Bellator 174: Julia Budd conquista o cinturão inaugural do peso pena e aposenta Marloes Coenen

Atuação crescente de Julia Budd lhe rende o primeiro cinturão do peso pena e joga Marloes Coenen para a aposentadoria na luta principal do Bellator 174.

Depois de quatro anos após o fechamento do peso palha, o Bellator MMA voltou a ter uma mulher detentora de título. A canadense Julia Budd fez história e se tornou a primeira campeã do peso pena na organização, dominando a veterana Marloes Coenen e vencendo por nocaute técnico no quarto round.

A luta começou com Coenen tomando mais ação, disparando os primeiros golpes, mas Budd logo avançou e aplicou uma queda na holandesa. Marloes tentou encaixar uma guilhotina e aproveitou para travar a canadense na posição, impedindo qualquer tipo de avanço ou ground and pound. Coenen tentou aplicar um triângulo, que foi bem defendido por Budd. Na contagem do MMA Brasil, 10-9 Coenen.

No segundo round, Budd novamente conseguiu a queda, agora caindo na posição de cem-quilos. A canadense conseguiu evitar qualquer trabalho da holandesa e avançou para a posição de norte-sul, voltando para cem-quilos pouco tempo depois. Marloes tentou se erguer, ficou de quatro-apoios e conseguiu se aliviar ao trazer a luta para a sua guarda, mas Julia permaneceu por cima até o fim do assalto. Duelo empatado em 19-19 neste ponto.

No terceiro assalto, Coenen começou conectando curtas combinações, porém, sua aproximação lenta deu chance para Budd chegar ao clinch e posteriormente ao chão. Após muito tempo com a canadense por cima e sem ação, o árbitro John McCarthy colocou as duas atletas de pé, o que não foi um grande problema pra Julia, que derrubou a holandesa novamente. Budd conseguiu conectar alguns golpes enquanto esteve por cima e virou o combate para 29-28.

Quarto assalto e adivinhem o que aconteceu? Sim! Budd quedou novamente. A canadense caiu por cima e não teve muitas dificuldades para chegar a montada. Com Coenen destruída fisicamente, Julia começou a escorraçar a veterana dentro da arena circular. Foram dezenas de socos e cotoveladas que quase levaram Coenen à Caronte, mas o árbitro finalmente interrompeu e coroou a nova campeã.

Após a luta, Coenen anunciou a sua aposentadoria do MMA aos 35 anos de idade e um cartel de 23 vitórias e 8 derrotas.

Fernando Gonzalez frustra estreia de Brandon Girtz nos meios-médios

Cada vez mais Fernando Gonzalez se firma como uma espécie de porteiro na divisão dos meios-médios, servindo para barrar a subida de quem não está pronto para a elite da divisão. A vítima da vez foi o ex-peso leve Brandon Girtz.

A luta começou estudada até Girtz surpreender, interceptar um golpe de Gonzalez e aplicar uma queda. Fernando conseguiu sair da posição incômoda e trouxe a luta de volta pra trocação. Brandon aplicou outras duas quedas em cima de Gonzalez, que, apesar de retornar para a luta em pé novamente, não conseguiu reverter o round.

Na reta inicial do segundo round, Brandon conseguiu duas importantes quedas sobre Gonzalez, que, apesar de ter pouca habilidade para defender, conseguiu retornar para a luta em pé. A situação se repetiu mais uma vez: Girtz quedou e Fernando voltou de pé. Brandon passou a apostar mais na trocação, se aproveitando do cansaço de Gonzalez para encaixar golpes e retos no oponente, vencendo o segundo round na contagem do MMA Brasil.

No terceiro e último round, Girtz decidiu manter a o ritmo do final do segundo, mas viu Gonzalez crescer e começar a acertar fortes golpes. Brandon logo aplicou uma queda para tentar frear o ímpeto de Fernando, que não se intimidou, voltou de pé e passou a caçar o oponente na trocação. Claramente com problemas, Brandon quedou Fernando novamente, mas o seu problema de controle posicional reapareceu e permitiu a recomposição de Gonzalez, que continuou caçando o oponente com duros socos, que lhe garantiram o terceiro assalto.

