Por Priscila Coellen | 31/07/2012 23:18

Mais um dia de lutas na Arena ExCeL em Londres e mais uma vez um dos grandes favoritos à medalha de ouro, o santista Leandro Guilheiro, segundo colocado no ranking mundial e bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas e Pequim, viu o sonho de se tornar o primeiro judoca brasileiro a conquistar três medalhas olímpicas desaparecer. A judoca Mariana Silva também não acordou em bom dia e deu adeus aos Jogos Olímpicos em sua primeira luta contra a favorita chinesa Lili Xu.

A primeira luta do dia de Leandro Guilheiro foi contra o atleta lituano Konstantins Ovchinnikovo. O lutador da Lituânia entrou com a estratégia de evitar a pegada do brasileiro para diminuir o volume de jogo e variedade de golpes. Porém, aos 3 minutos de luta, ele foi punido como primeiro shido. A segunda punição veio a 1min03s para o final da luta.

Passado o nervosismo inicial da primeira luta na Olimpíada, o segundo combate do brasileiro foi contra o marroquino Safouane Attaf. A atitude e o foco de Guilheiro mostraram que ele tinha controle do que estava fazendo. Aos 2min36s, nos brindou com um belíssimo ippon de seoi nage, que é uma de suas especialidades.

A terceira luta foi contra o americano Travis Stevens, que mostrou que atleta que quer uma medalha estuda seus adversários e monta estratégias individuais de luta. E foi exatamente o que aconteceu. Leandro Guilheiro não conseguiu encaixar seus golpes, ficando “travado” na estratégia muito bem montada do americano. Aos 2min18s, Stevens aplicou um belíssimo seoi nage e marcou um wazari. Com a desvantagem no placar, o brasileiro teve que se expor mais e ainda tomou uma punição. Mesmo com a derrota, Leandro não deu adeus às Olimpíadas – ele ainda podia brigar por uma medalha de bronze.

Em sua quarta luta, já pela respescagem, ficou visível que a derrota no combate anterior tinha abalado a confiança de Guilheiro. Para piorar ainda mais sua situação, o adversário era o japonês Takahiro Nakai, quarto no ranking mundial. Em uma luta muito estudada, o japonês levou a melhor e fez com que o brasileiro fosse punido por duas vezes com um shido e perdesse a chance de lutar pelo do bronze.

Takahiro Nakai tirou a chance de Leandro Guilheiro lutar pela medalha de bronze em Londres

O que ficou de lição foi o fair play de Leandro Guilheiro, que reconheceu que perdeu porque seus adversários foram melhores que ele e estudaram seu jogo.

RESULTADO FINAL DO QUARTO DIA DE COMPETIÇÕES

Categoria até 81 quilos (Masculino)

1º Jae Bum-Kim – COREIA DO SUL
2º Ole Bischof – ALEMANHA
3º Ivan Nifontov – RÚSSIA
3º Antoine Valois Fortier – CANADÁ

Categoria até 63 quilos (Feminino)

1ª Urlska Zolnir – ESLOVÊNIA
2ª Lili Xu – CHINA
3ª Gevrise Emane – FRANÇA
3ª Yoshie Ueno – JAPÃO

A torcida agora com a gaúcha Maria Portela e o experiente judoca paulista Tiago Camilo.