Hoje é dia de Karate

Neste sábado, no UFC Fight Night 36, Lyoto Machida fez uma luta linda, emocionante para os fãs de sua arte. Ele usou a pura arte do karate.

lyoto_machida_Way_Of_warEm 2014 faz 20 anos que comecei a treinar Karate. Tentei capoeira e judô antes, mas não consegui me apaixonar. Com o Karate foi diferente. Tinha feito a peneira pra o time de futsal sub-10 do colégio Hipócrates. Como não passei, fui tentar mais uma arte marcial. A partir daquele dia, fui descobrindo aos poucos a verdadeira arte de Gichin Funakoshi e tenho a honra de ter moldado meu caráter a partir dos seus ensinamentos.

Alguns torcedores dentro do MMA pouco entendem que existe uma grande diferença entre ATAQUE PESSOAL e DEFESA PESSOAL, e esperam sangue. Karate não é isso. O Karate bem feito é aquele onde o seu adversário ataca e você consegue contra-atacar antes de receber o golpe. Esta é uma das belezas do Karate-Do.

Ao longo de minha vida, fiz cerca de 80 lutas de Karate. Enfrentei vários faixas pretas de todos os lugares, cada uma delas é um novo aprendizado. Lutar contra alguém que sabe a “arte das mãos vazias” é terrível. Nós percebemos nos olhos de quem não tem esta habilidade em lutas de MMA. Você ataca, mas as mãos de seu adversário chegam primeiro em seu rosto. Como isso é possível?

Neste sábado, no UFC Fight Night 36, Lyoto Machida fez uma luta linda, emocionante para os fãs de sua arte. Se a montanha não vem a Maomé, Maomé vai até a montanha. Machida buscou o combate de forma inteligente. Soltou lindos Mawashi-Geris (chute lateral) que poderiam ter nocauteado Gegard Mousasi. Lançou Ato-Geris, Mae-Geris, Gyaku-Zukis (socos frontais com a perna trocada), além da base característica do Karate, pouco vista no MMA.

Hoje é dia de Karate. Todo dia é dia de Karate.

Gambarimasho. Oss.

  • Suruhito

    Quem tem mais de 30, e não sabe mesmo no “embromatiom” cantar Moment of Glory, não tentou dar o golpe da Garça ou mesmo quando está pintando algo ou encerando não recorda dos ensinamentos do Sr. Myagui, não sabe o quanto o Karatê é uma arte fascinante, até para leigos em artes marciais.

    • wax on… wax off…

    • Lyndovaldo Ribeiro

      Dia desses, assisti Karatê Kid com meu filho de 5 anos. Óbvio, que aquele chute ele aprendeu e quem sofreu foi eu. Momento nostálgico de minha infância.

      • Rodrigo Cruz

        No dia do primeiro campeonato de Karate que participei (aos 10 anos de idade), passou Karate Kid na Sessão da Tarde. Na final do campeonato, fiz o fatídico golpe. Era faixa amarela, lutando contra um laranja 2 anos mais velho. FOi ridículo, mas fascinante.

    • Luca

      Calma aí cara tenho menos de 30 e sei muito bem a maravilha do karate ensinado pelo mestre Miyagi, a sessão da tarde une gerações hahahaha. E aliás Karate Kid 2 apesar de ser o filme menos lembrado da franquia é o melhor e mais bonito, só queria compartilhar isso msm hahahaha.

      • Não é que só quem tem mais de 30 viu, mas quem tem mais e não viu, constitui desvio de caráter hahahaha

        O segundo é bonito mesmo, mas o primeiro é o melhor, na minha opinião.

