aprendendo muito principalmente com as prévias e os frequentes textos explicativos escritos da forma mais didática possível, que me deram a base do que entendo hoje do esporte.

O MMA Brasil com certeza é um site para todos os tipos de apreciadores das artes marciais, desde o que quer conhecer mais sobre o esporte até para o veterano que consume conteúdo de organizações fora do núcleo principal americano.  E, como leitor, durante o tempo o que encontrei também foram ótimos debates, sem julgamentos precipitados e com opiniões embasadas, além de muito respeito no trato tanto da moderação conosco e entre os leitores. Aprendi e espero aprender muito mais ainda com todos aqui. E claro, que venham muitos outros anos por aí!”

João Gabriel Gelli

“Com a primeira edição do TUF Brasil começou minha paixão pelo MMA e me trouxe uma família improvável. Graças às resenhas do reality show feitas por Felipe Freitas e às discussões antes das lutas durante as aulas ainda no colégio com Rafael Oreiro, conheci o MMA Brasil e desenvolvi o apreço que tenho pelo esporte até hoje.

Depois de um período como leitor e com o contato nos comentários com Alexandre Matos consegui realizar um dos maiores sonhos que sempre tive, que era trabalhar de alguma forma com esportes. Serei eternamente grato ao Alexandre pela oportunidade e pela confiança depositada em uma pessoa que ele praticamente não conhecia, mas que agora pode tratar como um irmão. Agora, com o MMA Brasil de cara nova, resta seguir com o trabalho duro e de análise profunda que nunca faltou aqui e rumar para mais uma década.”

Foto com a maior quantidade de membros da Equipe MMA Brasil. Da esquerda para a direita: Bruno Sader, Thiago Kühl, Gabriel Carvalho, Alexandre Matos, João Gabriel Gelli, Diego Tintin, Rafael Oreiro e Matheus Costa.

Foto com a maior quantidade de membros da Equipe MMA Brasil na história do site. Da esquerda para a direita: Bruno Sader, Thiago Kühl, Gabriel Carvalho, Alexandre Matos, João Gabriel Gelli, Diego Tintin, Rafael Oreiro e Matheus Costa.

Matheus Costa

“Escrever é uma das maiores paixões da minha vida. Ser jornalista é outra. Mas se hoje, 30 de junho de 2018, exerço essa profissão pela qual sou completamente apaixonado, eu devo uma grande parte justamente a este site no qual trabalho. O MMA Brasil. O site que me inspirou a ser o que sou hoje, como homem, como jornalista e como escritor. Eu comecei a visitar o site como um mero leitor. Lembro que era apaixonado pelos textos de Diego Tintin e Alexandre Matos. Aprendi e aprendo muito desde que comecei a visitar o site, principalmente sobre jornalismo, assistindo inúmeras aulas de dois caras que não são jornalistas por profissão, mas de coração e excelência. Ao longo dos anos, me aproximei dos componentes deste site e me tornei amigo da maioria. Em 2017, tudo aconteceu como estava escrito. Eu me juntei ao site ao longo de alguns amigos e decidimos continuar o legado de um ídolo.

Já rasguei a seda para Alexandre, Tintin e o site milhares de vezes. E acho que nunca irei cansar. Ainda vivo um sonho por fazer parte deste site que me ensinou tanto. Vivo um sonho por ter como um dos meus melhores amigos justamente os senhores que citei acima. Por trabalhar ao lado deles. E, principalmente, receber a confiança do homem que começou tudo para dar continuidade ao seu enorme legado ao longo dos próximos anos. Levo a vida sob o lema de que a vida é composta de ciclos desde que me entendo por gente. Mas te confesso uma coisa. Espero que esse ciclo do MMA Brasil nunca termine. Que venham 15, 20, 30, 50 anos. E que, um dia, eu possa mostrar para as minhas filhas tudo o que eu aprendi, vivi, senti e fiz por este legado.”

Pedro Carneiro

“Uma pesquisa no google em 2011 que evoluiu para a leitura voraz dos textos, horas ouvindo podcasts, o site na barra de favoritos, o meu primeiro texto em 2013, a primeira cobertura de UFC in loco em 2014. Embora possa existir MMA Brasil sem Pedro Carneiro, não é mais possível existir Pedro Carneiro sem MMA Brasil. Contudo, mais importante que textos, podcasts e todo conteúdo de qualidade, o MMA Brasil me deu relacionamentos e memórias que eu vou levar comigo até o fim dos meus dias. Fiz amigos e fiz um irmão. Com o próprio Alexandre disse em um livro que me deu de presente; “Ao irmão que a vida me deu, parceiro de conversas intermináveis sobre luta, e qualquer aspecto da vida, que tem me ajudado a me tornar uma pessoa melhor a cada dia. Muito obrigado por tudo, do fundo do coração”. E mais uma vez faço das suas palavras as minhas, e tenho certeza que incontáveis leitores também.”

Rafael Oreiro

“10 anos de MMA Brasil. Quando o site foi criado, eu provavelmente ainda via desenhos animados na televisão e não fazia ideia do que fossem as artes marciais mistas. O começo do gosto pelo esporte veio lá em 2012, com a descoberta do UFC e conversas com um colega de escola que hoje é meu parceiro na equipe do site. Mas a paixão pelo MMA foi construída mesmo após começar a acompanhar o MMA Brasil, que me fez passar a ser praticamente um viciado a procura de conteúdo sobre lutas. Então, quando em 2016 chegou o convite para escrever meu primeiro texto no site, me veio uma responsabilidade tremenda: a de fazer jus aos anos e anos de trabalho de alta qualidade e valor informativo que só o MMA Brasil traz no país. Agora, passados anos desse momento, tive a sorte de conhecer pessoas maravilhosas tanto dentro da equipe quanto no do grupo de leitores fiéis que sempre nos acompanharam, e hoje sou uma pessoa completamente diferente por essa experiência.

Ao final, nada disso seria possível se não fosse o trabalho árduo de Alexandre Matos durante esses dez anos. Para mim, ele é um exemplo de honestidade, ética e seriedade que a maioria da mídia deveria adotar. Por mais que insista na conversa de que um dia irá se aposentar e deixar seu trabalho para a nova geração, ele estará sempre presente no site de qualquer forma. Alexandre Matos é o cerne do DNA do MMA Brasil, e por isso nosso site tem uma qualidade diferenciada.”

Thiago Kühl

“É verdade que foi por acaso que me deparei com o MMA Brasil há cerca de 7 anos, porém, diferentemente de tantos outros achados da vida, nunca deixou de ser uma referência e de fazer parte do meu dia-a-dia. Não há dúvidas que sem uma fonte como o site hoje a minha relação com o MMA não seria a mesma. Tenho certeza que não existe no Brasil qualquer veículo que se compare ao criado por Alexandre Matos, a implacável busca por qualidade do editor-chefe deste portal é um norte para todos que fazem e fizeram parte desta equipe, sempre produzindo conteúdo de incomparável valor dentro da imprensa especializada.

Parabéns ao MMA Brasil pela sua primeira década e muito obrigado Alê, por ter proporcionado um ambiente de discussão de altíssimo nível, que ensinou quase tudo que sei sobre este apaixonante esporte e se tornou um vetor para grandes amizades que levarei por toda a vida.”