Em mais uma demonstração de suas emoções, Gegard Mousasi nocauteia e se vinga de Uriah Hall no UFC Fight Night 99

O UFC Fight Night 99, que marcou o retorno do UFC à cidade de Belfast após mais de nove anos, Gegard Mousasi se vingou de Uriah Hall e limpou uma de suas derrotas no UFC, chegando na elite dos pesos médios.

O UFC Fight Night 99 trouxe para Belfast, na Irlanda do Norte, um card que, por mais que não tivesse grandes nomes, entregou em termos de ação, sobretudo em sua porção preliminar.

A luta principal teve Uriah Hall tentando repetir o feito de sua primeira luta contra Gegard Mousasi. O jamaicano passou os primeiros minutos tentando diversos chutes rodados, sem obter sucesso. Enquanto isso, Mousasi esperava uma brecha para encaixar um contragolpe limpo ou encurtar a distância. Faltando um minuto para o término do primeiro round, o holandês conseguiu derrubar e cair na meia guarda. Desse momento em diante, foram cerca de 20 segundos de golpes sem que Hall esboçasse reação, obrigando o árbitro Marc Goddard a interromper o confronto na marca de 4:37.

Desde a primeira luta entre os dois, ambos vivem situações diametralmente opostas. Mousasi limpa uma de suas derrotas no UFC, chega à quarta vitória seguida e finalmente se consolida como uma ameaça na divisão dos médios. Já Hall sofre o terceiro revés consecutivo e está em situação complicada na organização.

Em luta monótona, Stevie Ray reencontra o caminho das vitórias contra Ross Pearson

ufc-belfast-stevie-ray-ross-pearson

Na luta coprincipal, o primeiro round se passou na trocação, num duelo de kickboxing. O que se viu foi Ross Pearson perseguindo e cercando Stevie Ray, que circulava, mantendo uma movimentação constante. O problema foi a falta de volume dos dois atletas, que pouco acertaram, exceto alguns potentes chutes. No último minuto, o escocês colocou Pearson em seus ombros e o cravou no chão, mas não conseguiu manter a posição e viu o assalto se encerrar.

Na segunda parcial, Ray manteve sua postura de contragolpeador e Pearson teve dificuldades para encontrá-lo com consistência. Isto levou a mais um período parelho e de pouca atividade. Os últimos cinco minutos do combate foram mais do mesmo, desta vez com Pearson subindo a intensidade de sua atuação.

Não foi o combate mais movimentado e a parte mais emocionante ficou para a decisão. Todos os juízes assinalaram 30-27, com um deles vendo a vitória de Pearson e os outros dois para Ray, que levou a vitória. Em sua quinta luta em 2016, Pearson amarga o quarto revés e Ray se recupera da derrota para Alan Nuguette.

Alexander Volkov estreia no UFC vencendo Timothy Johnson em decisão controversa

ufc-belfast-alexander-volkov-timothy-johnson

Em sua estreia no UFC, o ex-campeão dos pesados do Bellator Alexander Volkov mostrou seu jogo de kickboxing na longa distância no início do combate e abriu vantagem. Contudo, ao mudar de estratégia e se aproximar de Johnson tentando quedas, o russo foi acertado por um violento uppercut que o derrubou, mas inexplicavelmente não o nocauteou. O resto do round se passou com o americano aplicando ground and pound.

No segundo round, Johnson seguiu acertando golpes muito fortes, mas Volkov resistiu de pé e levou a luta para o clinch por diversos momentos. A estratégia foi suficiente para que ele sobrevivesse, mas perdesse mais uma parcial. No entanto, ao invés de mostrar urgência no assalto final, o russo seguiu com a tática de pressionar Johnson contra a grade. Apesar de ter vencido o round, saiu derrotado na contagem do MMA Brasil por 29-28.

Entretanto, o que se viu na leitura das papeletas oficiais foram dois juízes marcando 29-28 para Volkov, tendo assinalado os dois últimos assaltos a seu favor, enquanto o terceiro cravou 30-27 para o americano, tornando o russo vencedor em uma controversa decisão dividida.

