Mairbek Taisumov desabafa após ter visto negado novamente: “Não sou um criminoso”

Por Matheus Costa | 13/09/2018 19:44

A carreira de Mairbek Taisumov tem sofrido bastante com fatores externos a luta. Obviamente, sua qualidade como lutador é inquestionável, mas um problema em especial o tem atrapalhado a alcançar maiores oportunidades dentro do UFC. O russo não consegue obter um visto americano para entrar no país e competir pela organização.

Em entrevista ao programa “Eurobash”, o atleta mostrou esperança em obter a documentação necessária para entrar nos Estados Unidos em um futuro próximo, com a ajuda de seus advogados, mas também citou desconhecer o motivo por tantas recusas, já que ele é um atleta e não um criminoso.

“Tudo se resume aos problemas com o visto. Meus advogados sempre me dizem que estão quase conseguindo [o visto], mas eu ainda estou esperando. Eles me prometeram que eles iriam conseguir, mas nada aconteceu. Eu não sei qual é o problema. Eu não sou um criminoso, eu nunca fiz nada de errado. Eu sou apenas um atleta. Eu dediquei toda a minha vida ao esporte, e por conta de um pedaço de papel, eu não posso lutar com os melhores lutadores na melhor organização de MMA. Essa é a situação atual, mas eu espero que muito em breve eu consiga obter este passaporte. Eu não perdi as esperanças em obter o passaporte americano e o cinturão do UFC”, afirmou Taisumov.

Desde que chegou a organização em 2014, o atleta russo fez praticamente todas as suas lutas na Europa por não conseguir entrar nos Estados Unidos, e consequentemente, nunca conseguiu grandes lutas no UFC por essa enorme barreira. Segundo o atleta, tudo é uma questão política entre os Estados Unidos e a Rússia, países que não vivem um bom momento diplomático e tem uma relação meio arranhada entre seus presidentes. Entretanto, Taisumov também alertou que por conta do problema, a organização presidida por Dana White está evitando em assinar com lutadores russos que já não possuam vistos americanos.

“É apenas uma coisa política, mas eu não sei porque eles escolheram me punir e me prejudicar. Eu não sou o único a passar por isso, porque eles não estão dando vistos para inúmeros lutadores. Política é para os políticos, mas eu não sei porque nós devemos ser punidos por isso. Nós temos vários atletas na Rússia. Você sabe porque muitos lutadores russos competem apenas em eventos nacionais? Porque eles não possuem visto. Agora, o UFC pergunta para os lutadores se eles possuem passaporte americano antes de assinar contrato. Se você tiver, eles assinam com você. Todo esse problema de passaporte está rendendo enormes problemas para inúmeros lutadores”, desabafou Taisumov.

Mairbek Taisumov irá enfrentar Desmond Green no UFC Fight Night 136 no próximo sábado (15) na Rússia. Desde que chegou ao UFC em 2014, o atleta de 30 anos somou seis vitórias em sete lutas. Em seu último combate, Taisumov anotou um nocaute brutal sobre o brasileiro Felipe Silva no UFC Fight Night 115 em setembro de 2017.

Editor do MMA Brasil. Fundador e editor-chefe do extinto Olimpo MMA. 20 anos, carioca, fanático por esportes.