Max Griffin controla bem a luta e vence Mike Perry no UFC On Fox 28

Por Gustavo Lima | 24/02/2018 22:42

Na luta que abriu o card principal do UFC On Fox 28, Max Griffin fez luta estrategicamente irrepreensível e manteve as mãos pesadas de Mike Perry longe para anotar uma vitória na decisão unânime.

Perry iniciou o duelo adotando uma postura agressiva, mas optando mais por precisão do que por volume. Perry – que nessa altura já apresentava um pequeno sangramento na altura da têmpora – tentou clinchar e derrubar, sem sucesso. Enquanto “Platinum” manteve a posição no centro do cage, Griffin jogava por fora, rodando em círculos e marcando a distância com chutes baixos e médios, laterais e frontais. Em um combate que seguiu em ritmo estudado e cauteloso, Max Griffin seguiu ditando o ritmo com bons contragolpes. No último minuto as coisas esquentaram, com Max se esquivando e derrubando Perry, que rapidamente se recuperou e devolveu o favor, terminando o round em posição de vantagem na montada.

O segundo período começou com Griffin aplicando um volume pouco maior em seu jogo, esporadicamente evitando ficar de costas pra grade ao sair com sequências de socos. Perry mantinha o centro do cage mas pecava em efetividade real, chegando perto de se enrolar ao tentar uma joelhada voadora. Max manteve a estratégia de jogar contra-atacando e o round perdurou mais alguns segundos neste ritmo, até que Griffin acertou uma bela sequência jab-direto e levou o adversário a knockdown. Mike Perry ainda se levantou, mas terminou o round em maus lençóis, engolindo diversos golpes na grade.

O terceiro e último round foi marcado por um Mike Perry muito mais agressivo, ciente de que teria que buscar um nocaute ou finalização para virar a luta. O “Platinum” conseguiu clinchar pelas costas e tentou mochilar o adversário de pé, sem sucesso. Griffin manteve a média-longa distância, acertando bons jabs e punindo os erros do oponente. Nessa altura, Perry já estava um tanto machucado e sangrava muito, enquanto Griffin não tinha nenhuma avaria física aparente. No último minuto, Perry foi para o tudo ou nada, ligando o ventilador e posteriormente indo para as tentativas de queda. A queda se concretizou faltando cerca de 10 segundos para o fim do round, mas já não havia mais tempo para mudar seu destin.

Indo para os juízes, a excelente luta feita por Max Griffin rendeu ao mesmo vitória por decisão unânime (29-27, 29,27 e 30-27).