Bellator 223 em Londres traz disputa de título nos médios e muitos atletas locais

Por Idonaldo Filho | 21/06/2019 11:49

Depois do ótimo evento de semana passada, o Bellator 223 pode até ficar um pouco fora do radar dos fãs de MMA, mas o card que será realizado na tarde deste sábado (22), na SSE Arena em Londres, certamente merece sua atenção principalmente por ser o único atrativo dessa semana – se desconsiderarmos o UFC. O confronto principal é válido pelo cinturão da categoria até 84kg, ocorrendo a segunda defesa de cinturão de Gegard Mousasi.

Em sua primeira luta no ano de 2019, o holandês Gegard Mousasi quer dar seguimento a sua atual sequência invicta desde que assinou com o Bellator. Em três lutas, venceu todas, e após a estreia pouco empolgante contra Alexander Shlemenko em luta de resultado controverso, ele acabou assegurando duas atuações irretocáveis ao atropelar o até então campeão Rafael Carvalho, e em sua primeira defesa de título dominar completamente Rory MacDonald, que estava subindo de categoria em busca de ser campeão de duas divisões.

O desafiante é o americano Rafael Lovato Jr, que teria sua chance de ser o desafiante em janeiro, mas após uma lesão do campeão acabou ficando sem o combate. Perto de completar 36 anos, o campeão mundial de jiu-jítsu não sabe o que é derrota em sua carreira profissional, vencendo todos os noves duelos que fez e só indo uma vez para a decisão dos juízes. Ele conquistou a chance de disputar o cinturão após finalizar o bom John Salter, que vinha de sete lutas vitoriosas em sequência. É, sem dúvidas, o duelo mais importante da carreira de Lovato, e também é sua primeira luta fora dos Estados Unidos.

No segundo duelo mais importante da noite temos um duelo de veteranos. Atuando em casa, Paul Daley quer apagar a má impressão que sua última peleja concedeu ao público, sendo dominado em um constrangedor duelo de grappling contra Michael Page, no GP dos meios-médios. E o polêmico nocauteador vai enfrentar também um ex-lutador do UFC, Erick Silva. O brasileiro foi contratado após uma única luta fora do UFC, quando venceu Nick Barnes no LFA. Em sua estreia no Bellator, Erick acabou sendo vítima da pressão do ucraniano Yaroslav Amosov, bom prospecto da organização.

Dois lutadores que a organização sempre promoveu bem, mas ainda não entregaram muito resultado são James Gallagher e Lena Ovchynnikova. Jovem atleta da SBG, com apenas 22 anos, Gallagher viu o hype depositado nele cair um pouco após partir para a provocação e acabar sendo massacrado por Ricky Bandejas, mas acumulou uma vitória contra Steven Graham em sua última luta e agora quer dar sequência a carreira ao duelar com Jeremiah Labiano, em luta que já foi marcada em 2017 e faz parte do card principal. Já a ucraniana enfrenta no preliminar a boa Kate Jackson, que vem de boa vitória sobre Anastasia Yankova.

A Holanda está bem representada, com três lutadores. O mais famoso deles é um envelhecido Melvin Manhoef, que ainda segue em ativa e escalado na parte principal do evento mesmo após seguidos nocautes sofridos. O ex-lutador do K-1 e Pride terá pela frente Kent Kauppinen, inglês que em sua última aparição era zebra e acabou surpreendendo e nocauteando Alessio Sakara em plena Itália, algo que ele deve buscar repetir. Os outros dois holandeses são Costello Van Steenis e Denise Kielholtz. O prospecto especialista em grappling enfrenta no main card o ex-campeão dos médios do BAMMA, Mike Shipman, enquanto a kickboxer tem um duelo nos moscas contra Bryony Tyrell.

O prospecto Fabian Edwards impressiona bastante em sua passagem pelo Bellator e em breve pode estar enfrentando os grandes da categoria, e neste evento ele está marcado para enfrentar o francês Jonathan Bosuku. O restante do evento ainda sim tem vários nomes bacanas em lutas de menor relevância. Protagonistas de uma das interrupções mais curiosas do MMA nos últimos tempos, Galore Bofando e Charlie Ward aparecem mas não farão revanche. O heterodoxo kickboxer inglês segue nos meios-médios ao encarar Keith McCabe na primeira luta da noite, enquanto o parceiro de Conor McGregor já nos médios enfrenta Justin Moore, que atuava por organizações menores da Inglaterra. Fechando o card principal, o ex-Geordie Shore, Aaron Chalmers tem o objetivo de retornar a coluna das vitórias ao duelar com Fred Freeman.

Por fim, o ex-campeão do BAMMA, Terry Brazier tem pela frente Alessandro Botti, da Itália em peso casado de até 72kg. Seu algoz, Chris Bungard enfrentará o ex-Brave, Charlie Leary. Quem também veio do Brave é o ex-desafiante Frans Mlambo,  o sul-africano terá pela frente o campeão dos moscas do Cage Warriors, Nathan Greyson. Sueco que atuou por pouco tempo no UFC, Oliver Enkamp duelará com Walter Gahadza nos meios-médios, um duelo bem casado. O prospecto Alfie Davis recebe o único brasileiro presente, que é Jorge Kanella.

O Bellator 223 acontecerá no sábado, 22 de junho, na SSE Arena em Londres, Inglaterra. A transmissão será lamentavelmente em tape delay, e deve ter parte do card exibida pela Fox Sports à noite. Confira o evento completo:

Bellator 223

Cinturão peso médio: Gegard Mousasi (c) vs. Rafael Lovato Jr.
Peso meio-médio: Paul Daley vs. Erick Silva
Peso casado: James Gallagher vs. Jeremiah Labiano
Peso médio: Mike Shipman vs. Costello van Steenis
Peso meio-pesado: Melvin Manhoef vs. Kent Kauppinen
Peso médio: Fabian Edwards vs. Jonathan Bosuku
Peso médio: Charlie Ward vs. Justin Moore
Peso casado: Aaron Chalmers vs. Fred Freeman

Peso leve: Chris Bungard vs. Charlie Leary
Peso galo: Nathan Greyson vs. Frans Mlambo
Peso mosca: Kate Jackson vs. Lena Ovchynnikova
Peso pena: Nathan Rose vs. Luke Ord
Peso meio-médio: Walter Gahadza vs. Oliver Enkamp
Peso meio-médio: Justin Burlinson vs. Wendle Lewis
Peso mosca: Denise Kielholtz vs. Bryony Tyrell
Peso meio-médio: Alfie Davis vs. Jorge Kanella
Peso casado: Terry Brazier vs. Alessandro Botti
Peso médio: Kevin Fryer vs. John Redmond
Peso meio-médio: Galore Bofando vs. Keith McCabe