Derek Brunson prega respeito por Lyoto Machida e sonha com disputa de cinturão

Por Gabriel Carvalho | 26/10/2017 12:41

Envolvido em sua segunda luta principal na carreira, o peso médio americano Derek Brunson tem chances de adicionar o primeiro ex-campeão do UFC ao seu cartel, encarando Lyoto Machida, antigo campeão do peso meio-pesado na luta principal do UFC São Paulo.

No início do ano, Brunson perdeu para o ex-campeão Anderson Silva em uma decisão controversa no UFC 208. Em conversa exclusiva com o MMA Brasil, Derek explicou o porquê de ter aceitado um duelo contra um atleta brasileiro no Brasil:

“Eu sou um lutador e é isso que os lutadores fazem. Eu realmente gosto de aceitar coisas assim, então eu aceitei, vou lá pra acabar com a luta. Se eu acertar mais golpes, acho que consigo a vitória na decisão”.

Apesar de ter a maioria de suas vitórias vindas por nocaute, o americano terá pela frente um dos melhores trocadores da história do MMA. Perguntado sobre, Brunson citou o exemplo de Uriah Hall, que também era um bom striker e acabou nocauteado:

“Eu posso trocar golpes com qualquer um, Lyoto é um bom striker, mas já lutei com bons strikers como o Uriah Hall e conseguiu nocautear. É questão de complicar pra ele e conseguir o nocaute”.

Apesar de ser um dos grandes atletas da história do MMA, Machida está sem lutar desde junho de 2015, quando foi nocauteado pelo cubano Yoel Romero. Mesmo com o tempo fora, Derek pregou bastante respeito pelo campeão, acreditando que o hiato não vai influenciar negativamente no desempenho do brasileiro:

“Acho que não, vi o treino dele, está na ‘borda’, é um ex-campeão do UFC. Quando você tem um cara que já lutou no mais alto nível do MMA, ele sabe como lutar, sabe como fazer ajustes, sabe como colocar o adversário em situações desconfortáveis, mesmo voltando só agora”.

Sétimo colocado no ranking dos médios, Derek também comentou sobre a possibilidade de lutar pelo título da categoria. Ele citou que a divisão é imprevisível, e comentou o desejo de lutar pelo ouro no futuro:

“Sim, é claro. Uma vitória sobre o Lyoto me coloca no caminho, é uma divisão louca, talvez eu seja o próximo”.

O UFC Fight Night 119 acontecerá no próximo sábado, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Editor do MMA Brasil. Fã de esportes em geral, apaixonado pela arte de punhos em rostos alheios. Amante de filmes e música.