Coluna do Coach: Treino noturno prejudica o lutador de MMA?

Muitos fãs dos esportes de contato, técnicos e preparadores são contra o treino noturno. Logo a ideia que vem à mente é: quase 100% dos campeonatos de MMA começam após às 20:00h. Quando tratamos de luta principal, seja ela por cinturão ou não, esta começa bem próximo da madrugada. Então pergunto: porque os lutadores que desenvolvem o hábito e sentem-se bem ao treinar à noite são criticados?

Especialistas recomendam 8 horas de sono para que tenhamos recuperação do nosso organismo e um dia seguinte com maior disposição, mas o que poucos falam é que o importante é a qualidade do sono. Se tivéssemos um lutador A com sono em torno de 6 horas por noite, porém todo dia seguinte apresentando disposição e energia para os treinos, e um lutador B com sono em torno de 8 a 9 horas, porém sem boa qualidade do sono, seja por fatores externos ou internos, qual teria melhor desempenho?

Como preparador acredito que treino + alimentação + descanso são as chaves para o sucesso. Porém não podemos fixar um horário como o melhor do dia e utilizá-lo como base para todos. Vejamos o caso do grande fenômeno do boxe Manny Pacquiao, que em sua preparação treinava de noite, enquanto de dia exercia o cargo de deputado em seu país e apenas no último mês fez um intensivo em todos os períodos.

Falando no campeonato mais badalado do mundo do MMA, o UFC no próximo mês terá um duelo ímpar envolvendo dois ícones da história da luta. Anderson Silva defenderá o seu cinturão contra Vitor Belfort. O que chama mais atenção para o evento não é apenas a técnica, pois esta ambos tem de sobra, e sim, a preparação psicológica.

Atualmente fiz um levantamento como preparador físico e espectador de campeonatos de MMA. É impressionante a diferença de um lutador para um atleta. Muitos querem um cinturão do UFC mas se preocupam mais com o uso de substâncias irregulares, não desenvolvem o condicionamento físico – fator essencial em um esporte de alta intensidade -, e querem ser campeões em um octagon. Fora os que “caem na noitada”. O que eu vi e ouvi de absurdos no ano passado não dá para contabilizar. Segue abaixo uma fórmula básica para o sucesso:

Treino + Alimentação + Descanso = RESULTADOS

Vitor aos 19 anos já era campeão do UFC e um fenômeno mundial no MMA. Anderson atualmente é a realidade do MMA moderno e até então tem sido imbatível, até que o grande fator para esta luta foi o americano Chael Sonnen.

Por que Chael Sonnen?

Se analisarmos o duelo entre Anderson e Sonnen, mesmo com as confusões, declarações e a lesão na costela do brasileiro, o wrestler fez algo que nenhum lutador da atualidade tinha feito. Colocou Anderson como um ser humano que pode ser batido e, claro, o próprio campeão admite isto.

Mesmo sendo o lutador que tem o maior número de recursos técnicos hoje no MMA, acredito que Anderson tem como principal arma o reforço psicológico, principalmente após sua última experiência no octagon, enquanto Vitor sempre teve a sua preparação psicológica questionada. Sem dúvida será uma prova de fogo, onde ambos têm reais condições de vitória. Será “O retorno de um campeão” ou a confirmação do “Imbatível”.

A idéia deste artigo inicial foi analisarmos que muitos questionam o cronograma de preparação, como o treino noturno, sem antes avaliar que nosso atleta, em sua individualidade, atinge melhor desempenho. E você, o que achou disso? Gostou da nossa primeira coluna? Deixe sua opinião nos comentários. Avise-nos também se você tiver sugestões para futuras colunas.

  • Felipe Freitas

    Na matéria da Tatame de dezembro, o Thiago Tavares disse que na adolescencia, só foi em duas festas de 15 anos, e se pudesse voltar no tempo, não teria ido em nenhuma
    Pô, eu durmo 8 horas mas acordo com sono ainda, não sei se é por causa da minha idade, dizem que na adolescencia é mais de 8 horas

    • Tudo bem Felipe?
      É interessante esta declaração do Thiago Tavares, se bem que eu respeito muito nas férias e nas folgas, o entretenimento do atleta, afinal ele é um ser humano como outro, porém com vida pública.
      Quanto ao seu comentário em relação ao sono, bate exatamente na tecla da qualidade do sono.
      Acredito que em estudos recentes os médicos dizem que 8hs é o adequado mas caso exceda por um longo período também influencia no rendimento do dia seguinte, com lentidão e sensação de cansaço.
      O segredo é a qualidade!
      Durma bem, sem estresse, sem preocupações. Refresque a memória e tente descansar o corpo para o dia seguinte!
      Espero ter ajudado.
      Grande abraço!
      Diogo

