MMA Além do UFC: Campeão olímpico Henry Cejudo segue invicto; Jon Fitch vai disputar cinturão no WSOF

Por Alexandre Matos | 03/02/2014 18:50

O evento mais importante no fim de semana do MMA foi o UFC 169, mas outras organizações promoveram duelos e notícias relevantes para nossa coluna MMA Além do UFC.

Neste artigo destacamos a manutenção da invencibilidade no MMA do campeão olímpico Henry Cejudo, as vitórias dos ex-UFC Tim Means e Karlos Vemola, além da confirmação de Jon Fitch e Leonard Garcia em disputas de cinturão (Garcia fará sua primeira defesa) e dos novos campeões do Ring Of Combat.

Legacy FC 27: Henry Cejudo vence mais uma e Tim Means consegue novo nocaute rápido

A 27ª edição do Legacy Fighting Championship foi disputada na última sexta-feira, 31 de janeiro, na Arena Theatre de Houston, no Texas, contando com dois nomes conhecidos nas lutas principais.

Eficiência na luta olímpica conduziu Henry Cejudo a mais uma vitória no MMA (Foto: Andy Hemingway)

Eficiência na luta olímpica conduziu Henry Cejudo a mais uma vitória no MMA (Foto: Andy Hemingway)

Campeão olímpico de wrestling em Pequim-2008 e primeiro nome da coluna Radar MMA Brasil, Henry Cejudo usou pressão no clinch, quedas e base sólida no chão para tirar a invencibilidade de Elias Garcia em luta válida pela categoria dos moscas. O americano venceu por 30-27 na contagem dos três juízes oficiais e limpou um pouco a barra da véspera, quando não bateu o peso da categoria. Além de ter aparecido na pesagem com 128,5 libras, Cejudo se atrasou para o compromisso, o que lhe custou multa de metade da bolsa e suspensão no Texas de 90 a 180 dias, que ainda será confirmada pelo Departamento de Licenciamento e Regulamentação do Texas (TDLR, sigla em inglês para a comissão atlética estadual local). O lutador já tivera problema em novembro, quando foi obrigado a desistir do combate após ficar doente no dia da pesagem.

A vitória de Cejudo, porém, reforçou uma importante estatística: os quatro integrantes da seleção americana de luta olímpica em 2008 que migraram para o MMA permanecem invictos. Além de Cejudo (6-0), a lista conta com o peso pesado da American Top Team Steve Mocco (4-0) e com os astros Ben Askren (12-0) e Daniel Cormier (13-0). A delegação olímpica dos Estados Unidos em Pequim ainda conta com a judoca Ronda Rousey, 7-0 no MMA.

Na luta principal do Legacy FC 27, o ex-UFC Tim Means segue firme no propósito de voltar à maior organização do mundo. Contra Artenas Young, de volta à divisão dos meios-médios, Means anotou seu segundo nocaute no primeiro round em duas lutas desde que foi demitido do UFC, onde lutou como leve. A vitória de sexta chegou após uma joelhada explodir contra o queixo de Young e abrir caminho para uma saraivada no ground and pound. O nocaute foi decretado a 1:38.

Veteranos do UFC Jon Fitch e Leonard Garcia fazem lutas por cinturões no WSOF e Legacy FC

O brasileiro Rousimar Toquinho vai chegar ao World Series of Fighting disputando o cinturão dos meios-médios. Caso vença o campeão Steve Carl, o brasileiro já sabe quem será seu primeiro desafiante.

O matchmaker Ali Abdel-Aziz confirmou nesta segunda-feira que Jon Fitch vai encarar o vencedor de Carl-Toquinho, que vai ocorrer no WSOF 9, em março. Fitch estreou na organização sendo finalizado por Josh Burkman, que veio posteriormente a perder a disputa do cinturão para Carl. Em seguida, o ex-UFC venceu o brasileiro Marcelo “Grilo” Alfaya por decisão dividida.

