MMA Além do UFC: King Mo Lawal é nocauteado em luta de aposentadoria

Por Idonaldo Filho | 14/11/2019 15:16

Mesmo sem grandes nomes a semana no MMA Além do UFC foi agitada e com vários nocautes violentos como destaques. O Bellator 233 da sexta-feira viu ocorrer uma despedida frustrada e um bom duelo de contenders nos médios. O KSW realizou o KSW 51 e segue com a estratégia de apostar em freakshows e algumas lutas bem casadas. Também mencionamos o ONE Championship com um evento menos impactante e o Oktagon, evento europeu que contou com vários ex-lutadores do UFC na composição do card.

Bellator 233

O Bellator 233 aconteceu na última sexta (08) em Thackerville, Oklahoma. A luta principal do evento foi nos médios entre o veterano John Salter e o ascendente Costello Van Steenis, em duelo de grapplers. Salter dominou os dois primeiros assaltos com tranquilidade, abusando da defesa de quedas duvidosa do adversário. No último round Costello aumentou o ritmo e conseguiu acertar ótimos golpes, principalmente chutes, magoando bastante o rosto de Salter, mas não o suficiente para um 10-8. Todos os juízes marcaram 29-28 para John Salter.

A luta coprincipal tinha o ex-campeão do RIZIN e Strikeforce, King Mo Lawal. O wrestler enfrentou Andrew Kapel naquela que já havia sido confirmado como sua última luta – por isso o adversário de menor nível. Porém, Kapel surpreendeu e não respeitou o veterano, obtendo um grande nocaute com um belo contragolpe. Mo foi ao chão atordoado e ainda recebeu alguns conferes até apagar. Após o anúncio da vitória de Kapel, King Mo colocou as luvas no chão do cage, confirmou a aposentadoria e que deve focar na carreira de técnico na ATT.

Importante serem destacados os diversos prospectos do evento. Os irmãos Fortune conseguiram vitórias, sendo que Tyrell Fortune – que atua nos pesados – foi o que mais impressionou com um nocaute sobre o veterano Azunna Anyanwu no segundo assalto, após um início chato de combate. Logan Storley também conseguiu uma interrupção, mas essa aconteceu em função de uma lesão do adversário EJ Brooks.

Participante do Contender Series nesse ano – que inexplicavelmente não foi contratado -, Julius Anglickas fez uma luta burocrática, mas de controle absoluto, tirando a invencibilidade de Jordan Young nos meios-pesados. Destacado pelo MMA Brasil no “De Olho no Futuro“, Grant Neal obteve uma larga decisão sobre o jiujiteiro Jimmy Lugo com dois juízes marcando 30-26 para o prospecto. Nas preliminares o nocaute mais impressionante foi de Christian Edwards. Parceiro de treinos de Jon Jones, Edwards acertou um chute espetacular e fez o substituto Cesar Benett cair em apenas 16 segundos de combate.

KSW 51

O KSW 51 aconteceu na capital da Croácia, Zagreb. Contando com vários atletas locais, a luta principal foi, para a surpresa de ninguém, mais um freakshow. Mariusz Pudzianowski ganhou mais uma e dessa vez contra o não menos fortinho Erko Jun, um duelo de muitos esteroides e nenhuma técnica. O resultado veio por meio de uma interrupção na montada, com ambos totalmente desgastados. O nível de cansaço foi tanto que, em vez de comemorar a vitória, o polonês foi logo para a grade respirar um pouco.

Na luta coprincipal o ex-campeão Borys Mankowski não teve muitos problemas. O polonês encarou o montenegrino Vaso Bakocevic – aquele que foi surrado por Andrey Koreshkov – conseguindo um estrangulamento com pouco mais de três minutos de luta. Pelo título dos galos tivemos o croata Antun Racic derrotando em decisão majoritária o ex-lutador do UFC Damian Stasiak.

Vale destacar o desigual duelo de Ante Delija contra Oli Thompson, com atropelamento por parte de Delija. Também no evento Cezary Kesik e Ivan Erslan mantiveram suas invencibilidades ao derrotarem Aleksander Ilic e Darwin Rodriguez, respectivamente.

ONE Championship: Masters of Fate

Sem tanto brilho igual outros eventos recentes da organização, o ONE Championship: Masters of Fate teve uma disputa de título. No peso palha, Joshua Pacio defendeu a cinta com sucesso ao derrotar Rene Catalan em luta de filipinos, o duelo, que aconteceu na capital Manila, terminou com um katagatame. Outro grande atleta local, o ex-campeão Eduard Folayang venceu o mongol Tsogookhuu Amarsanaa por decisão técnica – a luta teve que ser encerrada antes por um choque de cabeças.

Outros dois bons nocautes aconteceram no evento: Geje Eustaquio derrotou o finlandês Toni Tauru com um belo chute rodado no corpo. Entretanto o melhor aconteceu no peso mosca, com Robin Catalan nocauteando o wrestler olímpico Gustavo Balart com um chute alto limpo, acrescentando mais uma derrota na carreira do cubano no ONE Championship.

Oktagon 15

O Oktagon 15 ocorreu na 02 Arena em Praga, capital da Tchéquia. O duelo mais importante da noite foi a superluta entre os rivais Atilla Vegh e Karlos Vemola, dois dos maiores lutadores de Eslováquia e Tchéquia, respectivamente. O combate acabou com zembra, Vemola que vinha em sequência invicta de onze lutas e não perdia desde 2016 foi nocauteado friamente pelo antigo campeão do Bellator. Vegh com o nocaute afasta um pouco a péssima impressão que deu em sua última luta, nocauteado pelo agora presidiário, Virgil Zwicker.

Pelo título dos pesados, Michal Martinek derrotou Viktor Pesta por nocaute técnico após Pesta machucar o maxilar. Ex-atleta do Contender Series, Martinek havia sido derrotado por Rodrigo Zé Colméia, mas agora, lutando em casa, consegue uma grande vitória. Veterano do UFC, Pesta estava com duas vitórias seguidas, sendo sua última derrota contra o polêmico Aleksander Emelianenko, irmão de Fedor. Outros veteranos do UFC que obtiveram vitórias no Oktagon foram Joachim Christensen e Leandro Buscapé.

Principais eventos dessa semana

Bellator 234
Brave CF 29
ACA 101
LFA 78
RCC: Intro 6
ONE Championship: Age of Dragons
CFFC 79