Dana White planeja revanche entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno para abril ou maio

Por Rafael Fernandez | 08/01/2021 12:24

A sequência para uma das melhores lutas de 2020 já está nos planos do UFC. O presidente da organização, Dana White, informou na última terça-feira que espera que a revanche entre o campeão dos moscas, Deiveson Figueiredo, e o desafiante Brandon Moreno aconteça em abril ou maio. White deu a informação durante uma sessão de perguntas e respostas com assinantes da ESPN+.

LEIA MAIS
UFC adia revanche entre Pedro Munhoz e Jimmie Rivera para o UFC 258
Bethe Correia passa por cirurgia, cancela luta do UFC Fight Island 7 e adia luta de aposentadoria
Participe do plano de colaboradores do MMA Brasil e apoie o site

Deiveson e Moreno se enfrentaram na luta principal do UFC 256, no dia 12 de dezembro. Naquele que provavelmente foi o melhor combate da história da divisão dos moscas, os atletas gladiaram por cinco rounds e empataram por decisão majoritária dos juízes. Numa peleja cheia de emoção, o público assistiu o desafiante azarão aguentar os golpes do campeão e o surpreender ao longo dos assaltos. Entretanto, mesmo que a atuação do mexicano tenha causado surpresa, um ponto perdido por causa de um chute ilegal motivou o empate.

Ambos os atletas pediram um tempo de descanso antes de realizarem a revanche. O brasileiro lutou quatro vezes em 2020 e, recentemente, seu empresário, Wallid Ismail, admitiu que veem maio como a data ideal para o combate. Enquanto o mexicano já havia verbalizado o desejo da peleja acontecer em abril, assim ele teria tempo para relaxar com a família.

Considerado por muitos no melhor lutador do ano de 2020, Deiveson Figueiredo alcançou novas alturas e trouxe atenção para categoria dos moscas. Em fevereiro, o brasileiro derrotou Joseph Benavidez por nocaute, mas não conquistou o cinturão pois não bateu o peso. Na revanche em julho, dominou novamente e finalizou o americano no primeiro assalto. Em seguida, o brasileiro defendeu o título contra Alex Perez no UFC 255 e 21 dias depois teve o combate contra Brandon Moreno.

Menos de dois anos depois de ser cortado pelo UFC, Moreno tenta fazer história ao se tornar o primeiro mexicano campeão do UFC. Ele retornou em setembro de 2019 e desde então, não perdeu nas cinco lutas que teve na organização. Durante esse período, ele derrotou Kai Kara-France, Jussier Formiga e Brandon Royval para conquistar a chance de disputar o título em dezembro.