  • Pingback: Tweets that mention Coluna do Coach: Treino noturno prejudica o lutador de MMA? || MMA-Brasil.com -- Topsy.com()

  • Felipe

    Legal o artigo! Hoje em dia estou beeem fora de forma, mas já freqüentei academias por um tempo razoável, tanto de noite quanto de dia. A impressão que tenho até hoje que no tempo em que eu me exercitava de noite eu me sentia muito melhor. Me exercitar de noite sempre fez o meu dia muito melhor, já o inverso não aconteceu. Quando passei um período me exercitando durante o dia não sentia os mesmos efeitos do exercício noturno. Acho que isso varia de pessoa pra pessoa, cada um tem seu ritmo\ciclo de um jeito.

    Um abraço.

    • Tudo bem Felipe?
      O ideal é treinar no horário que você sente-se melhor.
      A única observação quanto ao treino noturno é em relação a descarga de adrenalina dependendo da atividade intensa e esta pode deixá-lo em estado de alerta atrasando um pouco a chegada do sono. Com certeza varia de pessoa para pessoa.
      O ser humano apesar de ter o mesmo organismo é totalmente ímpar.
      Espero ter ajudado.
      Grande abraço.

  • Rafael Friall

    Muito bacana esse primeiro artigo. Sou personal trainer e estou estudando muito para um dia vir a ser um profissional especialista em treinamento de competição, é oq eu busco, oq venho estudando e que um dia serei.
    Espero um dia estar no mesmo nivel de vc Diogo.
    Parabens pelo primeiro de muitos artigos.

    • E ai Rafael tudo tranquilo?
      Primeiro muito obrigado pelo reconhecimento. Agora quanto ao nível, acredito estarmos todos na luta. A vida é uma constante aprendizagem e ninguém é dono da verdade.
      Vá em frente nos estudos pois farão total diferença, mas seja questionador, não acredite e aceite tudo.
      Grande abraço e o que precisar quanto a preparação me avise.
      Grande abraço fera!

  • Lopes

    Muito legal esse artigo Diogo, Parabens!
    Uma questao que ru gostaria de tocar é no excesso de exercicios, pois muito atletas acabam ultrapassando esse limite e se contundo, até que ponto a preparaçao é benéfica e quando que ela passa a ser prejudicial?

    • E ai Lopes tudo tranquilo?
      Concordo com você. Os maiores índices de lesões estão ligados ao excesso de exercícios.
      Quando eu inicio uma preparação para um lutador logo vem a pergunta: – Diogo, fora esse treino específico, quantas vezes posso fazer musculação na semana?
      e sempre respondo: – Não é bem por aí. O seu treinamento já é sua preparação e a musculação tradicional só entrará na fase do treinamento de base.
      Não costumo ultrapassar 45minutos de treino e sempre escolho poucos exercícios, porém eficazes.
      Espero ter ajudado.
      Grande abraço

      • Demorou, bom saber disso! Sinal que eu tô malhando certo =)

  • Lucas Wernke

    Eae Diogo blz?? Parabens pelo artigo.
    Sempre quis saber se alguns dos meus exercicios estavam corretos.
    Eu quase todo dia jogo Basquete em torno de uma a duas horas, só que assim, quando eu jogo uma hora uma hora e meia com intensidade meu sono tende a ser bom, e quando eu fico duas horas e pouco jogando, sempre tenho dificuldade pra durmir mesmo estando mais cansado, durmo mais do que normalmente e mesmo assim acordo cansado no outro dia. O que é melhor pro meu organismo??
    Ter mais ativade, e não durmir muito bem, ou fazer menos exercicio para que meu sono seja bom?? Não sei, mas acredito que eu tenha um limite pra me exercitar bem sem prejudicar a qualidade de meu sono.
    Abraço, boa sorte e valeuuu!!!

