Dana White critica atuação de Yoel Romero no UFC 248: “Ele foi terrível”

Por Edição MMA Brasil | 08/03/2020 11:24

O presidente do UFC ficou bastante irritado com a atuação estranha de Yoel Romero na luta principal do UFC 248 contra o campeão dos médios Israel Adesanya, e não poupou críticas ao cubano por sua performance.

Durante a coletiva realizada após o evento, Dana White se disse chocado com a atuação do “Soldado de Deus”, que perdeu sua terceira disputa de cinturão em sua carreira na organização.

“Eu estou chocado. O Romero sabia que era essa sua última oportunidade de disputar um cinturão. Eu achei que ele fosse pressioná-lo, tentar quedas e tentar nocauteá-lo, mas ele literalmente não fez nada disso. Agora, o Adesanya, ele fez uma luta inteligente. Ele se manteve na distância, maltratou a perna ele, acertou bons socos e fez o que tinha que fazer. Romero ficou se movimentando tentando parecer que ele queria lutar, mas ele nunca quis fazer isso. Provavelmente a gente não deveria ter feito essa luta e sim ter esperado pelo Costa (Paulo Borrachinha). Mas nós fizemos”, afirmou.

Questionado por um repórter sobre a qualidade da luta em si, Dana, conhecido por não poupar palavras quando é necessário para emitir suas opiniões, classificou a luta como terrível.

“Essa foi uma luta terrível. Se você olhar para o UFC e há quanto tempo a gente vem fazendo isso, você pode colocar em uma mão todas as lutas de me*** que a gente faz. É preciso de dois para uma luta. Se alguém entra lá e não quer trocar (golpes) ou não quer lutar, principalmente contra um cara como o Adesanya que tem tanta coisa em jogo… Esse é o jeito dele. Ele vai se retrair e minar o oponente do jeito que ele fez. Aquela perna (do Romero) estava destruída. Ele vai ter problemas em pisar no chão hoje. Aquela perna está bem machucada. O Adesanya fez o que tinha que fazer para vencer na minha opinião. Por que correr e ir para cima igual um louco contra um cara que é perigoso mas não queria estar lutando?”, criticou.

Por fim, Dana foi questionado sobre uma possível nova disputa de cinturão para Yoel Romero em sua carreira no UFC. De cabeça quente, o presidente da organização afirmou que o cubano foi terrível e, caso continue lutando desse jeito, não acha que ele continuará lutando por mais 10 anos como o lutador pretende fazer.

“Uma nova caminhada ao cinturão depois dessa atuação? Você é louco de sequer estar fazendo essa pergunta. Ele foi terrível hoje. Ele foi terrível. Ele literalmente entregou uma oportunidade. Talvez ele volte em sua próxima luta e lute como o Yoel Romero, mas se ele não fizer, eu não esperaria vê-lo lutando por mais 10 anos desse jeito”, concluiu.