Lyoto Machida volta a vencer em luta equilibrada contra Eryk Anders no UFC Belém

Por Diego Tintin | 04/02/2018 03:38

O ex-campeão Lyoto Machida finalmente fez as pazes com a vitória no UFC Fight Night 125, após mais de três anos de seguidas decepções no octógono e até fora dele. Em luta muito equilibrada e morna, o baiano radicado no Pará venceu o americano Eryk Anders em decisão dividida, após cinco rounds.

O primeiro minuto de luta só não passou totalmente em branco por conta de alguns chutes baixos do brasileiro e logo após esta marca, um destes chutes levou Anders ao solo e Lyoto ficou pouco tempo na guarda até ser expulso de lá pelo americano. Em pé, com o oponente no solo, alguns chutes na perna garantiam ao brasileiro o domínio territorial e a vantagem no round. Em nova tentativa de entrar na guarda, Machida acertou dois bons socos, mas deu a Eryk o espaço necessário para que se levantasse. Com mais de um minuto para o fim da parcial, o panorama do minuto inicial se repetiu e o Dragão garantiu o 10-9 enquanto a torcida apaixonada gritava seu nome.

No reinicio dos trabalhos, Lyoto tentava seguir com o cozimento de Anders em banho-maria, mas um chute mais lento lhe custou um belo diretaço no rosto. Passado esse susto, ainda se movimentando bastante, o brasileiro seguia incomodando o oponente com chutes nas pernas. Mas cada vez que tentava um ataque menos conservador, Machida recebia em resposta um golpe pesado de Anders. Round dificílimo de julgar, ficamos aqui com 10-9 Lyoto, mas Anders fez o suficiente para convencer muita gente que levou a parcial.

O terceiro round trouxe logo no começo uma jolhada violenta do americano que abriu um corte feio no rosto de Lyoto. O Dragão passou a arriscar mais chutes altos, mas não conseguiu êxito, uma vez que estes paravam no bloqueio de Eryk. O panorama seguiu sem muita ação até o fim do round, com o brasileiro cercando enquanto o americano tentava o encurralar. Alguns diretos e overhands isolados garantiram o 10-9 na parcial para Anders.

O round 4 começou com Lyoto ainda buscando se movimentar na periferia do octógono, mas já ficava claro uma diminuição natural de ritmo. Na metade da parcial, um mata-cobra de Anders o levou a knockdown, mas sem maiores consequências posteriores. Mais atuante, buscando clinches e quedas, o americano abriu vantagem sólida na parcial e empatou a luta em nossa contagem.

No round derradeiro, vimos Machida ainda querendo baixar a voltagem do combate, com chutes pontuais na perna, enquanto o americano seguia no papel de perseguidor, entrando com golpes solitários de potência que dificilmente atingiam o alvo. Um pouco mais de ação no minuto final, mas o panorama se manteve em outro round equilibrado. Marcamos aqui 10-9 Lyoto e 48-47 para o atleta da casa no combate. Tensão para o anúncio do resultado, uma vez que provavelmente o resultado do equilibrado round 2 determinaria o vencedor da peleja.

Um juiz viu 48-47 para o americano, outro marcou o mesmo placar em favor do brasileiro. O terceiro e decisivo placar apontava um exagerado 49-46 em favor de Lyoto, que comemorou junto com o seu povo a volta à coluna dos vencedores.