Lutador do UFC é preso após tentar assassinar suas duas irmãs com uma faca

Por Edição MMA Brasil | 08/01/2021 12:52

O lutador Irwin Rivera, do UFC, foi preso na noite de quinta-feira em West Palm Beach, Flórida (EUA) após tentar assassinar suas duas irmãs com uma arma branca. A informação foi publicada pelo repórter Eric Kowal, do site MyMMANews.

LEIA MAIS
Dana White planeja revanche entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno para abril ou maio
UFC adia revanche entre Pedro Munhoz e Jimmie Rivera para o UFC 258
Seja colaborador do MMA Brasil e apoie o crescimento do site

O peso galo da organização foi detido pelo Departamento de Polícia de Boynton Beach após ferir suas irmãs, de 22 e 33 anos, por diversas vezes com uma faca. Quando fez contato inicial com um policial, ainda por telefone, ele admitiu que entrou no quarto das irmãs quando elas estavam dormindo e as atacou de propósito por ordem de uma “força superior”.

A caçula teve ferimentos em suas costas, cabeça e braço, enquanto a mais velha foi encontrada ferida na face, nas costas, nos braços e nas mãos. Elas foram levadas à um hospital e foram salvas. No entanto, o departamento de polícia afirmou que uma mulher está em condição estável e a outra está em condição crítica.

O UFC emitiu um comunicado sobre a situação e classificou o episódio como “extremamente preocupante”. Além disso, a organização afirmou que não irá lhe oferecer nenhuma luta durante as investigações.

“O UFC está ciente do recente incidente envolvendo Irwin Rivera e recebeu informações de seus agentes de que ele vem exibindo um comportamento constante de problemas mentais. As acusações são extremamente preocupantes e a organização está obtendo mais informações. A investigação está em curso e qualquer outra medida que envolva medidas disciplinares ou atendimento médico será determinado no fim das investigações. Além disso, o UFC informou ao empresário de Rivera de que ele não receberá qualquer oferta de luta durante o processo”, afirmou o comunicado.

Ex-campeão peso galo do Titan FC, Irwin Rivera foi contratado em 2020 e fez três lutas, somando apenas uma vitória dentro do octógono. Em sua última aparição, o atleta de 31 anos foi derrotado por Andre Ewell por decisão dividida em setembro.

Foto: Divulgação