Alexander Gustafsson sugere disputa pelo cinturão interino contra Volkan Oezdemir

Por Idonaldo Filho | 11/07/2018 07:00

O número um do ranking dos meios-pesados, Alexander Gustafsson não pareceu estar muito feliz com declarações recentes de Daniel Cormier. Em entrevista ao MMA Hour, o sueco questionou os motivos de Cormier após conquistar o cinturão dos pesados, dizendo que ele precisaria de fazer algo especial para ganhar uma luta com ele.

“Eu entendo e respeito que (Cormier vs. Lesnar) é uma grande luta e uma money fight, mas o modo que ele falou que eu deveria fazer algo espetacular… Eu acho que isso ele falou algo ruim, porque eu sou o número  um do ranking e enfrentei todos na divisão.”

“Não é ele quem deve decidir algo assim. Não sei o que ele quis dizer com isso. Eu lutei com todo mundo e estou aguardando uma oportunidade para disputar o cinturão, assim como todo mundo.”

Se mostrando indignado por Daniel não vagar o cinturão, Gustafsson sugeriu que a luta contra o suíço Volkan Oezdemir no UFC 227 valesse um cinturão interino, adicionando que se Cormier quisesse voltar a lutar na categoria, fosse feita a unificação.

“Ele está aí agora; ele tem o cinturão dos meios-pesados e dos pesados. Ele está mantendo o cinturão dos meios-pesados para si, ele não quer deixar isso. Eu não sei o que está acontecendo; ele tem que decidir se vai voltar. Eu somente irei vencer Volkan e estarei pronto para ele. Talvez ele devesse deixar esse cinturão para gente, assim nós teríamos algo por lutar.”

“Eles deveriam fazer essa luta (contra Oezdemir) valendo um cinturão interino.  Assim que Cormier se decidir… se ele quiser voltar nós podemos lutar pelo título de verdade. Eles deveriam fazer essa luta pelo interino, eu e Volkan- seria o número um contra o número dois.”

Alexander Gustafsson também se mostrou irritado quanto a possibilidade de Cormier escolher adversários – o campeão recentemente sugeriu uma luta contra Maurício Shogun – e disse que estará focado na busca pelo cinturão após a luta contra Oezdemir, se mostrando confiante.

“Tudo depende dele. Ele não pode ficar sentado em seu trono decidindo com que ele vai lutar ou não, se ele  se ele fizer isso ele deveria deixar vago porque eu quero o cinturão, e é isso estou focado nisso após a luta contra Volkan. Se ele lutar comigo ou deixar o cinturão, é só isso o que tenho que falar.”

Colaborador do MMA Brasil, goiano, fã de pesos pesados e admirador de freakshow com responsabilidade.