  • elias

    Para mim, o Machida é o melhor lutador de MMA da atualidade, além da excelente técnica, é um cara ético, coerente, respeitador. Ele matém os princípios que as artes marciais ensinam(ou deveriam ensinar) em sua vida. Conheço outros lutadores, que são “apenas lutadores”, mas o Machida é um artista marcial. Não tiro o mérito do demais lutadores de MMA e outros esportistas. Mas, num mundo onde existe violência gratuita, intolerância, arrogância, mentira, jactância e tantas outras coisas negativas. Eu prefiro acreditar que o bem é bem melhor!
    Abraço.
    Elias Silva – Antropólogo – Paraense com orgulho!
    Ps. Acompanho o MMA desde a “Era Gracie” em VHS(o que é isso?) mas apenas 3 utadores me imprecionaram de fato Fedor, Minotauro e Mahida

  • Fernando Torres

    Pra mim é impossível falar em Karate sem lembrar automaticamente do maior representante da arte que eu vi. Andy Hug, o samurai de olho azul, para mim o lutador mais habilidoso e plástico que vi lutar,
    Osss

  • Achei o Lyoto mais rápido, porém com menos punch, vamos ver nas próximas lutas nesta categoria se foi uma impressão equivocada.

  • é exagero afirmar que de todas as lutas da carreira, Machida apenas perdeu 2 ( Jones e a 2ª luta contra Shogun )??? Na minha opnião, foram ridículas as derrotas para Davis e Rampage, onde ele venceu e os juízes deram a vitória equivocadamente para os oponentes.

    • Sei lá, é meio foda. Eu acho que o Machida ganhou do Davis e do Rampage, mas não é isso que os registros deixaram pra história. Me cheira ao papinho de que o Weidman não ganhou duas vezes do Anderson.

      • ..mas o Weidman não merecia…

        rsrsrsss brincadeira :D
        Poucas vezes vi um lutador ser superior ao Machida em uma luta, apenas Jon Jones fez um estrago no dragão, com um corte que parecia uma cirurgia e apagando o cara no braço em pé, o americano é sinistro, e memso assim levou atraso do Karateca no 1º round.
        contra Shogun foi pau a pau e a porrada que um acertasse matava, e ele acabou levando na 2ª luta, mas foi uma luta parelha, onde os 2 poderiam ganhar/perder
        mesmo com o estilo tão criticado pelos fãs de porradaria, Lyoto sempre nos oferece técnica, performance, condicionamento fisico e a postura de um campeão.
        aqui fala um cara que começou a praticar Karatê quando Machida conquistou o cinturão contra Evans, sou fã do cara, menos a parte de beber o próprio mijo rsrss
        Essa união de foco mundando para os EUA e a parceria com Rafael Cordeiro mostra que o cara quer muito o cinturão, é profissional ao extremo e um dos melhores exemplos para os jovens lutadores aqui no brasil, Machida nem parece brasileiro, e sim Japonês, pela filisofia de vida, com certeza pela influência do mestre Yoshizo.

        • Jon Jones não levou atraso. Ele perdeu um primeiro round bem equilibrado e com poucas ações contundentes dos dois lados.
          .
          E também acho que o Machida deu uma boa mostra de profissionalismo ao sair da zona de conforto e procurar treinos melhores.

      • Suruhito

        Pô Alexandre, não tem nem comparação. Weidman apagou o Anderson em uma e na outra, mesmo que não tenha premeditado a fatura, treinou para evitar aquele golpe e causou o TKO dele. As derrotas do Lyoto para Rampage e Davis foram questão de critério pessoal dos juizes, quase igual a daquele juiz de linha do clássico que ganhamos este domingo agora, hahahah!

        • Não tô comparando os méritos das vitórias, mas sim o fato de quererem mudar o resultado que ficou nos registros. O Flamengo não mereceu ganhar, mas ganhou. Este é o resultado que ficou, não adianta dizer que o Vasco venceu.
          .
          Resumindo: sobre a pergunta “é exagero afirmar que de todas as lutas da carreira, Machida apenas perdeu 2?”, minha resposta é “não podemos”. Podemos dizer que ele “deveria ter apenas duas derrotas”? Aí sim.

          • Suruhito

            Sim, mas o que eu cito é o “Ganhou mais não levou” contra o “Ganhou e também levou” do Weidman. Eu posso ser o maior fã do Anderson, mas ele perdeu as duas, o corpo estava lá, estirado no chão, não tem asteriscos. Já o Lyoto para a maioria dos críticos, não unanimemente, venceu aquelas duas, inclusive o Rampage acha que perdeu. Mas o cartel não vai nem pode ser mudado, mas são lutas que quem no futuro for ler sobre o Machida, merece um asterisco com links sobre as críticas e opiniões sobre a luta.

