Mike Tyson vs Roy Jones Jr. – o que você precisa saber

Por Israel Silveira | 26/11/2020 18:15

Neste sábado teremos um confronto no mínimo intrigante entre duas lendas, já que Mike Tyson e Roy Jones Jr. irão “à vera” em uma luta de exibição. A luta ainda é cercada de bastante confusão sobre as regras, mas também chama bastante atenção dos fãs. A luta será no Staples Center, em Los Angeles, e será transmitida ao Brasil pelo Canal Combate às 23:00. Haverá uma reprise na Rede Globo por volta das 2:20 da manhã de domingo, após o Supercine.

 Exibição? Como assim?

Por mais que o confronto seja promovido como uma luta profissional, em que os dois combatentes vão lutar buscando mútua destruição, este não será o caso. A Comissão Atlética da Califórnia (CSAC, sigla em inglês) deixou bem claro que regras importantes serão implementadas para garantir a segurança dos dois lutadores, que não são garotos (a soma da idade é 105 anos) e têm muito dano acumulado ao longo das carreiras. Além das regras para garantir a segurança dos lutadores, outras regras características dos confrontos de exibição serão garantidas:

  • O resultado do combate não será contado para o cartel dos lutadores;
  • Haverá juízes laterais pontuando a luta remotamente, mas não são juízes oficiais e sim juízes convidados pelo Conselho Mundial de Boxe;
  • Luvas de 12 onças (ao invés das tradicionais luvas de 10 onças);
  • 8 Rounds de 2 minutos (ao invés de 10 rounds de 3 minutos);
  • Em caso de knockdown, os lutadores terão até 2 minutos para se recuperar (ao invés de 10 segundos).
  • Os lutadores foram instruídos para não tentar o nocaute;
  • Em caso de cortes profundos, o combate será interrompido;

As pontuações dos juízes também não serão as tradicionais 10-9 ou 10-8. O sistema de pontuação que será aplicado ainda não foi revelado.

As duas últimas regras são bastante suspeitas e difíceis de implementar, mas o presidente do CMB e o presidente da CSAC garantiu que estarão observando bem de perto caso a luta se torne intensa demais. Ao invés de uma luta, o interesse deles é que o embate seja tratado como um sparring intenso.

Na prática não sabemos se isso irá se confirmar, mas os promotores estão fazendo de tudo para esconder esse fato, já que caso os fãs casuais descubram que a luta não é pra valer, provavelmente não pagarão 50 dólares no pay-per-view.

Tyson e Roy Jones Jr. irão pegar leve?

Mike Tyson já fez uma luta de exibição antes em sua carreira, em 2004, contra o também ex-pugilista Corey Sanders. Tyson não pegou leve e na verdade quase destruiu Corey Sanders no primeiro round, inclusive conseguindo um knockdown.

Roy Jones Jr. também declarou que caso perceba que Tyson está lutando para machucá-lo, não irá pegar leve: “Eu sou o cara menor no combate. Se ele pensa em soltar suas bombas, é melhor que ele se prepare para a guerra. Se ele me colocar na lona, é melhor me colocar na lona de uma forma que eu não consiga levantar. Se eu levantar, vou virar a chave.”

Outros lutadores, também declararam que não acreditam que Tyson irá pegar leve.

O inglês Tyson Fury declarou: “Tyson é um cara assustador e não é o tipo de cara com quem você brinca. Eu não gostaria de ir em uma luta de brincadeira com o Mike – pensando que é uma luta de brincadeira – e ele arranca seu cérebro. Se eu fosse o Roy, eu ficaria com a guarda alta o tempo todo.”

Rafael Cordeiro, que vem treinando Iron Mike para o combate, também duvida que Tyson irá pegar leve, já que ele declarou: “ninguém faz sparring por um mês se não for lutar a sério. Vai ser uma luta de verdade. Nós respeitamos o Roy porque ele está se preparando para uma luta de verdade e isso que faz esse combate ser interessante.”

Aparentemente, só quem está tratando a luta como exibição é a comissão atlética. O que pode trazer um final anticlimático quando o árbitro interromper o combate por “excesso de violência”.

Nosso veredito

Mike Tyson e Jones Jr. são duas lendas e se prepararam muito para esse combate. Na verdade o combate aconteceria em 12 de setembro, o que quer dizer que os ex-campeões tiveram dois meses a mais para se preparar. Isso quer dizer que não será uma luta entre dois caras com físico decadente que fizeram isso por alguns trocados para garantir a aposentadoria. São dois ex-lutadores em ótima forma (e em reposição de testosterona) que decidiram “fazer uma luva” e ganhar dinheiro com isso.

Olhando por uma mentalidade de copo-meio-cheio, essa luta é uma inspiração: Tyson com 54 anos e Jones Jr. com 51 anos, ainda em boa forma física, ainda com vontade de competir e dedicados aos treinos. Além de tudo, traz uma boa nostalgia para o boxe sendo transmitido Globo nas madrugadas de sábado.

Se a luta vale o dinheiro que você gastaria em pay-per-view, aí é com você.

Quais são as suas expectativas para essa luta? Conte para nós!