Jéssica Andrade fará primeira defesa de título na China, contra Weili Zhang

Por Gustavo Bizzo | 12/06/2019 12:39

Contrariando as previsões de quase toda a comunidade do MMA, foi anunciado hoje (11) que a primeira defesa de cinturão de Jéssica Andrade deverá ser contra Weili Zhang, no UFC Shenzhen, na China, no dia 31 de agosto. A notícia foi divulgada primeiro pela ESPN, que revelou que a luta foi acordada verbalmente, mas que ainda segue sem assinatura oficial dos contratos.

Fazendo sua primeira defesa na casa da adversária — mesma forma pela qual a brasileira conquistou o ouro –, o combate contra a chinesa, sexta colocada no ranking do UFC, não era esperado por quem projetava os próximos movimentos do peso palha. Isso porque, no último final de semana, no UFC 238, houve a clara eliminatória para definir a próxima desafiante, entre Tatiana Suarez e Nina Ansaroff.

Suarez, que saiu com a mão levantada no dia 8 de junho, muito provavelmente só não será a próxima a enfrentar “Bate-Estaca” por conta de uma lesão no pescoço sofrida durante sua atuação contra Ansaroff. A americana disse que quer ficar afastada do octógono até sua recuperação. Rose Namajunas, que perdeu o cinturão no Brasil, veio para cá lutar tendo passado também por problemas no pescoço. Considerando a maneira pela qual a brasileira a derrotou, “Thug”, que chegou a ter revanche imediata concedida por Andrade, não deve voltar no curto prazo. Outra atleta que vem fazendo campanha para destronar a brasileira é Michelle Waterson, nona do ranking, que também vinha sendo considerada, no mínimo, para as disputas subsequentes.

Ainda que a notícia não corrobore com as projeções de analistas do esporte ou dos fãs, o combate é um movimento estratégico, oportunista e inteligente do UFC. A China terá o primeiro evento da organização com uma disputa de cinturão e que, ainda por cima, será disputado por uma compatriota. Levando em consideração que estamos falando do país mais populoso do mundo e de economia aquecida, a criação de uma estrela chinesa no evento de Dana White tem o potencial de trazer muito retorno financeiro — basta olhar a influência que o país tem, por exemplo, nos resultados de bilheterias dos blockbusters de Hollywood.

Apesar de não representar o bicho-papão que Tatiana Suarez pintava para a primeira defesa de cinturão de Jéssica, Zhang não pode ser subestimada, já que está invicta há 19 lutas. A chinesa disputou apenas três duelos no UFC, o que reforça seu crescimento acelerado na organização. Ela já ocupa o Top 10 do peso palha, tendo vencido, por decisão unânime, Tecia Torres em seu último combate, em março deste ano.