Por Israel Silveira | 20/02/2021 18:02

Fazendo sua primeira luta em quase seis meses, Esquiva Falcão tem um interessante adversário neste sábado, enfrentando o duas vezes desafiante a cinturões mundiais Artur Akavov em luta válida pelo peso médio (72,5 Kg). A luta será integrante do card principal chefiado pelos super penas Oscar Valdez e Miguel Berchelt. O card não terá transmissão para o Brasil, mas acontecerá a partir de 20:45.

Esquiva Falcão, 31 anos, canhoto (27-0, 19 KOs) vem tendo uma estranha carreira desde que se tornou profissional em 2014. Medalhista de prata em Londres 2012, Esquiva teve retrospecto de elite como amador, acumulando 215 vitórias e apenas 15 derrotas, incluindo uma decisão bastante apertada na final olímpica contra Ryota Murata.

No entanto mesmo chegando aos rankings profissionais como um prospecto de elite, o brasileiro vem enfrentando uma série de adversários questionáveis que claramente não o levam para o próximo nível. Fato é que o brasileiro é integrante do top 10 da divisão há pelo menos 5 anos e nunca chegou a disputar nem mesmo um dos cinturões secundários da divisão, dado o matchmaking suspeito da Top Rank que promove o brasileiro.

Artur Akavov, 35 anos, canhoto (20-3, 9 KOs) já chegou a desafiar pelo cinturão dos médios duas vezes em sua carreira, sendo derrotado em ambas as ocasiões, na primeira uma decisão apertadíssima para Billy Joe Saunders (que agora luta pelos super-médios) e depois sendo tirado pra nada e nocauteado por Demetrius Andrade.

Akavov é um boxeador com muitas brechas em seu jogo, sendo a principal seu punch que não assusta ninguém. O russo gosta de pressionar andando sempre para a frente para poder desferir combinações de golpes. Além disso ele já foi derrotado por canhotos técnicos e precisos, como é o caso de Esquiva Falcão. Isso faz do brasileiro extenso favorito para a luta. Se Esquiva conseguir uma vitória decisiva contra Akavov, certamente receberá um title shot ou no mínimo uma luta para definir quem será o desafiante número um a um dos cinturões principais da categoria, no momento nas mãos de Gennady Golovkin, Ryota Murata, Jermall Charlo e Demetrius Andrade.

O card será chefiado pela luta entre Miguel Berchelt e Oscar Valdez que vale o cinturão do WBC da categoria super-pena. A luta tem tudo para ser uma verdadeira guerra já que Berchelt e Valdez são lutadores bastante agressivos. Estranhamente este card não será transmitido para o Brasil e a ESPN na verdade transmitirá o combate entre Adrien Broner vs Jovanie Santiago.

Foto: Top Rank Boxing/Divulgação