Brandon Moreno planeja retorno em novembro, mas não se anima com trilogia contra Deiveson Figueiredo

Por Matheus Costa | 23/07/2021 17:09

O novo campeão dos moscas já está pensando em seu futuro para sua primeira defesa de cinturão. O mexicano Brandon Moreno, que conquistou o título na revanche contra o brasileiro Deiveson Figueiredo, participou de um encontro com a imprensa nesta semana nos Estados Unidos e destrinchou os seus planos para sua próxima aparição no octógono. No entanto, o ex-campeão não está incluído nele – por enquanto.

Questionado sobre uma possível trilogia com o “Deus da Guerra”, que pediu a terceira luta logo após a derrota no UFC 263, Moreno afirmou que dominou o brasileiro do início ao fim no segundo confronto e acredita que Deiveson deveria ter outra luta antes de uma nova disputa de cinturão.

+ UFC Vegas 32: Sandhagen vs. Dillashaw – Prévia das Principais Lutas

“Eu acho que é óbvio que o Deiveson quer a próxima disputa de cinturão porque ele perdeu a última, mas eu o dominei do início ao fim. Eu dominei ele em pé e na luta agarrada, então obviamente eu estou disposto a lutar com ele, mas acho que ele deveria enfrentar outro alguém”, afirmou.

A continuidade de Deiveson Figueiredo na categoria dos moscas é uma incógnita no momento. Devido as dificuldades em bater o peso limite da divisão, o brasileiro não descartou subir para a categoria dos galos, mas ele ainda quer uma nova oportunidade de lutar pelo cinturão. Segundo Brandon Moreno, o “Deus da Guerra” deveria, sim, mudar de categoria para preservar suas qualidades.

“Eu acho que ele pode render melhor na categoria dos galos, porque ele teria mais energia e poderia manter a força da mão direita. Mas assim, a escolha não é minha. Talvez as pessoas escutem eu dizendo isso e pensem que eu estou falando isso porque eu estou com medo de enfrentá-lo novamente, mas sinceramente, eu não estou. Estou apenas fazendo uma análise. Eu acho que é um erro mantê-lo nos moscas, mas não estou na posição de fazer algo sobre isso”, disse.

+ Apoie o MMA Brasil e seja colaborador do site

Brandon Moreno também analisou as outras opções da categoria e destrinchou o leque de lutadores que ele pode enfrentar em sua primeira defesa de cinturão. Segundo o lutador mexicano, quatro opções surgem como possíveis nomes, incluindo o brasileiro Alexandre Pantoja, que irá enfrentar o americano Brandon Royval.

“O Cody Garbrandt quer descer para a categoria e essa seria uma grande luta. Eu sei que ele não está na melhor fase de sua carreira, mas ele é um bom nome e tem uma marca bem importante por trás dele. Ele é uma opção. A luta entre (Alexandre) Pantoja e (Brandon) Royval também é uma possibilidade. Obviamente Askar Askarov também, mas ele teve uma lesão na mão e ficará de fora por uns cinco meses. Eu não sei como ele está”, explicou.

Independentemente de quem seja o seu próximo oponente, Brandon Moreno apontou o mês de novembro como a linha de tempo provável para que ele retorne ao octógono. Novamente, no entanto, ele reafirmou não ter preferência por seu próximo adversário.

“Agora eu vou voltar para a minha academia e me preparar para voltar em outubro ou novembro. Eu não ligo para o próximo nome. Eu só quero lutar nessa data”, concluiu.

Foto: UFC/Divulgação/Twitter