Carlo Pedersoli se diz confortável para luta com Alex Cowboy: “Estou pronto pra lutar em qualquer área em que a luta vá.”

Por Idonaldo Filho | 21/09/2018 16:15

Entrando como substituto de última hora para enfrentar o brasileiro Alex Cowboy no UFC Fight Night 137, o ítalo-americano Carlo Pedersoli se diz confiante por sentir que não tem nada a perder na luta contra um ranqueado, ao contrário do brasileiro.

Em entrevista exclusiva com o MMA Brasil no media day do evento, ele também ressaltou que treina todos os dias e que não está preocupado com onde a luta se dará, dizendo que está preparado para tudo que Cowboy possa oferecer a ele em São Paulo.

Em sua primeira luta no UFC, você enfrentou Bradley Scott e venceu. Agora, você aceitou essa luta substituindo Neil Magny de última hora, contra um lutador ranqueado e querido pelos fãs. No aspecto psicológico, é confortável saber que você tem muito menos a perder que seu adversário por ser alguém que estreou há pouco tempo na organização?

“Eu acho que o Cowboy tem algo a perder nessa luta, eu não. Eu não tenho nada a perder. Pra mim é uma ótima luta, pra ele eu não sei. Eu treino todos os dias pra enfrentar caras como ele, então vamos ver.”

Na carreira do Cowboy dentro do UFC, a maior dificuldade que ele teve foi no primeiro round contra Ryan LaFlare, em que ele foi dominado no primeiro round por um jogo de wrestling muito justo. Você planeja ir pra luta agarrada com ele?

“Eu não sei. Eu tenho alguns planos pra essa luta, mas preciso ver o que ele vai trazer, quais chances ele vai me dar. Eu estou pronto pra lutar na troca de golpes, estou pronto pra lutar wrestling. Estou pronto pra lutar com o Cowboy em qualquer área em que a luta vá.”

Colaborador do MMA Brasil, goiano, fã de pesos pesados e admirador de freakshow com responsabilidade.