        • elias

          Concordo contigo, o cartel do Machida, na real, só tem duas derrotas, Shgoun e Jones, no entanto, se houvesse pesagem no mesmo dia da luta teríamos um Jones peso pesado(e um AS meio pesado também), mas esse sistema adotado favorece a camuflagem do peso (e o Dana ainda diz, hipócrita, que se não fosse batido o peso, não haveria tempo de encontrar outro lutador, isso a algumas hora do evento!). O machida era um meio pesado verdadeiro e só perdeu para o Jones por conta desse ser um peso pesado, ora, se as técnicas se equivalem o peso pode fazer a diferança, e foi o que ocorreu quando Machida foi colocado para baixo, mesmo tendo uma boa base de Sumô e Wrestling o Jones o pegou. Quanto ao Shogun eu penso que o Machida se deixou abalar pelas críticas da primeira luta que, para mim, Machida venceu claramente. Mas não se pode dizer que o jogo do Machida é perfeito, tem momentos no qual ele deveria ser mais efetivo e contundente, não digo para ele mudar o estilo, esse jeito de lutar é maravilhoso bater e não ser batido, mas sim saber o momento certo de ser agressivo e consistente, digamos que seja como o AS fazia quando, em um momento da luta, ele engatava o motor e ficava arisco, rápido e perigoso

          • elias

            Ia esquecendo, se hoje eu fosse jovem e quissesse ingressar no MMA, com certeza tentaria aprender o estilo Machida.

  • gustavo krt

    http://www.youtube.com/watch?v=cKcE0rivThw esse é o link do maior karateca em atividade no mundo…o cara é muito acima dos demais…com todo respeito a familia machida…mas o karate do rafael aghayev é muito superior. na verdade o karate do azerbaijão é o top no mundo hoje em dia.

    • Maluco muito rápido e técnico. Sinistro.

      • gustavo krt

        demais ne alexandre?!! o cara é muito bom. como eu disse a super potência do karate hoje é o azerbaijão. isso pelo que rafael fez no esporte e pelo investimento do país na arte. eu só fico triste pq a galera do karate é muito tradicional e ainda rejeita muito o mma…seria muito bom ver um cara desses no mma. meu professor mesmo é super contra…eu ja tive convite pra lutar em minha cidade em um bom evento amador…com estrutura mas ele falou logo: se for…é sem meu apoio. rsrsrs.

        • Seria muito bom mesmo ver um cara desse no MMA. Muita gente acha que caratê é só soco e chute, mas tem muito mais que isso. Tem estilos com quedas, torções, clinch. Mas esse preconceito é que mata mesmo hahahaha

  • Leonardo Moura

    Sou muito fã do Machida.
    Concordo que ele não perdeu as lutas para Phil Davis e Rampage, mas por esse critério também não venceu Hendo e a 1a luta contra Shogum .
    Perdeu obviamente para Jones e a 2a luta contra Shogum.
    A culpa destas lutas serem tão parelhas não é apenas do Lyoto, mas de seus adversários, que o temem, e fogem completamente de suas características, atacando muito pouco, e com muita cautela.
    Me lembro de um jogo no máster system da SEGA (8 bits), “Black Belt”, onde toda fase, no final tem um boss. La pela 5a fase, tem um boss que se atacarmos, ele não se deixa atingir e nos acerta. A única maneira de passar por ele é não atacando, ficar colado nele sem atacar, induzindo-o ao ataque, e quando ele ataca vc contra ataca. Os dois são atingidos, mas como a vida dele é ligeiramente menor que a sua, se para cada golpe recebido vc revidar, qd a vida dele chega em 0% a sua está em 1%.
    Acho que os adversários do Lyoto jogaram esse jogo.

    • Master System. Pelo menos não sou o único velho por aqui.

  • Maxsupremo

    Pratico Shotokan e curti muito a matéria, mesmo um ano depois aguardo a continuação.

    • Rodrigo voltou a competir, vou falar pra ele voltar com a coluna.

    • Rodrigo Cruz

      Vlw Max. Vou agilizar minha volta aos textos, assim como voltei a competir mundo afora. Oss.

      • Maxsupremo

        Opa! Boa sorte aí nas competições.