E depois do UFC 100?

Por Alexandre Matos | 15/07/2009 18:04

O UFC tinha um problema entre os pesos médios: arrumar um adversário que deixasse Anderson Silva pelo menos em perigo. Como o Spider varreu a divisão, o público resmunga ao vê-lo enfrentar adversários meia-bocas. O problema pode se repetir entre os meio-pesados, com Lyoto Machida chocando o mundo a cada apresentação. Corre o risco do Dragon fazer o mesmo que Anderson na divisão mais complexa do UFC.

Para piorar a situação de Dana White e Joe Silva, o UFC 100 trouxe um panorama semelhante a mais duas categorias, os meio-médios e os pesados. Na primeira, Georges St-Pierre não tomou conhecimento de nenhum dos lutadores considerados top-5 da categoria. E na segunda o tamanho e força de Brock Lesnar ameaçam varrer uma divisão que ficou envelhecida, empobrecida tecnicamente e que apresenta mais dificuldade de renovação.

Hoje e amanhã publicaremos um panorama do que esperar das divisões dos meio-médios e pesados no UFC. Não percam!

Fundador e editor-chefe do MMA Brasil. Colunista do site oficial do UFC. Prestes a se aposentar e virar colunista especial do próprio site.