Choque de Titãs: Raio-X de Apollo Creed vs. Rocky Balboa

O ano de 1976 começará com a improvável luta entre o maior boxeador de todos os tempos e um desconhecido desafiante. Para o primeiro combate do ano, o MMA Brasil retorna com a coluna Choque de Titãs para esmiuçar o confronto entre Apollo Creed e Rocky Balboa.

Por Pedro Lins e Alexandre Matos

Começar o ano com uma grande luta de boxe é sempre bom. Começar com uma luta do maior boxeador de todos os tempos é ainda melhor. A coluna Choque de Titãs faz a passagem de 1975 para 1976 destrinchando a peleja que colocará os dois cinturões dos pesos-pesados do boxe em disputa.

O duelo, que acontecerá no primeiro dia do próximo mês e ano, tem uma história curiosa. O campeão Apollo Creed ficou sem adversário, em virtude da lesão no terceiro metacarpo da mão esquerda do desafiante Mac Lee Greene, há cinco semanas, e a luta que vai comemorar o bicentenário da Independência dos Estados Unidos ficou com enorme risco de não acontecer, depois que todos os potenciais substitutos recusaram a luta com pouca antecipação. Muhammad Ali e Joe Frazier acabaram de fechar a trilogia, em outubro. George Foreman, que não luta desde que foi nocauteado por Ali, no ano passado, tem compromisso marcado no dia 26, contra Ron Lyle. Buddy Shaw foi para a Califórnia, engordou mais de 20 quilos e disse não ser capaz de entrar em forma em cinco semanas. A situação fez com que Creed dissesse que estavam todos com medo de enfrentá-lo.

Creed então teve uma ideia bastante engenhosa. Em reunião com o empresário Miles Jergens e sua equipe técnica, o campeão resolveu oferecer a chance de disputar o título para um lutador local desconhecido, visto que a América é conhecida por ser “a terra das oportunidades”. A Independência americana foi declarada na Filadélfia e, por este motivo, o escolhido para enfrentar Creed foi Robert “Rocky” Balboa, um pugilista nativo da Filadélfia e que, segundo o campeão, tem um apelido engraçado – “Garanhão Italiano”. Balboa possui um irregular cartel de 44-20, com 38 vitórias por nocaute, e terá no próximo sábado a chance de sua vida.

Rocky e Apollo se cumprimentam após a coletiva de imprensa que anunciou o combate

Rocky e Apollo se cumprimentam após a coletiva de imprensa que anunciou o combate

Como nas outras vezes, dividimos esta avaliação nos âmbitos arsenal ofensivosistema de proteçãocondicionamento físico, estratégia, experiência e o Fator X, aquele artificio inesperado usado na hora que o filho chora e a mãe não vê.

Arsenal Ofensivo

É difícil saber se o conceito de arsenal ofensivo se baseou em Apollo Creed ou se foi Apollo Creed quem se forjou tendo esse conceito como base. O “Doutrinador” possui cartel perfeito de 46 vitórias e 46 nocautes, sem nunca ter chegado perto da derrota, e é a maior máquina de destruição que o esporte já viu. O “Mestre do Desastre” possui uma rara combinação de força e velocidade descomunais. Nunca existiu em toda a longa história da nobre arte um jab tão poderoso como o de Creed e suas combinações são tão devastadoras que o apelido de “Príncipe do Punch” é mais do que adequado. O “Rei da Ferroada” é especialista em criar ângulos, encontrar brechas e frustrar os adversários. Para piorar a situação do desafiante, Apollo é um gênio do controle de distância e consegue atacar avançando, recuando, quando está encurralado, seja saindo pelos flancos, no clinch, no centro do ringue ou em qualquer outra situação que o ser humano possa criar. Nem mesmo a movimentação e jogo de pernas de Muhammad Ali, que venceu Joe Frazier na histórica trilogia fechada no Thrilla in Manilla, há três meses, igualam o campeão.

Apollo Creed recebe instruções de seu técnico Tony Duke Evers, que, aliás, foi o primeiro adversário na carreira do atual campeão

Apollo Creed recebe instruções de seu técnico Tony “Duke” Evers, que, aliás, foi o primeiro adversário na carreira do atual campeão

Rocky Balboa possui um estilo muito diferente do campeão, mas também consegue ser eficiente. O desafiante, que gera enorme potência para alguém da sua estatura (apenas 1,78m, 10 centímetros mais baixo que o campeão), faz combinações simples, mas que ferem os adversários, especialmente com o cruzado de esquerda, apesar da movimentação bem mais estática e rudimentar se comparada à de Creed. Em compensação, Rocky é dotado de mentalidade agressiva e ímpeto bastante incomuns, sem parar de avançar por pior que seja a chuva de socos que esteja recebendo – nem mesmo uma cabeçada de Spider Rico o deteve no segundo combate entre ambos, realizado em setembro. O desafiante tem ainda outra característica pouco comum: o uso frequente de golpes no corpo, alternativa que pode ser útil contra adversários que apostam na movimentação, como o campeão.

