Golden Boy Promotions solicita autorização para realizar seu primeiro evento de MMA em novembro

Por Jessyca Damaso | 15/08/2018 12:06

A Golden Boy Promotions, uma das principais promotoras de eventos de boxe do mundo, solicitou junto à Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) permissão para realizar seu primeiro evento de MMA no dia 24 de novembro, no The Forum, em Inglewood, na Califórnia. A informação foi divulgada pelo MMA Fighting.

De acordo com  o site, a primeira luta de MMA da promoção será um evento pay-per-view transmitido no Ring TV e o diretor executivo da CSAC planeja aprovar o pedido da organização. “Estou ansioso para entrar no mundo do MMA e garantir que esses lutadores estejam sendo bem recompensados. Arriscamos nossas vidas no ringue, então o lutador deve ser compensado extremamente bem”, disse Oscar De La Hoya, CEO da Golden Boy Promotions.

No mês passado foi divulgado que os ex-campeões do UFC Chuck Liddell Tito Ortiz assinaram contrato com a organização e fariam o terceiro combate entre si ainda em 2018, na categoria dos meios-pesados. O combate entre os veteranos foi listado no documento como provável luta principal do evento, porém ainda não há confirmação de que a luta realmente irá acontecer.

LEIA MAISChuck Liddell e Tito Ortiz farão trilogia pela Golden Boy Promotions

A rivalidade entre Liddell e Ortiz é uma das mais conhecidas no mundo do MMA, com ambos já tendo se enfrentado duas vezes. Os dois atletas eram amigos e parceiros de treinamento quando lutaram pela primeira vez no UFC 47. Na ocasião, Liddell venceu por nocaute no segundo round.

A segunda luta aconteceu em 2006, quando Chuck colocou o título dos meios-pesados em jogo. A repercussão da revanche foi tão grande que o UFC vendeu pela primeira vez na história mais de 1 milhão de pacotes de pay-per-view. No combate, Liddel venceu novamente por nocaute técnico no terceiro assalto.

O terceiro confronto deveria ter sido realizado no UFC 115, em 2010, mas teve que ser cancelado após uma lesão de Ortiz, que posteriormente foi substituído por Rich Franklin. O “Iceman”, que já tinha perdido o cinturão dos meios-pesados para Quinton Jackson, foi nocauteado ainda no primeiro round, naquela que foi sua última luta profissional.

Jornalista apaixonada por esporte, viagens e música.