Cormier revela que aceitaria defender cinturão dos meios-pesados antes de luta com Lesnar

Por Gabriel Carvalho | 09/07/2018 08:00

Daniel Cormier é o quinto atleta na história do UFC a conquistar dois cinturões em categorias diferentes, e é o terceiro a conquistar simultaneamente. Porém, com mais cinturões, maior fica a responsabilidade do americano, que já tem um adversário encaminhado para sua primeira defesa do título dos pesados; Brock Lesnar.

Durante a coletiva de imprensa pós-luta do UFC 226, realizada na madrugada do último domingo (8), Daniel revelou que existe a possibilidade de defender o cinturão dos meios-pesados antes da superluta contra Lesnar. O nome ventilado por “DC” foi o do sueco Alexander Gustafsson, mas ele citou que para virar desafiante, o “Mauler” precisa fazer algo impressionante no duelo contra Volkan Oezdemir:

“Eu vou tirar um tempo, passar um período com minha esposa e com meus filhos. Conseguiremos fazer coisas e passear um pouco, e eu decido. Mas estou em um ponto onde será difícil lutar contra o Curtis Blaydes ou alguém no meio-pesado, que pra ser sincero, não sei quem tem.”

“Talvez o Gustafsson lute bem em agosto, mas na última vez em que lutamos, não fizemos dinheiro. Ele tem todos esses fãs, mas eles não compram o pay-per-view. É estranho, você queria uma luta onde fará muito menos dinheiro? Eu luto contra o Brock Lesnar e sou pago. Eu quero lutas que façam sentido, então, esse cara tem que fazer algo muito especial pra lutar pelo cinturão dos meios-pesados, aí eu luto e espero pelo Brock. Posso lutar em novembro, aí luto novamente em março e aposento”

Cormier e Gustafsson se enfrentaram em outubro de 2015, no UFC 192. Na ocasião, Daniel manteve o título dos meios-pesados com uma vitória por decisão dividida dos juízes. DC virou o novo campeão dos pesados após nocautear Stipe Miocic no último sábado, no UFC 226.

 

Editor do MMA Brasil. Fã de esportes em geral, apaixonado pela arte de punhos em rostos alheios. Amante de filmes e música.