Neste primeiro aspecto, a vantagem é clara para o campeão. Ninguém na história ataca como Apollo Creed – e provavelmente ninguém atacará. Em toda a história da nobre arte, não existe homem que tenha vantagem contra o campeão neste quesito.

Sistema de Proteção

O sistema defensivo do “Dançarino Destruidor” é baseado na movimentação constante e imprevisível. Apollo é especialista em acertar o oponente e, no instante seguinte, não estar mais no mesmo lugar. É um lutador bastante elusivo e o seu jogo de esquivas beira o estado da perfeição. Se isso tudo não bastasse, o campeão possui grande poder de encaixe de golpes e nunca sofreu um knockdown em toda sua carreira. Talvez o único ponto fraco de Creed seja o seu ego gigantesco, que às vezes o deixa exposto a situações desnecessárias. Ninguém até hoje, porém, conseguiu tirar proveito.

Rocky sente dores na cabeça após a luta contra Spider Rico (ao fundo)

Rocky sente dores na cabeça após a luta contra Spider Rico (ao fundo)

Se o assunto é encaixe de golpes, temos aqui um dos melhores exemplares em atividade. Por não ter um jogo de pernas e quadril solto como o campeão, Rocky acaba fazendo da absorção de golpes a sua maior característica defensiva. Sua postura de canhoto quase sempre o deixa com o rosto exposto, especialmente por causa da dificuldade de fazer o pivô. Ainda assim, é difícil imaginar algum tipo de golpe que possa abalar o desafiante e, mesmo que seja acertado diversas vezes, os danos não interferem na sua capacidade de gerar potência.

A defesa é mais um atributo onde o campeão leva vantagem e explica porque Creed construiu um reinado inabalável. Aqui fica nítido que estamos falando de lutadores de níveis diferentes.

Condicionamento Físico

Para implementar um ritmo de luta tão avassalador, “O Primeiro e o Único” precisa de um condicionamento físico muito acima da média. Além disso, sua defesa quase impenetrável faz com que os oponentes cansem antes da hora. Misture bem essa química e eis um campeão com um condicionamento físico descomunal.

rocky-balboa-training

Por outro lado, Balboa é um lutador visceral, que venceu muitos adversários justamente pelo cansaço. Não importa o que o oponente entregue, a impressão é que ninguém tem mais vontade que o Garanhão Italiano dentro do ringue. Rocky continua indo para frente e lutando apesar de qualquer adversidade ou cansaço. Para este combate, Balboa inclusive apostou num método pouco ortodoxo de treino depois que seu amigo Paulie Pennino abriu as portas do frigorífico em que trabalha para que ele se exercitasse batendo em pedaços de carne a uma temperatura abaixo de zero.

Nesse quesito teríamos um empate se não fosse pelo simples motivo que apanhar cansa mais do que bater. E este é exatamente o prognóstico da luta, ou seja, mais uma vez a vantagem vai para o campeão.

Estratégia

Aqui temos o atributo que mais gera interesse nesse casamento curioso. Os estilos dos lutadores são tão antagônicos que é capaz de testemunharmos uma luta inesperadamente espetacular.

Creed já enfrentou dezenas de adversários como Balboa e sabe que o melhor a se fazer contra esse tipo de lutador é usar o jogo de pernas, controlar a distância com os jabs e diretos para frear o ímpeto do desafiante e esperar a brecha, que fatalmente é concedida, para nocauteá-lo.

Rocky flagrado com seu cão Burtkus: "Estava pensando em como sair vivo da luta", disse ele nas escadarias do Museu de Arte da Filadélfia

Rocky flagrado com seu cão Burtkus: “Estava pensando em como sair vivo da luta”, disse ele nas escadarias do Museu de Arte da Filadélfia

Imagine que você seja um lutador comum, acostumado a atuar em clubes de bairro, e que recebe a chance de enfrentar o maior boxeador de todos os tempos. Qual seria a sua estratégia? A resposta: sair na porrada e terminar vivo. É isso que Balboa deverá fazer no Philadelphia Spectrum. O “Garanhão” deve investir no seu alto poder de nocaute, engolindo golpes retos para poder encurtar e acertar o seu coice de esquerda no queixo do campeão, a fim de encerrar a peleja pela via rápida.

