Chuck Liddell confirma que pretende retornar ao MMA em 2018 e pede luta contra Tito Ortiz

Uma das maiores lendas da história do MMA parece ter deixado a aposentaria. Durante entrevista ao programa “The MMA Hour”, na última segunda-feira (14), Chuck Liddell, de 48 anos, anunciou que está providenciando junto à Golden Boy, empresa promotora de boxe liderada por Oscar de La Hoya, sua volta aos cages ainda em 2018.

Liddell se aposentou em 2010 a pedido de Dana White, presidente do UFC, após sofrer três derrotas consecutivas por nocaute para Rashad Evans, Mauricio Shogun e Rich Franklin. No entanto, o Hall da Fama do UFC e ex-campeão dos pesos meio-pesados garante que está se preparando fisicamente para recuperar o alto rendimento que tinha na década passada.

Para o retorno, o possível adversário de Liddell pode ser Tito Ortiz, um de seus grandes rivais dentro do UFC. No entanto, ele afirma que, mesmo sem o velho rival, irá prosseguir com o sonho de voltar a lutar no MMA.

“Eu vou lutar de novo. É uma coisa real e eles estão trabalhando nisso. Isso não depende da participação de Tito (Ortiz). Tenho saudade. Eu nunca parei de sentir falta disso (MMA). Nunca pensei muito sobre, mas quando ele (Tito Ortiz) começou (a me provocar), eu voltei a treinar e ficar pronto de novo. Tipo, e se ele aparecer, não vou estar pronto? Decidi que vou dar uma chance a ele”, declarou Liddell, que citou o falastrão Chael Sonnen como outro possível “candidato” a adversário, caso a luta contra Ortiz não aconteça.

“Eu não me importaria de lutar com o Chael (Sonnen). É um estilo bom para mim e ele tem uma boca grande. Ele promoveria bem a luta. Se eu não achasse que posso lutar, não iria. Mas me sinto bem, especialmente para lutar contra o Tito. Eu estou pronto”, disse o norte-americano.

Apesar da empolgação de Liddell para retornar ao mundo das lutas, Dana White desaprova a ideia de ver Chuck de volta aos octógonos. Mas o lutador, disse não estar preocupado com as opiniões de seu velho amigo e ex-chefe.

“É a opinião (de White). É como ele se sente e tudo bem para mim. Você tem direito à sua opinião e ao que pensa. Todo mundo tem direito a sua opinião. Se eu não posso lutar, se eu não sinto que posso fazer ou sair e me apresentar, eu não faria. Mas eu sinto que ainda posso me apresentar, especialmente o suficiente para derrotar Tito, então estarei pronto”, concluiu o ‘Iceman’.

Chuck Liddell conquistou o cinturão dos meio-pesados em 2005, quando nocauteou o também Hall da Fama Randy Couture no UFC 52. O lutador fez quatro defesas de título antes de perder para Rampage Jackson, em 2007, no UFC 71. O “Iceman” possui um cartel com 21 vitórias e apenas oito derrotas.