Demetrious Johnson pede que luta com Ray Borg seja remarcada para o UFC 216

Depois do cancelamento em cima da hora do evento principal do UFC 215, o campeão Demetrious Johnson aceitou bem a situação e já está planejando o que quer para o futuro. Com o UFC já dando indicações de que gostaria de remarcar a luta com Ray Borg o mais rápido possível, o “Mighty Mouse” pediu em entrevista ao site Combate para que o embate fosse transferido para o UFC 216, que acontece no dia 7 de Outubro.

“No fim das contas, o UFC é a maior organização do mundo e essa não é uma liga de amadores. Se faltam três semanas para a luta e ele está doente, perfeito. A gripe vai passar, a infeção viral vai passar e nós vamos lutar no dia 7 de outubro ou quando o meu time de empresários e o UFC decidirem. Tirei três dias de folga, segunda volto para a academia e vamos ver. Se eles me ligarem falando que não vai dar para lutar no dia 7 de outubro por alguma razão, talvez não lute mais esse ano. Não vou treinar mais seis ou sete semanas, porque é aí que as lesões acontecem. Ele (Borg) pediu desculpas em um comunicado, mas não ligo para isso. Contanto que ele fique saudável e tente fazer a luta acontecer. Se ele se sentir mal pela segunda vez, terei que seguir em frente.”

Com o motivo da saída de Borg do card sendo confirmado como uma virose, com a qual o lutador da Jackson-Wink MMA vinha sofrendo desde o começo da semana da luta, Johnson demonstrou ter recebido a notícia de sua saída do combate de forma tranquila, ainda antes de começar o processo desgastante de corte de peso.

“Basicamente, na quinta-feira à noite recebi uma ligação do advogado do UFC perguntando o que estava fazendo. Disse que estava treinando para começar meu corte de peso. Ele, então, disse: “Pare o que você está fazendo, o Ray Borg está doente e não vai conseguir lutar”. Recebi a notícia, parei de treinar e aí recebi a ligação do meu empresário dizendo a mesma coisa. Meu empresário disse que ele adquiriu uma virose e eu respondi: “Que m…, acontece”.”

Demetrious Johnson descreveu também alguns das consequências do corte de peso árduo pelo quais os atletas passam antes da pesagem, e como ele pode ter afetado a doença de Ray Borg, que possui histórico de problemas para bater as 56,7 quilogramas do peso mosca.

“Ele está doente, teve essa pequena gripe, não é como se eles tivessem me dado outra opção. Essa foi a opção que eles me deram e pareceu ok. No fim das contas, isso acontece o tempo todo. Aconteceu com o Johny Hendricks, com o Sérgio Pettis, Henry Cejudo, aconteceu uma vez com o Ray Borg antes. Acabei de dar a vocês uma lista de nomes de caras que já saíram de lutas por terem ficado doentes no corte de peso. A coisa mais importante que vocês precisam entender é que a maior parte das vezes em que fico doente é no camp de treinamento. Isso porque o meu corpo se desgasta e não estou saudável. Quando você está cortando peso, você está se desidratando. Sendo sincero, o corte de peso não é bom, mas nós queremos lutar contra caras mais pesados e por isso o corte de peso. Então, quando você corta peso, você vai ficar doente. É da natureza, o seu sistema imunológico está baixo e acontece.”

O UFC 216 acontecerá no dia 7 de Outubro na T-Mobile Arena, em Las Vegas, Nevada. Confira o card anunciado até o momento:

UFC 216

Disputa de cinturão interino peso Leve: Tony Ferguson vs. Kevin Lee
Peso Pesado: Fabrício Werdum vs. Derrick Lewis
Peso Leve: Evan Dunham vs. Beneil Dariush
Peso Leve: Will Brooks vs. Nik Lentz
Peso Mosca: Paige VanZant vs. Jessica Eye
Peso Leve: Lando Vannata vs. Bobby Green
Peso Galo: Tom Duquesnoy vs. Cody Stamann
Peso Pesado: Walt Harris vs. Mark Godbeer
Peso Mosca: Matt Schnell vs. Marco Beltran
Peso Mosca: Magomed Bibulatov vs. John Moraga
Peso Médio: Brad Tavares vs. Thales Leites
Peso Mosca: Pearl Gonzalez vs. Poliana Botelho

  • Rafael Alves

    Dito isso, aparentemente não passou pela cabeça de ninguém oferecer o Cejudo (o que e bom, da mais tempo pra ele seguir evoluindo).
    Faz todo sentido que o Borg seja imediatamente remarcado, deixa dois cinturões no 216 e não se perde demais.

    Duro é que já não achava ele merecedor antes mas… fazer o que?

    • Rafael Oreiro

      Acho que faz sentido remarcar, ainda mais pra botar uma luta por título linear no UFC 216.

  • James sousa

    Daria uma melhorada boa no card mas uma liga de cinturão ou então marquei o DJ x Benavidez ser o Borg não pude luta

    • Rafael Oreiro

      O Benavidez ainda está se recuperando de lesão.

  • Bruno Coelho

    Foda… o cara se mata treinando, gasta um catatau de dinheiro na preparação e na hora h o adversário pula fora. Algo me diz que a caravana passou para o Borg e que o UFC fará de tudo para conseguir uma “super luta” para o DJ ainda em 2017.

    • Sexto Empírico

      O DJ quer sombra, água fresca e um joystick.

  • Sexto Empírico

    Demetrious, volta lá jogar seu video game. Só o Bruno Coelho e mais meia dúzia querem assistir às suas lutas