    • Fala Lucas tranquilo?
      Acredito que você mesmo já me ajudou e muito na resposta.
      Quando você joga mais pode ser que esteja atingindo seu limite e por isso prejudica seu sono.
      Como disse no artigo.
      TREINO + ALIMENTAÇÃO + SONO
      Temos que respeitar sempre os 3.
      Procure pesquisar sobre temas relacionados ao overtraining.
      Mesmo treinando todos os dias, existem dias que a intensidade deverá ser menor, mas não se preocupe, afinal é jovem e tem mais que praticar esportes mesmo!
      Só cuidado com o excesso…
      Descanso também dá resultado!!!
      Abração

  • Rogério Monteiro

    Tudo bom Diogo?
    Acho que cada pessoa deve buscar o autoconhecimento físico, e notar quando o treino nao esta mais sendo produtivo e se ja é hora de descansar.
    A partir dai acho que fica mais facil buscar o treino com QUALIDADE como voce mesmo diz.
    Acredito que o overtraining ocorra com mais frequencia em lutadores que ainda nao chegaram ao topo, mais por uma questão de vontade em demasia. Duvido que atletas tops Anderson e GSP tenham problemas parecidos, visto que estão em uma fase especial da carreira e ja conhecem o proprio corpo, alem de trabalharem com profissionais do ramo da preparação dos mais gabaritados eh claro.
    O que acha Diogo?

    • Tudo bem Rogério e com você?
      Com certeza sua definição foi excelente.
      A diferença do atleta que almeja o cinturão é que ele determina esta meta e está com a mente aberta para orientação dos melhores profissionais, sejam eles técnicos, físicos ou psicológicos.
      Percebi isso, pois cuidei da preparação de muitos lutadores de MMA, Jiu Jitsu, Boxe entre outras modalidades.
      Já vi pessoas que sonham em ser atletas e quando aprendem uma ciclo de periodização, já pensam que sabem demais e começam a te questionar. Isso sempre existirá. Para eles quanto mais melhor e nem sempre é assim.
      Por outro lado cuido da preparação de um atleta que busca o destaque e tem uma humildade e um comprometimento fora do sério durante o treinamento. Outro neste segundo exemplo. O dia que treinei o Rodrigo, atleta de elite e um ícone, com certeza foi um dos treinos mais tranquilos que apliquei. Mesmo sendo um mito respeitou as correções e dicas.
      São casos como estes que separam os campeões dos que infelizmente param no meio do caminho ou nem conseguem começá-lo.
      Rogerião espero ter ajudado.
      Grande abraço!

      • Só pra deixar claro: O Rodrigo que o Coach falou acima é “só” o Rodrigo Minotauro =)

  • SÉRGIO

    -Parabéns Diogo! Muito bom seu artigo! E parabéns Alexandre por trazer o cara, muito bom!
    -No meu caso já treinei em dois periodos de manhã e atualmente a noite. Percebi que quando treinava de manhã, durante o dia inteiro eu ficava mais disposto, porém não tinha e não tenho tanta disposição para treinar neste horário, mas tenho mais disposição para treinar no periodo da noite, me sinto melhor
    -Inclusive a noite, por conta do trabalho durante o dia, eu acabo ficando duas horas na academia, uma na musculação e mais uma hora no boxe, três vezes por semana.
    -Por isso já pensei em fazer a musculção nos dias que não pratico o boxe, mas talvez eu fique mais cansando, não sei… por não ter um intervalo de descanso entre os dias de treino, o que vc me sujere Diogo?
    Abraços!

    • Tudo tranquilo Sérgio?
      Trabalhei muito em sala de musculação e quando assumia a liderança de alguma equipe tinha que dar atenção para algo que muitos deixam passar desapercebido. Atendimento ao o cliente. O que ele mais gosta? Qual objetivo? Com qual modalidade se identifica? Em que período do dia prefere treinar?
      Alguma restrição?
      Perguntas simples deste tipo mas que descrevem o perfil do cliente.
      Ouvi muitos feedbacks positivos sobre o treino noturno para os que trabalham o dia todo em “escritório”.
      Sentiam melhora na qualidade do sono e alívio do estresse. Depoimento de algumas pessoas claro, não podemos generalizar.
      Quanto aos dois treinos MUSCULAÇÃO + BOXE, não teria problemas intercalar, mas eu prefiro na divisão que você fez, além de descansar 2 dias, você ainda ganha espaço para fazer outras atividades como entretenimento com os amigos, parece simples mas isso é um fator essencial, acredite!
      Espero ter ajudado.
      Grande abraço!

      • SÉRGIO

        Valeu Diogo. Obrigado e sucesso!!!

  • Paulo Massa

    Diogo, parabéns pelo belo artigo de estréia.

    Concordo 100% com vc. Acho que a batalha psicológica é uma luta pessoal que começa muito antes do combate em si. Até por ainda ser uma área um pouco obscura (comparando com objetivos e resultados físicos), faz bastante diferença.

    O Anderson é mais estável psicologicamente, mas o Vitor é imbatível quando corretamente estimulado.

    Na questão de preparação, infelizmente essa regra de Exercício + Sono + Alimentação tem que ser bem equilibrada.