Na decisão oficial dos juízes, um aceitável 29-28, um bem questionável 29-27 e um irracional 30-26 deram a vitória para Fernando Gonzalez por decisão unânime.

Justin Wren domina Roman Pizzolato e finaliza no primeiro round

O peso pesado americano Justin Wren conquistou a sua terceira vitória seguida no Bellator. Colocado de frente contra o medonho Roman Pizzolato, ele não teve muitas dificuldades para levar o combate ao solo e finalizar ainda no primeiro round.

O combate começou com os dois buscando o clinch. Wren se aproveitou e rapidamente conseguiu uma queda. Sem muitas dificuldades, Justin conseguiu levar o seu oponente a posição de quatro-apoios e começou o descarregamento de socos. Após Pizzolato entregar a montada, Wren partiu para o katagatame, que forçou a desistência de Roman.

Jiu-jiteiro Rafael Lovato nocauteia em 13 segundos em sua estreia no Bellator

Terceiro americano a se tornar campeão mundial de jiu-jítsu na faixa preta, Rafael Lovato saiu das origens e venceu a sua estreia dentro da arena circular com um rápido nocaute.

Em combate contra Charles Hackmann, em peso casado, ele não demorou muito pra acertar uma sonora bica na cabeça, mandar uma joelhada e desferir socos até a interrupção do árbitro em apenas 13 segundos de luta. A vitória de Lovato marcou o sexto nocaute mais rápido da história do Bellator e aumentou a sua sequência de vitórias para cinco.

Card preliminar do Bellator 174 conta com despedida de uma lenda

Logo após o baque do cancelamento de Khabib Nurmagomedov vs. Tony Ferguson, os fãs de MMA sofreram outra triste notícia. O peso leve Cody “The Pfist” Pfister anunciou a sua aposentadoria do MMA. Ele finalizou Jonathan Gary com um mata-leão no primeiro round de combate.

Depois de uma surpreendente vitória sobre Marloes Coenen em 2016, a peso pena Alexis Dufresne não conseguiu confirmar o seu status de primeira desafiante ao cinturão. Ela foi surpreendida e nocauteada por Gabrielle Holloway no segundo round.

Já a peso mosca Emily Ducote se recuperou da derrota para Ilima Macfarlane voltou a vencer dentro do cage circular. Em desempenho dominante, ela finalizou Katy Collins no fim do primeiro assalto.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Tô até triste com a aposentadoria do Pfister…

    E esse roubo na luta do Girtz foi dos grandes, 30-26 ridículo, o juiz tava na lua só pode. E o Wren agora que já pegou o ritmo (uns 2 ou 3 suplês contra o zé ninguém), deve pegar os caras mais relevantes na divisão.

    • Gabriel Carvalho II

      Performance do Wren foi muito boa mesmo, apesar de ter lutado com um mendigo. Quero ver o que vão arranjar pra ele na próxima.

      • Idonaldo Gomes Assis Filho

        De Javy Ayala pra cima tá passando de bom.

  • James sousa

    que surra a Coennen levou da Julia Budd , curioso para saber quem vai ser a primeira desafiante da Canadense já que a Alexis Dufresne perdeu

    • Gabriel Carvalho II

      Acho que pode ser a própria Holloway mesmo, talvez apareça a Talita Treta também.

  • Rafael Oreiro

    Decisão de Girtz vs Gonzales foi absurda

    • Gabriel Carvalho II

      Tu achou que foi roubado ou os scorecards que foram escrotos mesmo? hahahahah

      • Rafael Oreiro

        Os scorecards foram escrotos mesmo. Por mais que não concorde, tem margem pra dar 29-28 Gonzales. Mas 30-26 nem fudendo.