Colby Covington vence Demian Maia e provoca fúria da torcida no Ibirapuera

Por Alexandre Matos | 29/10/2017

No combate coprincipal do UFC Fight Night 119, realizado no Ginásio do Ibirapuera, neste sábado, Demian Maia tinha a missão de se recuperar após a derrota na disputa do cinturão. Do outro lado estava o provocador americano Colby Covington de olho no top 5 dos meios-médios.

Para surpresa de muitos, Demian aceitou a pancadaria na abertura do combate. E, causando ainda mais surpresa, conectou alguns socos pesados na cabeça do americano, que já sangrava no supercílio com dois minutos de luta. Covington defendeu com maestria um single leg e passou a chutar as pernas do brasileiro. Porém, Demian, com maior envergadura, respondia com socos por cima. Maia trabalhou os contragolpes aproveitando as brechas defensivas de Covington, que defendeu mais um single antes do fim do assalto.

Covington voltou mais agressivo no segundo round e forçou Demian a buscar as quedas com mais intensidade. Porém, o wrestling defensivo do americano estava em dia. Depois de Maia chamar Colby para a guarda, o duelo voltou em pé e o paulista passou a mostrar sinais fortes de queda de rendimento. Cada tentativa frustrada de queda do brasileiro acabava com o rival fazendo peso em suas costas, desgastando-o ainda mais. Exausto, Maia chegou a ir para o lado errado no final do round.

No retorno para os cinco minutos finais, praticamente um monólogo de Covington. Maia não se entregou e foi sustentado pelo queixo de pedra, mas foi socado de todos os modos. Sem força para derrubar, o brasileiro ficou à mercê da defesa de quedas e dos bons socos do rival. Covington terminou o combate massacrando Maia no ground and pound. Com o rosto totalmente coberto por sangue, Demian só conseguiu se levantar ao final do combate.

A contagem oficial dos juízes confirmou a vitória de Colby Covington por decisão unânime, com placares de 29-27, 30-27 e 30-26.