John Lineker elogia Marlon Vera e quer ser substituto de Cruz ou Rivera

Dez meses depois da derrota para TJ Dillashaw que o afastou de uma possível disputa de título, o peso galo brasileiro John Lineker voltou a lutar e conseguiu uma ótima vitória sobre o equatoriano Marlon Vera no UFC Fight Night 119, por decisão unânime dos juízes.

Após a vitória, Lineker foi até a sala de imprensa para conversar com jornalistas. O paranaense contou que não está muito feliz com o seu desempenho, mas culpou o ritmo de luta, já que foram dez meses fora por conta de lesões e boa parte do tempo por conta de lesões:

“Primeiramente estou muito feliz com essa vitória, no Brasil, em casa. Sei que não foi uma das minhas melhores performances, acho que pelo fato de ficar dez meses parado, perdi ritmo, achei que não ia perder, mas o ritmo de luta conta muito. Cansei um pouco no terceiro round, faltou o ritmo, mas estou feliz, vitória é vitória, então quero treinar agora, voltar mais forte”

Com uma vitória sobre um atleta que não está presente no ranking do peso galo, Lineker, quinto da categoria, gostaria de retornar rapidamente ao octógono, e inclusive citou que se acontecer algum problema com o duelo entre Jimmie Rivera e Dominick Cruz, que acontecerá no dia 30 de dezembro, ele gostaria de substituir um dos dois:

“Com certeza, estou de olho na luta do Jimmie Rivera contra o Dominick Cruz. Se cair um dos dois, UFC, estou aí de standby, só no aguardo”.

Marlon Vera vinha de três vitórias consecutivas e foi o único oferecido a aceitar o combate contra John. O brasileiro pregou bastante respeito pelo oponente e deu vários elogios:

“Eu tiro meu chapéu pro Vera, é um lutador incrível, duro. Não veio pro Brasil pra lutar comigo aqui a toa. Alguns recusaram e ele veio, sujeito homem, tiro meu chapéu, incrível lutador, fez esse lutão comigo e valorizou o combate no Brasil, o Vera me deu a oportunidade de estar lutando em casa novamente após dez meses parado”.

 

 

  • William Oliveira

    Inteligente, mas acho que ele perde pros dois. Nunca se sabe, entretanto.