Boletim MMA Brasil: Retorno de Cain Velasquez é marcado para fevereiro

Por Gabriel Camargo | 19/12/2018 23:52

Em mais uma semana cheia de novidades, o Boletim MMA Brasil vai trazer os desdobramentos do impactante cancelamento do UFC 233, retorno de ex-campeão e mais uma luta de um candidato a estrela.

O fato que marcou os últimos dias foi o anúncio que o UFC 233 não irá mais ocorrer. Isso poderia ser observado desde alguns dias atrás, devido a várias lutas estarem sendo remanejadas ao card que ocorreria uma semana antes, como a própria luta principal, entre Henry Cejudo e TJ Dillashaw. Desta forma, todos os combates que ocorreriam em Anaheim, foram espalhados pelos eventos, com destaque para o UFC Brooklyn, do dia 17 de fevereiro, que recebeu cinco combates, entre eles a aguardada estreia do brasileiro Kron Gracie, que vai enfrentar Alex Caceres.

Assim como a disputa do título dos moscas, o ex-desafiante do peso mosca Joseph Benavidez, também lutará no primeiro evento de 2019, porém, sem seu adversário original. O brasileiro Deiveson Figueiredo foi retirado do combate e, primeiramente, Benavidez foi colocado como suplente da disputa de cinturão. Mas o UFC mudou os planos e o alinhou com Dustin Ortiz, em revanche de luta de 2014. O combate poderia servir como uma eliminatória, mas com o iminente fim da categoria, o futuro dos atletas continua um mistério.

Outro combate de muito apelo será entre dois brasileiros. Possivelmente uma eliminatória para disputar o título dos penas, José Aldo vai encarar Renato Moicano, estranhamente na luta coprincipal do UFC Fortaleza. Após ser reserva da disputa de cinturão no UFC 231, Moicano vai ter a maior luta da sua carreira e uma vitória vai consolidá-lo de vez como um dos melhores lutadores da disputada categoria e botar o brasileiro na linha de Max Holloway. Dizendo querer cumprir seu contrato com o UFC, Aldo tenta se aproximar do título pela última vez. Considerado uma lenda do esporte, recusou ser o evento principal para poder disputar a luta em três rounds e ter menos problemas com o seu condicionamento físico, que vem o acompanhando desde seu início no octógono. A primeira visita da organização no Brasil em 2019 promete muito, com várias atrações importantes, sendo um dos melhores cards montado em território brasileiro nos últimos anos.

Outro ex-campeão que tenta reviver seus tempos áureos é Cain Velasquez. Devido as seguidas lesões que tem atrapalhado sua carreira, Velasquez não consegue ter uma boa sequência, tendo feito duas lutas em cinco anos e, se não fosse isso, poderia ser um dos maiores lutadores já vistos na divisão dos pesados. Mais uma vez tentando realizar seu retorno, Cain enfrentará Francis Ngannou, em Phoenix, nos EUA, dia 17 de fevereiro, sendo a luta principal do evento. Este embate deve definir o próximo da fila a disputar o cinturão, atualmente em posse de Daniel Cormier. No mesmo dia, mais um ex-campeão vai tentar reerguer a carreira. Sem o mesmo prestígio de outrora, devido as várias derrotas recentes, incluindo frente a estreantes, Renan Barão recebe mais uma chance, provavelmente a última, contra o também desesperado Luke Sanders, em confronto que deve fazer o derrotado ser demitido da organização.

Com as recentes declarações de Nick Diaz que não aceitou o confronto contra Jorge Masvidal anunciado alguns dias atrás para o UFC 235, a organização vai se mexendo para colocar alguns confrontos no lugar. Ben Askren agora estreará no evento, ainda contra Robbie Lawler, em luta que deve definir o atual patamar do ex-campeão do Bellator e ONE FC, que chega ao octógono cercado de expectativas devido ao histórico no wrestling e estar invicto em 19 lutas na carreira. Outro combate confirmado para o card é entre Jeremy Stephens e Zabit Magomedsharipov. Fazendo mais uma vez o papel de porteiro dos penas, Stephens vai ficar frente a um dos maiores prospectos da divisão e Zabit terá um salto gigantesco na qualidade de seu adversário, para de uma vez por todas ter a chance de comprovar toda confiança depositada sobre ele.

Confira todas os combates anunciados nos últimos sete dias:

UFC On ESPN+, 19/01 em Brooklyn, Nova Iorque, EUA

Peso mosca: Joseph Benavidez vs. Dustin Ortiz – por Newsday

UFC On ESPN+ 2, 02/02 em Fortaleza, Ceará, Brasil

Peso pena: José Aldo vs. Renato Moicano – anunciado pelo UFC
Peso médio: Markus Maluko vs. Anthony Hernandez – transferida do UFC 233
Peso palha: Livia Renata Souza vs. Sarah Frota – por Combate

UFC 234, 10/02 em Melbourne, Austrália

Peso meio-pesado: Jim Crute vs. Ryan Spann – por Couriermail

UFC On ESPN, 17/02 em Phoenix, Arizona, EUA

Peso pesado: Francis Ngannou vs. Cain Velasquez – por ESPN
Peso leve: James Vick vs. Paul Felder – transferida do UFC 233
Peso galo: Manny Bermudez vs. Benito Lopez – transferida do UFC 233
Peso palha: Cortney Casey vs. Cynthia Calvillo – transferida do UFC 233
Peso palha: Aleksandra Albu vs. Emily Whitmire – transferida do UFC 233
Peso pena: Kron Gracie vs. Alex Caceres – transferida do UFC 233
Peso galo: Renan Barão vs. Luke Sanders – por ESPN
Peso leve: Scott Holtzman vs. Nik Lentz – por ESPN
Peso meio-médio: Vicente Luque vs. Bryan Barberena – transferida do UFC Fortaleza

UFC 235, 2/03 em Las Vegas, Nevada, EUA

Peso meio-médio: Robbie Lawler vs. Ben Askren – transferida do UFC 233
Peso pena: Jeremy Stephens vs. Zabit Magomedsharipov – por ESPN
Peso meio-médio: Diego Sanchez vs. Mickey Gall – anunciado pelo UFC

UFC on ESPN+ 4, 9/03 ainda sem local definido

Peso galo: Marion Reneau vs. Yana Kunitskaya – transferida do UFC 233

UFC on ESPN+ 5, 16/03 em Londres, Inglaterra

Peso médio: Tom Breese vs. Alessio Di Chirico – por Sherdog