Jeremy Stephens vence Gilbert Melendez com desempenho dominante no UFC 215

Abrindo o card principal do UFC 205, o americano Jeremy Stephens recebeu com bastante carinho o compatriota Gilbert Melendez na categoria dos penas. Vindo de três derrotas seguidas antes de baixar de categoria, Melendez saiu novamente do octógono derrotado apesar de ter demonstrado bastante garra ao sofrer muito com os chutes do oponente.

Stephens começou a luta agressivamente, acertando boas combinações e fortes chutes baixos, com Melendez encontrando pouco sucesso em suas investidas. Os chutes baixos foram cada vez magoando mais as pernas do descendente de mexicanos, criando um grande hematoma e inclusive fazendo-o cair no chão. Claramente sentindo, Melendez tentou pressionar Stephens para buscar o nocaute, mas acabou caindo novamente por causa das dores antes do final do primeiro round.

Depois de uma verificação médica no intervalo, Melendez voltou buscando pressionar Stephens, novamente sem ter sucesso em acertar seus golpes. Com o ex-campeão do Strikeforce diminuindo o ritmo, Stephens passou a ser cada vez mais ofensivo, acertando um belo uppercut e mais um chute na perna machucada de Melendez, que o fez novamente ir ao chão. Cada vez mais estático, Melendez foi virando uma presa cada vez fácil para Stephens acertar golpes potentes.

Voltando para o terceiro assalto, Jeremy continuou no mesmo ritmo, acertando bons golpes enquanto Melendez tinha problemas em se movimentar por causa da perna machucada, que continuava a ser o principal alvo do “Esquentadinho”. Stephens acertou mais três pancadas que levaram Melendez ao chão antes do final da luta.

A luta foi para a decisão e os juízes deram de forma unânime a vitória para Jeremy Stephens com placares de 30-26, 30-26 e 30-25.

  • Bruno Coelho

    Eu fico me perguntando pra que raios colocam um corpo médico na borda do cage se os caras não fazem absolutamente nada pra preservar a integridade física do atleta… Há algumas semanas atrás um atleta foi brutalmente nocauteado, levou uma concussão e nenhum médico fez nada pra impedir que ele ficasse perambulando pelo cage sem nem saber onde estava e ontem aconteceu o que aconteceu. O que eles queriam? Que o Stephens arrancasse a perna do Melendez? Fala sério!

    Entendo que é frustrante que uma luta termine com interrupção médica, mas MMA não é concurso de macheza.

    • Rafael Oreiro

      Exatamente