Anthony Joshua e Tyson Fury assinam contrato de duas lutas para unificar cinturões dos pesados

Por Israel Silveira | 17/03/2021 00:11

Após mais de um ano de negociações e diversos impasses, Anthony Joshua e Tyson Fury finalmente assinaram os contratos para uma superluta de unificação dos cinturões nos pesos pesados. A informação foi divulgada por Eddie Hearn, empresário de Joshua, na manhã desta segunda-feira (15/03). A luta ocorrerá em junho valendo os cinturões WBA, IBF e WBO pertencentes a Joshua e o cinturão WBC de Tyson Fury.

+ Morre aos 66 anos “Marvelous” Marvin Hagler, ex-campeão dos médios na década de 80

Outros detalhes revelados por Eddie Hearn são de que os atletas assinaram um contrato para duas lutas, não importando o resultado da primeira, com a revanche acontecendo em novembro ou dezembro. Na primeira luta, os lucros serão divididos 50-50 entre os dois lutadores, enquanto na revanche a divisão será 60-40 a favor do vencedor da primeira. Esta era uma das principais barreiras a serem vencidas durante as negociações que foi resolvida na última semana.

+ Seja colaborador do MMA Brasil e apoie o jornalismo independente

Outra barreira a ser vencida tratava da plataforma em que a luta seria transmitida, já que Tyson Fury (30-0-1, 21 KOs) é um atleta da Top Rank/ESPN e Anthony Joshua (24-1, 22 KOs) é um atleta da Matchroom Boxing, que transmite suas lutas pelo DAZN. Já há a confirmação de que a luta será transmitida via pay-per-view (o que garante que não haverá transmissão do DAZN) organizado pela ESPN.

Eddie Hearn também revelou os locais “favoritos” para que o combate aconteça: Arábia Saudita, Cingapura, Qatar, Pequim, Las Vegas ou Londres. Joshua e Fury há algum tempo disseram não se importar com o local onde a luta aconteceria.

Apesar de haver vários detalhes a serem revelados, esta é uma ótima notícia. Superlutas são difíceis de acontecer e esse é um passo gigante na direção certa. Fury e Joshua são as duas maiores estrelas dos pesos pesados e o vencedor dessa luta com certeza será declarado o melhor peso pesado de sua geração.