Chael Sonnen considera se aposentar do MMA depois da proibição do TRT

Por Alexandre Matos | 06/03/2014 11:57

Um dos lutadores que tinham permissão da Comissão Atlética de Nevada para fazer o tratamento de reposição de testosterona, Chael Sonnen terá que rever sua condição atlética com o veto do TRT, que começa a tomar forma ao redor do mundo.

A próxima luta do Gângster de West Lynn está marcada para o dia 31 de maio, no Brasil, contra Wanderlei Silva. O problema para Sonnen é que a Comissão Atlética Brasileira de MMA seguiu a decisão da NSAC e não mais concederá isenções para o uso de testosterona terapêutica. Isto significa que, como não havia pedido ainda a permissão, Sonnen terá que enfrentar o Cachorro Louco sem o tratamento.

Nesta quarta-feira, durante sua participação no programa semanal UFC Tonight, no canal americano FOX Sports 1, Sonnen refletiu sobre sua situação e chegou a uma conclusão dura (para ele e seus fãs): provavelmente terá que se aposentar do MMA:

“A primeira coisa que eu preciso fazer é reservar o direito de mudar a resposta que eu havia dado há um mês. Há uma grande quantidade de peças se movimentando. Eu não tenho todas as informações. O ponto crucial é que a testosterona está fora. Agora, no que se refere ao Vitor, eu acho que isso foi algo muito sincero e genuíno para ele. Este é o problema que eu tenho: um lutador que disse há sete dias ‘Eu preciso de TRT ou eu não posso fazer isso’ e de repente tudo muda: ‘Bem, eu vou interromper o TRT’. Acho isso muito hipócrita.

Para Vitor (Belfort) dizer: ‘Olha, eles mudaram as regras e eu, pelo menos por agora, preciso me retirar’. Eu estou potencialmente no mesmo campo. Se isso aposenta os caras, então os caras vão se aposentar. Regras são regras e elas precisam ser respeitadas e seguidas. Eu pessoalmente – me desculpem por me alongar nisso – estou passando por isso mesmo, onde tive que parar de usar testosterona com a esperança de poder encontrar uma nova maneira de aumentar os índices de testosterona para ficar em um nível saudável. Se não funcionar, eu terei que parar com o esporte. Simples assim.”

A declaração de Sonnen serve como resposta aos fãs que perguntam o que será de Vitor Belfort caso ele não consiga lutar de modo saudável. Chael vai preferir a aposentadoria a ficar em desvantagem em relação aos oponentes que não sofrem de hipogonadismo. Belfort (e Dan Henderson, Frank Mir, Todd Duffee, Shane Roller e Forrest Griffin) também terá apenas as duas opções: lutar em desvantagem ou parar.

Fundador e editor-chefe do MMA Brasil. Colunista do site oficial do UFC. Prestes a se aposentar e virar colunista especial do próprio site.