Anderson Berinja e Vinícius Mamute testam positivo para COVID-19 e são retirados de evento na ‘Ilha da Luta’

Por Edição MMA Brasil | 03/07/2020 14:50

Anderson Berinja na pesagem do UFC Buenos Aires (Foto: Jason Silva/MMA Brasil)

O evento do dia 15 de julho na Ilha da Luta sofreu duas baixas inesperadas. Os lutadores brasileiros Anderson BerinjaVinícius Mamute foram retirados do card após testarem positivo para a COVID-19. A informação foi confirmada pelo site “MMA Fighting”.

Os dois atletas estavam em quarentena em um hotel na cidade de São Paulo, protocolo padrão imposto pelo UFC para evitar contaminações no dia do evento. Os resultados dos testes saíram nesta sexta-feira, confirmando a contaminação de ambos. Além deles, o treinador de Berinja e experiente lutador de MMA Marcos Babuíno, também foi diagnosticado com a doença.

Berinja, que estava escalado para enfrentar Jack Shore em duelo válido pela categoria dos galos, ainda não venceu na organização, somando duas derrotas para Nad Narinami e Andre Ewell. O atleta liderou protestos na cidade de São Paulo em abril para requisitar a reabertura de academias de artes marciais, quando a pandemia do novo coronavírus ainda estava no início no Brasil.

Vinícius “Mamute” já vive uma situação mais delicada dentro da organização. Desde que assinou com o UFC através do reality Contender Series Brasil, o brasileiro perdeu suas três lutas contra Alonzo Menifield, Eryk Anders e Paul Craig, sendo nocauteado nas duas primeiras e finalizado na última. Ele estava escalado para enfrentar Modestas Bukauskas no peso meio-pesado no card preliminar do evento.