Andre Berto demonstra interesse em competir no UFC

Por Gustavo Lima | 30/08/2017

Em entrevista concedida ao TMZ após o duelo entre Floyd Mayweather e Conor McGregor no último sábado, o ex-campeão meio-médio da WBC Andre Berto demonstrou desejo em competir no UFC quando questionado se teria em mente algum lutador de MMA específico para desafiar em uma hipotética empreitada no esporte.

“Eu quero todos eles! Dana White, você me conhece, você sabe que minha família está no MMA há um certo tempo, eu estou chegando no UFC, Dana White, me ligue! Diga ao dana pra me ligar, eu vou pro UFC.”

“Eu quero ser o primeiro lutador da história a ser um campeão mundial de boxe e conseguir o título mundial do UFC. Isso nunca aconteceu. Diga ao Dana pra me chamar!”

Lembrando que Holly Holm já conseguiu o feito de ser campeã mundial de boxe e conquistar também um cinturão do UFC. Todavia, Berto ainda poderia ser o primeiro homem a fazê-lo.

Andre (31-5, 24 KOs) vem atualmente de derrota por nocaute técnico para Shawn Porter no último mês de abril. O estadunidense de 33 anos de idade faturou cerca de quatro milhões de reais em sua última luta. O maior pagamento de sua vitoriosa carreira veio justamente contra Mayweather, ocasião em que recebeu cerca de 14 milhões de reais.

Como citado por Berto na entrevista em questão, a família do mesmo tem uma longa história no MMA. Seu pai, Dieusel Berto, competiu no UFC 10, enquanto seu irmão James Edson possui cartel de 17-12-1, incluindo passagens por Strikeforce, EliteXC e Bellator. Sua irmã Revelina foi uma das participantes do TUF 18, sendo eliminada na primeira fase.

Dadas as diferenças de classificação entre as categorias de peso no boxe (um meio-médio possui cerca de 67 quilos na nobre arte), a categoria mais aconselhável para Berto seria o peso-pena, casa de bons strikers e de grapplers igualmente perigosos. Resta a dúvida se Dana White dará ouvidos ao pedido de Berto e deixará que um atleta oriundo do boxe volte a se testar no cage de sua organização.