Canelo Álvarez domina Callum Smith e se torna campeão de quatro divisões

Por Israel Silveira | 20/12/2020 13:11

Saúl “Canelo” Álvarez (54-1-2, 36 KOs) teve uma noite tranquila. Alvarez dominou o gigante inglês Callum Smith (27-1, 19 KOs) durante a maior parte do combate para vencê-lo por decisão, assim conquistando os cinturões da WBA e WBC dos super-médios (76 Kg). As pontuações dos juízes foram 117-111 (10 rounds a 3) e duas vezes 119-109 (11 rounds a 1) Com a vitória, Canelo conquistou cinturões em quatro divisões: meios-médios, médios, super-médios e meios-pesados.

Após um primeiro round de “aquecimento” Canelo expôs as principais brechas no jogo de Smith, que não conseguiu manter o mexicano longe e usar sua vantagem de envergadura em nenhum momento. Do segundo round em diante, Álvarez encontrou a distância e mastigou Callum Smith e o fez andar pra trás por basicamente todo o combate. Do quarto round em diante, Canelo já havia decifrado todo o jogo de Smith e não respeitou as mãos do inglês em nenhum momento, que não trouxe muito para o combate além de jabs e cruzados.

Smith não esteve próximo de ser nocauteado, mas sofreu uma tremenda surra. Seu treinador Joe Gallagher o avisou no intervalo do 9º round que ele deveria mostrar a ele que queria lutar, ou jogaria a toalha e interromperia o combate. Smith tentou conectar suas mãos para assustar Canelo, mas foi vítima da excelente movimentação de cabeça e capacidade de leitura do mexicano.

Álvarez após a luta declarou que quer unificar a divisão: “Eu sou o melhor do mundo. Eu mostrei isso hoje, mostrei quem sou. Eu me sinto ótimo com 76 Kg. Eu não quero mais lutar contra a balança. Eu quero unificar, quero todos os cinturões. Não me importa quem esteja aí pra lutar.”

Caso de fato o mexicano queira unificar ele terá que enfrentar adversários mais ameaçadores que Smith: Caleb Plant e Billy Joe Saunders. No entanto, Canelo é claro favorito contra os dois.

Canelo também comentou sobre Golovkin: “Eu não corro de ninguém. Eu luto contra os melhores. Se ele quiser lutar, eu aceito. Eu luto contra os melhores. Me sinto melhor, mais amadurecido. Essa é uma de minhas melhores performances, mas ainda não foi a melhor.”

Assistiu a luta? Conte para nós o que você achou.