Fedor Emelianenko derrota Chael Sonnen no Bellator 208 e fará a final contra Ryan Bader

Por Diego Tintin | 14/10/2018 01:18

O combate principal do Bellator 208 trouxe dois importantes lutadores da década passada. Gordinhos, sim, mas com boa entrega. Mesmo curta, a luta teve um ritmo bem acima do esperado. Fedor Emelianenko voltou a vencer no Bellator, após o nocaute relâmpago sobre Frank Mir na estreia do torneio dos pesados. A lenda russa desta vez nocauteou o também veterano Chael Sonnen, em evento realizado em Uniondale, Nova York.

Sonnen começou o combate com seu antigo cacoete de abaixar a cabeça e largar um mata-cobra, mas sofreu um contra-ataque violento de Fedor composto por um gancho de cada punho, quando ainda dispunha de toda sua energia. Eram cinco segundos de luta e o gângster já levava um knockdown limpo. O americano se recuperou e conseguiu evitar o ground and pound do ex-campeão do PRIDE. Recomposto, Sonnen passou a buscar a luta de solo, mas se deu mal ao levar uma bela contraqueda e terminar cedendo a meia-guarda ao “padeiro”. Fedor chegou a tentar a montada, mas desistiu e preferiu deixar a luta voltar em pé.

Outra vez, Sonnen tentou a queda e levou um arremesso do russo com certo desprezo. Uma curta troca de sopapos e o estadunidense dessa vez logrou sucesso ao se atirar no tornozelo de Emelianenko, conseguir a tão sonhada queda e chegar às suas costas. Porém, numa surreal tentativa de sei-lá-o-quê, cedeu a posição e levou uma baita de uma tijolada na palhaça. Quando Sonnen já dava aquele pigarrinho para aquecer a garganta com o objetivo de chamar a mãe, Fedor sentiu o peso da estrada. Ele cansou de esmurrar Chael, resolveu se aconchegar no peito do republicano e tentar repor um pouco de suas energias.

Estamos apenas na metade do round inicial e temos uma luta muito legal. Novamente em pé, após mais algumas trocas de gentilezas, Sonnen põe pimenta e consegue uma queda de razoável impacto, caindo na meia-guarda. Mesmo cansado, Fedor se aproveitou da histórica garoteada de Sonnen na luta de solo e buscou uma bonita raspagem. Na guarda do americano, chamou o oponente para a luta em pé, somente para acertar outra pedrada e descer a lenha no ex-desafiante do UFC, que, ao optar pela posição fetal, deu todos os motivos para Dan Miragliotta interromper o animado combate a quinze segundos do fim do primeiro assalto.

Com a vitória, Emelianenko enfrentará o campeão dos meios-pesados Ryan Bader pela final deste torneio peso pesado em evento que deve acontecer no dia 26 de janeiro.

Filósofo de botequim. Engraçadinho de sofá. Torcedor de radinho. Guerreiro de teclado. Cantor de chuveiro. Jogador de bermudão. E analista de meia-tigela.