Jon Jones, a máquina de esmagar adversários e recordes

Por Alexandre Matos | 27/04/2014

A lista de haters, pessoas que odeiam por odiar, muitas vezes sem parecer ter motivo concreto para isso, cresce a cada apresentação. As atitudes arrogantes ajudam bastante, é verdade, mas a cada oponente esmagado, fica cada vez mais difícil menosprezar as qualidades técnicas de Jon Jones sem passar vergonha nos argumentos (ou na falta deles).

O campeão dos meios-pesados do UFC tem apenas 26 anos, mas sua coleção de oponentes de alto gabarito abatidos é mais extensa que a de qualquer outro lutador que já pisou no octógono do UFC, Anderson Silva e Georges St-Pierre incluídos. Fora a vitória sobre Alexander Gustafsson, Jonny Bones passou de passagem por todos os demais adversários que dividiram a área de luta com ele. E estamos falando de gente do gabarito de Maurício Shogun, Quinton Jackson, Lyoto Machida, Rashad Evans e Vitor Belfort, todos eles ex-campeões da categoria, além de Gustafsson e Glover Teixeira, a vítima mais recente.

Jon Jones não para de assombrar o mundo a cada luta (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)

Jon Jones não para de assombrar o mundo a cada luta (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)

Apesar da pouca idade, Jones também já ostenta uma admirável quantidade de recordes. Esta lista foi ampliada após a atuação de gala deste sábado, na luta principal do UFC 172, quando deu mais uma prova de superioridade física, tática, técnica e de inteligência de luta.

– Maior número de defesas consecutivas na categoria dos meios-pesados: 7. No geral, apenas GSP (9) e Anderson (10) estão à frente de Jones. Na categoria, o segundo colocado é Tito Ortiz, com 5.

– Maior número de vitórias na divisão desde que as Regras Unificadas de Conduta do MMA estabeleceram as novas categorias de peso: 14 (seriam 15 se ele não tivesse cometido o erro de despejar cotoveladas ilegais em Matt Hamill). Chuck Liddell e Rashad Evans têm 13 cada.

– Maior série invicta da história da categoria: 11 vitórias (atualmente a maior série invicta do UFC e a terceira maior da história de todas as categorias). No geral, apenas GSP (12) e Anderson (16) estão à frente de Jones.

– Maior número de vitórias em lutas por cinturão na categoria: 8. No geral, apenas GSP (12), Anderson (11), Matt Hughes e Randy Couture (9) estão à frente de Jones.

– Maior quantidade de golpes contundentes aplicados numa luta de título dos meios-pesados: 138, anotados contra Glover.

– Maior número de golpes contundentes aplicados na história da categoria: 824. Forrest Griffin é o segundo com 796.

– Maior percentual de defesa de quedas da história da organização (para lutadores que sofreram pelo menos 20 tentativas): 96,6% ou 28 tentativas defendidas em 29.

– Lutador mais jovem a conquistar um cinturão no UFC: 23 anos e 242 dias.

Tem sido muito difícil tirar o cinturão do corpo de Jon Jones (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)

Tem sido muito difícil tirar o cinturão do corpo de Jon Jones (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC)

Pela idade, talento incomum, porte físico moldado para o MMA e capacidade de evoluir a cada luta, não é nenhum esforço imaginar que esta força da natureza é plenamente capaz de quebrar os recordes de Anderson e St. Pierre que ainda resistem. Jones acertou Glover de todo modo imaginado – socos longos, ganchos médios, uppercuts curtos, joelhadas voadoras, cotoveladas de todas as direções, chutes de toda sorte e até mesmo ombradas violentas – e a impressão que dá é que ainda não vimos todo o repertório do cidadão.

Jon Jones caminha a passos largos rumo a se tornar o maior lutador da história do MMA. Quanto a isso, você tem duas opções: torcer contra ou sentar e ver a história ser escrita.