Ainda assim, a vantagem aqui fica com o campeão. Apollo já enfrentou adversários com o estilo de Balboa, mas Rocky não tem a menor ideia do problema em que se meteu.

Experiência

apollo-creed-belt

Um é o maior campeão da história dos esportes de combate e o outro é um lutador desconhecido, que recebeu a maior oportunidade da sua vida. Não precisa ser um conhecedor dos anais da história do boxe, muito menos se alongar no debate, para dar vantagem para o campeão nesse quesito.

Retrospecto recente

Apollo Creed:

Dewey Stern (vitória por KO no Round 3)
Billy Calihan (vitória por KO no Round 5)
Rico Jameson (vitória por KO no Round 2)
Ernie Roman (vitória por KO no Round 1)
Carl Hamilton (vitória por KO no Round 3)

Rocky Balboa:

Tully Bernard (derrota por KO no Round 8 de 8)
Tully Bernard (vitória por decisão dividida em 8 Rounds)
Arturo Reyes (vitória por TKO no Round 12 de 15)
Jonny Rangel (vitória por desclassificação no Round 1)
Spider Rico (vitória por KO no Round 2 de 8)

Fator-X

Apollo Creed possui uma quantidade de fatores-X no seu jogo maior do que a quantidade de golpes comuns. Ele é uma enciclopédia de jabs, diretos, ganchos, cruzados, uppercuts, clinch, movimentação, velocidade e potência. O “Conde de Monte Fisto” pode surpreender e tirar praticamente qualquer coisa da sua profunda caixa de ferramentas.

Rocky Balboa é um lutador simples. Contudo, todo o seu jogo básico é amplificado por uma vontade e resiliência anormais – e esse é o fator-X do desafiante. Balboa bate muito pesado e possui um ímpeto que será um desafio para o volume de golpes do campeão. Se Apollo cansar, se distrair ou brincar, pode ser surpreendido pela potência do desafiante.

Conclusão

Apollo é a maior máquina de combate já vista no boxe, mas terá que entrar com certo cuidado neste embate. Rocky é um lutador canhoto e, como é sabido no meio da nobre arte, canhotos são lutadores complicados de se enfrentar. Pelo casamento de estilos, é necessário que Apollo adote certos cuidados na luta, o primeiro deles é levar o desafiante a sério.

Por mais que as odds nas casas de apostas mostrem algo inatingível para Rocky, ele levou o desafio com enorme seriedade e tem treinado como um desesperado para essa luta. Quando fez uma aparição na televisão treinando no frigorifico, vimos que sua potência é algo para se levar a sério. Os moradores da Filadélfia também têm visto Balboa correndo distâncias enormes no raiar da manhã, o que mostra que o desafiante virá bem preparado.

Apollo deve tentar acabar com a luta rapidamente, apostando na sua enorme superioridade técnica. Rocky provavelmente apostará em uma luta visceral, usando e abusando nos golpes no corpo para minar a velocidade e resistência do campeão, para tentar nocauteá-lo com seu potente cruzado de esquerda. Para o desafiante, o melhor é aproximar o duelo de uma briga de rua para encurtar a diferença de categoria entre ambos.

Tudo leva a crer que Apollo dará outro passeio no parque, mas a aposta do MMA Brasil é arriscada. Mesmo com o clima de festa e oba-oba que a imprensa e os especialistas têm criado, o nosso palpite é que veremos uma guerra como nunca foi vista na história da nobre arte. É o caso típico de um homem que não tem nada a perder e que se leva a sério mesmo quando o resto do mundo não o faz. E homens assim não devem ser subestimados. Corre à boca miúda que Rocky se inspirou em Chuck Wepner, que levou Ali às últimas consequências no último mês de março, para se preparar para este duelo.

Palpite: após uma guerra longa e sangrenta, Apollo Creed continuará campeão vencendo a luta mais difícil da sua carreira.

Para você que não está entendendo nada

O MMA Brasil fez esse Raio X como uma homenagem aos 40 anos do lançamento do filme “Rocky – Um Lutador” no Brasil, que aconteceu no dia 7 de janeiro de 1977. Na nossa opinião, Rocky I é o maior e melhor filme sobre esportes de combate já feito no cinema até hoje. É indescritível como esta história influenciou as nossas vidas e a de tantos outros fãs de luta e cinema, que são como Rocky, lutadores e vencedores da vida.

rocky-balboa-museu-filadelfia