Kamaru Usman domina, mas não impressiona ao vencer Demian Maia no UFC Fight Night 129

Por Rafael Oreiro | 20/05/2018 02:14

Na luta principal do UFC Fight Night 129, primeiro evento da organização em Santiago, no Chile, o público presenciou a continuidade da subida de Kamaru Usman nos rankings. Antes marcado para enfrentar Santiago Ponzinibbio, o nigeriano acabou encarando o ex-desafiante Demian Maia no card, e dominou tranquilamente a maior parte do combate, vencendo tranquilamente apesar de um desempenho não tão empolgante.

Usman começou o combate soltando alguns chutes baixos, trocando sua base e buscando estabelecer sua distância. Demian avançou e buscou a queda depois de um minuto de luta, quase conseguindo o double leg, mas o nigeriano conseguiu escapar no último momento. Ainda agarrado a Usman, Maia buscou fazer a transição para as costas, mas o nigeriano conseguiu evitar a posição, fazendo com que o árbitro interrompesse o combate depois de algum tempo e voltasse com o embate para o centro do octógono. Demian Maia ainda conseguiu acertar um soco potente antes do final do assalto.

O nigeriano voltou mais agressivo para o segundo round, tentando golpes mais potentes e abertos, magoando a face do brasileiro. Buscando levar a luta para o chão, Maia buscou entrar novamente em um double leg, mas acabou sendo impedido com um ótimo sprawl do nigeriano, que travou a cabeça do brasileiro e golpeou algumas vezes antes de se levantar. Em pouco tempo, Demian tentou por duas vezes a queda, mas acabou sendo negado por Usman, que levava vantagem na troca de golpes em pé. Na reta final do round, Maia buscou encurtar a distância, mas acabou sendo travado na grade pelo nigeriano, onde o brasileiro teve a ideia de puxar para a guarda faltando segundos para o final da parcial.

A vantagem de Usman na troca de golpes passou a ser mais acentuada no terceiro assalto, com Maia parecendo já estar com seu condicionamento físico desgasado. O nigeriano continuou negando as quedas de Demian, trocando diversas vezes de base e caçando o brasileiro pelo octógono, soltando cada vez mais volume de golpes. Depois de mais uma tentativa de queda do brasileiro, Usman deixou Maia de costas para o chão, mas optou por não entrar na guarda do brasileiro, dando tapas em seu pé até o árbitro pedir para Maia se levantar. A situação se repetiu mais uma vez antes do fim da parcial, com Demian deitado chamando o nigeriano para sua guarda.

Começado o quarto assalto, rapidamente Usman foi para cima e conseguiu um knockdown em cima de Demian Maia. O nigeriano partiu para cima no ground and pound, mas o brasileiro conseguiu se defender bem e se recuperar, terminando novamente deitado com Usman evitando de entrar em sua guarda no chão. Maia persistiu buscando quedas fora do timing, facilitando a defesa do nigeriano, que continuava na vantagem na troca de golpes, apesar de receber eventuais golpes do brasileiro.

O cenário se repetiu para o quinto round, com as diversas tentativas de queda do brasileiro sendo paradas por Usman, que acertava golpes potentes em um já cansado Demian. Apesar das inúmeras vezes que Maia ficou deitado no chão chamando para a guarda, o nigeriano não deu margem para o azar e continuou mantendo a luta na troca de golpes, até a buzina anunciar o final do combate.

A luta foi então para a decisão dos juízes, e Kamaru Usman foi declarado o vencedor na decisão unânime, com dois placares de 49-46 e um de 50-45.