Outro velho de guerra envolvido em disputa de cinturão é Leonard Garcia (18-11-1 que deveria ser 15-14-0). O polêmico “Bad Boy”, conhecido por ser o rei das decisões controversas em seus tempos de UFC e WEC, colocará em jogo o cinturão dos penas do Legacy FC contra Shane Howell (13-7).

Desde que foi demitido pelo UFC, Garcia venceu as três lutas que disputou no Legacy FC, duas delas por nocaute e outra por submissão. A primeira defesa de seu título está marcada para o Legacy FC 29, no dia 21 de março. O evento ainda contará com a disputa do cinturão meio-pesado entre o ex-UFC Paul Buentello e Myron Dennis, além da estreia de Gilbert Durinho e do retorno ao MMA do campeão do TUF 12 Jonathan Brookins.

Ring Of Combat coroa cinco novos campeões

Um dos principais celeiros de talentos para o UFC nos Estados Unidos, o Ring Of Combat realizou sua 47ª edição na sexta-feira, no Tropicana Resort and Casino de Atlantic City, em evento que contou com duas preliminares, cinco lutas casadas e outras cinco disputas de cinturão.

Chris Wade recebe o cinturão dos leves das mãos do promotor Lou Neglia (Foto: Keith Mills/Sherdog)

Chris Wade recebe o cinturão dos leves das mãos do promotor Lou Neglia (Foto: Keith Mills/Sherdog)

Três jovens prospectos sagraram-se campeões nas disputas. Na categoria dos leves, Chris Wade (7-1) recuperou-se da derrota sofrida no WSOF 2, quando lutava como meio-médio, com uma finalização no segundo round sobre Pat DeFranco. Entre os galos, o companheiro de Uriah Hall na Team Tiger Schulmann Julio Arce (5-0) chegou à sua terceira vitória no ROC ao superar Jason McLean. Já o parceiro de equipe de Chris Weidman na Serra-Longo Fight Team James Jenkins (7-1) fez Adam Kantayev pedir para parar debaixo de pancadas na disputa do cinturão dos penas.

O ROC 47 também fez de Elijah Harshbarger e Keith Berish campeões. O primeiro bateu o ex-UFC Chris Cope com um mata-leão no terceiro round e ficou com o título dos meios-médios, enquanto o segundo superou Ariel Sepulveda com o mesmo estrangulamento, mas no round inicial, para conquistar o cinturão dos médios.

Karlos Vemola vence em evento inglês para caridade no combate ao câncer infantil

O Ultimate Challenge MMA fez uma ótima ação em seu primeiro evento do ano. O UCMMA 38, disputado no suntuoso Troxy London, promoveu ação de caridade no combate ao câncer infantil. O evento contou com vitória do tcheco ex-UFC Karlos Vemola, além do retorno do astro local Alex Reid.

Vemola pegou Marvin Campbell com uma kimura no primeiro round, dando sequência à incrível maratona de lutas. Desde que foi demitido do UFC, quando perdeu para Caio Magalhães em Fortaleza, em junho de 2013, o tcheco venceu Denniston Sutherland em agosto, Petr Knize em novembro, Tomas Kuzela em dezembro e Campbell no último sábado.

Na luta principal do UCMMA 38, o veterano da London Shootfighters Alex Reid conquistou o título dos médios de UK1, disputas de kickboxing promovidas pelo UCMMA usando as regras do K-1. O britânico de 38 anos, que também ganha a vida como ator, bateu Tony “The Rhyno” Giles por decisão dividida, em combate movimentado que levantou o público no teatro. O “Reidernator” foi agressivo durante a maior parte do tempo, principalmente nas joelhadas no thai clinch. Devido ao alto grau de entusiasmo que o combate levantou, a organização cogita trabalhar numa revanche.

Fundador e editor-chefe do MMA Brasil. Colunista do site oficial do UFC. Prestes a se aposentar e virar colunista especial do próprio site.