Boletim MMA Brasil: Primeiro evento do UFC em 2019 passa por mudanças

Por Gabriel Camargo | 16/01/2019 17:28

Após um forte início de ano, tivemos uma semana mais calma, mas mesmo assim com importantes anúncios. Com isso, o Boletim MMA Brasil vem para deixá-los por dentro dos recentes casamentos. Nessa semana tivemos algumas mudanças na estreia do UFC na ESPN, alguns prospectos retornando e um ex-campeão mudando de categoria.

Como já é uma rotina, as lesões voltaram a atacar no UFC e, faltando uma semana para o primeiro evento da organização no ano – sendo a estreia do novo contrato de direitos de transmissão com a ESPN – nada menos que três combates tiveram que ser alterados às pressas. No card principal, Ion Cutelaba sofreu uma lesão no tórax e foi substituído por Karl Roberson, que vai subir de categoria para enfrentar Glover Teixeira. Já nas lutas preliminares, outra baixa ficou por conta de John Lineker que, com uma lesão nas costelas, ficou impossibilitado de encarar Cory Sandhagen. Para o seu lugar foi contratado o americano Mario Bautista. O último problema do evento foi a procura de um oponente para Chance Rencountre. Originalmente emparelhado com Randy Brown, ele viu seu adversário ser trocado por Dwight Grant mas, após este não ser autorizado a se apresentar no sábado (19), Chance agora irá enfrentar Kyle Stewart.

Porém, o anúncio mais importante da semana foi Anthony Pettis decidir subir de categoria. A algum tempo, “Showtime” vinha pedindo por uma luta contra Stephen Thompson na divisão até 77kg e, nos últimos dias, foi noticiado que o combate entre os dois lutadores está sendo negociado, faltando somente a assinatura dos contratos. A luta está prevista para ser a principal do evento que irá acontecer dia 23 de março, ainda sem o local oficializado, mas que provavelmente vai ser sediado em Nashville, no Tennessee, EUA. Com esta decisão, Pettis está tentando novos rumos em sua carreira. Tendo fracassado em sua aventura no peso pena e atualmente se encontrando em limbo no peso leve, o ex-campeão dá sua última cartada subindo para uma divisão na qual claramente terá uma grande desvantagem física e que, atualmente, está sendo dominada por ótimos grapplers. Outro embate que está trabalhado para acontecer no mesmo card é entre dois top 10 do peso pesado, Curtis Blaydes e Justin Willis.

Outra luta rapidamente ligada ao mesmo evento, mas que aparentemente vai ocorrer no UFC On ESPN 2, em 30 de março, é entre os pesos leves Edson Barboza e Justin Gaethje. Ambos os lutadores se recuperaram de sequências negativas em suas últimas apresentações, conseguindo nocautes avassaladores, e o vencedor deste embate vai ficar muito próximo de tentar disputar o cinturão. O combate gera muita expectativa, já que os dois são ótimos trocadores e Gaethje está acumulando vários bônus de desempenho desde que chegou ao UFC.

O peso galo brasileiro Thomas Almeida, que lutaria nesse fim de semana, já tem previsão para retornar. Há mais de um ano sem lutar, o antigo prospecto vai enfrentar o perigoso Marlon Vera, no cada vez mais empolgante UFC 235. “Chito” vem de duas boas vitórias e vai tentar conquistar a melhor vitória de sua carreira. Por sua vez, Thominhas saiu de sua zona de conforto após ser surpreendido em sua última apresentação e, treinando nos EUA, vai ter a oportunidade de mostrar o quanto evoluiu e se pode voltar a ser emparelhado com a elite da divisão.

Atual grande prospecto da divisão até 61 kg, Petr Yan vai ter o maior desafio da sua carreira. Ex-campeão do ACB, o russo vai voltar a lutar na Europa, dia 23 de fevereiro, na República Tcheca, para encarar o oitavo do ranking em John Dodson, que desde a sua volta aos galos, tem intercalado seus resultado, vindo atualmente de derrota. Caso vença, “No Mercy” vai adentrar no top 10, precisando de uma ou duas lutas para ter sua chance pelo cinturão e, com 25 anos, continuar a invasão russa que podemos estar acompanhando no UFC.

O último destaque fica com Jennifer Maia. A brasileira foi pega em um exame antidoping em agosto do ano passado com substâncias diuréticas, proibidas pela USADA. Porém, a brasileira conseguiu comprovar que as substâncias vinham de suplementos contaminados que a atleta estava utilizando na época do exame. Com isso, a ex-campeã do Invicta FC recebeu somente seis meses de punição, retroativas a data do teste e pode voltar a atuar em março. Jennifer estreou no UFC com derrota para Liz Carmouche e ostenta um cartel com 15 vitórias, cinco derrotas e um empate.

Confira todos os combates anunciados nos últimos sete dias:

UFC On ESPN+, 19/01 na Barclays Center, no Brooklyn, Nova Iorque, EUA

Peso meio-pesado: Ion Cutelaba se retirou do combate contra Glover Teixeira, que agora recebe Karl Roberson – por Flocombat
Peso galo: John Lineker se retirou do embate contra Cory Sandhagen, que agora recebe Mario Bautista – por Flocombat
Peso meio-médio: Chance Rencountre vai enfrentar Kyle Stewart, depois de Randy Brown sair do card e Dwight Grant não ser liberado para a luta- por Newsday

UFC 234, 9/02 na Rod Laver Arena, em Melbourne, Austrália

Peso leve: Alex Gorgees vs. Jalin Turner – por MMA Today
Peso leve: “Maestro” Dong Hyun Kim vs. Devonte Smith – por ESPN
Peso leve: Lando Vannata vs. Marcos Rosa – por ESPN

UFC On ESPN+ 3, 23/02 na O2 Arena, em Praga, República Tcheca

Peso galo: John Dodson vs. Petr Yan – por ESPN
Peso pena: Chris Fishgold vs. Daniel Teymur – anunciado pelo UFC

UFC 235, 2/03 na T-Mobile Arena, em Las Vegas, Nevada, EUA

Peso galo: Thomas Almeida vs. Marlon Vera – por Flocombat

UFC On ESPN+ 4, 9/03 na Intrust Bank Arena, em Wichita, Kansas, EUA

Peso meio-médio: Elizeu Capoeira vs. Curtis Millender – por Combate

UFC On ESPN+ 6, 23/03 na Bridgestone Arena, em Nashville, Tennessee, EUA

Peso meio-médio: Stephen Thompson vs. Anthony Pettis – por ESPN
Peso pesado: Curtis Blaydes vs. Justin Willis – por Flocombat

UFC On ESPN 2, 30/03 na Wells Fargo Center, na Philadelphia, Pennsylvania, EUA

Peso leve: Edson Barboza vs. Justin Gaethje – por Farah Hannoun