    Pra mim é péssimo, pq gosto de muitos esportes, faço musculação, corro, nado, surfo e ano passado entrei pro JJ. É difícil conciliar as vontades e restringir os treinos, mas quando exagero sinto a sobrecarga.

    Também sinto a diferença do condicionamento quando tinha 20 anos, embora ainda esteja com bastante corda!

    Abs e mais uma vez parabéns pela coluna!

    • Paulo tudo tranquilo?
      Obrigado pelo reconhecimento.
      Entendo perfeitamente. Me divido entra minha profissão de preparador físico, gosto e preciso competir este ano!
      Mas fora esta parte tenho que divir com o Futebol que também é uma paixão. 2x/sem.
      Mesmo assim em algumas semanas você pode reduzir uma das modalidades para uma vez. Isso não te prejudicaria, pelo contrário, não te afasta pois você manterá um frequência mínima e para o treino seguinte em qualquer uma das modalidades você estaria 100%.
      Obrigado por compartilhar e espero ter ajudado.
      Grande abraço!

  • Felipe Freitas

    Uma outra pergunta, essa coisa de idade certa para musculação, fazia RPG(agora parei, mas pretendo voltar), minha postura era do Messi(pena que não jogo como ele) e a minha instrutora disse que era cedo para isso, tenho 16 anos, faço 17 esse ano

    • Felipão essa realmente é uma dúvida que todos levantam e o meu depoimento sobre isso pode gerar discussão.
      Vamos lá!
      Além de trabalhar como preparador sou especialista em reabilitação cardíaca e casos especiais.
      Uma das matérias foi o treinamento de força em casos especiais como gestante, 3a idade entre outros.
      Não tem problemas nenhum em treinar com 16 anos, com 15 anos, com 10 anos, com 5 anos, que seja.
      A diferença está na intensidade e não na atividade em si.
      Você como jovem deve praticar atividades e a musculação pode sim estar no seu cronograma.
      Com certeza colocaria você em um treino intenso dentro da sua individualidade.
      A única diferença é que muscu;ação para jovens, 3a idade e portadores de necessidades especiais, precisam de um pouco mais de atenção na execução do programa.
      Veja este vídeo http://www.youtube.com/watch?v=GJkR7BKOsow

      Ajudará na resposta.
      Espero ter ajudado.
      Grande abraço fera!

      • Felipe Freitas

        Mas a musculação não vai manter minha postura ruim? ou ela vai melhorar? por que lembro que a instrutora disse que por eu ter uma barriguinha, o abdomen não sustenta o resto, algo assim

        • Felipe me passa seu e-mail porque acredito que você tenha dúvidas que não foram solucionadas.

  • Paula Santos

    Antes de mais, parabéns pelo artigo! Andava mesmo à procura disto. Tenho 37 anos e recomecei há 2 semanas o exercício físico. Pratico kickboxing há 4 anos e ao fim de um ano surgiu a curiosidade de experimentar a competição. Para além dos treinos 3x/semana, comecei a corrida em estrada. 3 meses depois tive que parar a corrida devido a uma dor que situa próximo da “crista iliaca inferior” direita. Mais massagens, fisioterapia para tratar uma suposta trocanterite esquerda; entretanto a zona lombar também se queixou e melhorei na acunpuntura. Continuei a treinar (sem corrida ou qualquer treino cardio) e participei nos campeonatos em 2008, 2009 e 2010, sendo este último muito condicionado pela parte física (falta de cardio) … Iniciei a época 2010/2011, mas um mês depois parei porque desanimei devido ao cansaço nos treinos. Há 2 semanas decidi ir para o ginásio para melhorar o cardio e voltar ao kickboxing. Faço 2ªf, 4ª e 6ª, exercícios de musculação e cardio. E esta semana fiz na 3ªf treino de kick, hj 5ªf não fiz porque tive medo de sobrecarregar. Ainda não sei muito bem o que fazer… Gosto mesmo da modalidade! Já sei que a idade e ser mulher provavelmente não ajuda muito.

    Obrigada.

  • Paulo Josué

    Ótima coluna, abrange um assunto muito pouco discutido, até mesmo na mídia especializada no assunto.
    Uma dúvida pessoal: como os lutadores fazem para ter esse físico perfeito? É possível tê-lo sem fazer uso de substâncias sintéticas (não digo só anabolizantes, mas também suplementos). E a dieta, é muito sofrida? Que dica vc poderia dar para diminuição drástica do percentual de gordura corporal? Os amigos do site também podem contribuir, ficarei grato.