Com a torcida de Conor McGregor, Artem Lobov vence Teruto Ishihara

ufc-belfast-artem-lobov-teruto-ishihara

A luta começou com Artem Lobov tentando cercar o japonês, que se movimentava constantemente e conectava com alguns bons chutes, mas sem muito impacto. Apesar de tentar uma queda na qual Lobov bateu no chão e voltou, Teruto Ishihara passou o round inteiro se esquivando, enquanto o irlandês tentava um único golpe que lhe rendesse o nocaute, acertando ocasionalmente.

O segundo assalto seguiu uma tônica semelhante à do primeiro, mas os dois conseguiram acertar golpes mais potentes, com Lobov atingindo o adversário com mais força e frequência, inclusive cercando Ishihara nos últimos dez segundos e aplicando uma blitz. Assim, chegou com vantagem para a parcial final e deixou o japonês precisando finalizar a luta.

Contudo, o que se viu no começo do terceiro assalto foi Lobov acertando cada vez mais. Na empolgação em busca do nocaute, ele se abriu e acabou levando um contragolpe que o mandou a knockdown. O problema é que Ishihara estava tão cansado que não conseguiu dar o “confere” e ainda viu Lobov se levantar e derrubá-lo duas vezes e aplicar um ground and pound forte, que virou o round.

Ao término da luta, Conor McGregor invadiu o octógono para abraçar o amigo e companheiro de treinos Lobov em comemoração. Na leitura do resultado oficial, o russo naturalizado irlandês foi declarado o vencedor por decisão unânime, com dois juízes marcando 30-27, mesmo placar do MMA Brasil, enquanto o outro marcou 29-28.

Foto de destaque: Justin Goligthly
Demais fotos: UFC.com/Getty Images

  • Hericly Andrade Monteiro

    Alguém joga RPG kkkkkkkkkk Foi um ótimo evento, tomando breja desde a tarde e vendo luta :D, agora é torcer pro Minotouro !!!

  • Vinicius Maia

    kkkkkkkkkkkkkkkk Jogador de D&D detectado!!! kkkkkk. Vi só a luta principal e achei que o juiz interrompeu a peleja rápido. Apesar do Hall não ter feito menção de se defender. Muito foda a imagem kkk. Vou até salvar!

    • João Gabriel Gelli

      Não jogo, mas achei a imagem engraçada hahahaha.

    • Marcio Lennon

      se vc for pensar bem, hall nao respondia, nao tentava se mexer e nem demonstrou defesa nenhuma, facilitou bastante a vida do gegard, eu tbm acho que dava para esperar mais um pouco, mas ali ja era, o hall ia ficar mais uns 30 segundos tomando porrada e ai seria apagado, pq gegard bate pesado e ele estava dominando um dos braços do hall, entao a paralisaçao ali foi certa, preservou o hall de tomar porradas desnecessarias.

      • Vinicius Maia

        Sim. Tanto que falei que o Hall não fez menção em se defender. Achei ridículo a defesa do Hall ali. Se tivesse se mexido um pouco mais poderia passar o round.

  • James sousa

    Mousasi se consolida como a quinta (ou sexta se contamos com o campeão Bisping ) força da divisão acho que com mais uma vitória já pode colocar ele em uma eliminatória

    • João Gabriel Gelli

      Se quiser, já pode até colocar ele em uma eliminatória agora.

  • Marcio Lennon

    gegard x weidman ou luke, tomara que o jacare nao durma no ponto e remarque contra o luke, pq se o gegard marca contra o luke e vence ai ultrapassa o jacare, no mais essas 2 lutas fazem sentido para o armenio, mas nao gostaria de ver o weidman pegando outra pedreira nao, ele deveria pegar um cara mais “cafe com leite”, e com o jacare pegando o luke, para o armenio sobraria ainda alguem do pelotao de baixo, spider, vencedor de evans x kennedy, vencedor de whittaker x brunson, aguardemos o desenrolar dos fatos.

  • Lero

    A vitoria do Volkov foi um garfo claro.