Curtis Blaydes usa wrestling para bater Mark Hunt no UFC 221

Por Rafael Oreiro | 11/02/2018

Tudo vinha correndo excelentemente para os lutadores da casa até a luta coprincipal da noite. Curtis Blaydes acabou estragando a festa da torcida local, usando sua habilidade no wrestling para bater Mark Hunt, no que pode ter sido a última luta do veterano no UFC.

Curtis Blaydes começou o combate tomando o centro do octógono e tentando alguns golpes, sem conseguir muito sucesso. Na primeira troca na curta distância, o americano teve mais sucesso acertando dois golpes fortes. Depois de outra troca na curta, Blaydes conseguiu uma queda sobre Hunt, que se levantou rapidamente. Em pé, Hunt começou a conectar golpes em sequência que atordoaram bastante o americano, que balançou diversas vezes. Correndo o risco de ser nocauteado, Blaydes foi com tudo para a queda e conseguiu levar neozelandês para o chão. Este ainda quase conseguiu levantar, mas acabou novamente de costas no chão, onde ficou até o final da parcial.

Começando o segundo round, Blaydes já foi diretamente buscando uma queda, pressionando Hunt na grade. Com a luta continuando em pé, nenhum dos dois lutadores tomou grande iniciativa nos minutos seguintes, ambos soltando diversos golpes no ar. Faltando dois minutos para o final do assalto, finalmente Blaydes tentou novamente uma queda, levando Hunt para o chão e conseguindo rapidamente a meia-guarda. O americano então manteve a posição e continuou golpeando até o cronometro zerar.

A  estratégia se manteve para o terceiro round, com Blaydes arremessando Mark Hunt com tudo no chão e rapidamente conseguindo a montada. Tomando golpes incessantemente por baixo, o neozelandês ainda tentou resistir e buscou se levantar, mas acabou sendo levado novamente para o tablado. Faltando um minuto para o fim da luta, Hunt conseguiu voltar a ficar em pé, totalmente cansado, se tornou presa fácil para mais uma queda de Blaydes. O americano terminou a luta disparando cotoveladas da montada para cima do veterano.

A luta foi então para a decisão dos juízes, que declararam Curtis Blaydes o vencedor com dois placares de 30-26 e um 29-27.