Por Alexandre Matos | 01/11/2019 11:19

Os fãs de luta não terão do que reclamar no próximo sábado. Além do forte card do UFC 244, que acontece em Nova York, o boxe viverá um confronto tão inesperado quanto espetacular. É dia de Canelo vs. Kovalev. A maior estrela na atualidade, Canelo Álvarez, enfrenta o maior desafio de sua carreira, Sergey Kovalev. A luta vale o cinturão mundial dos meios-pesados, versão WBO, de posse do russo.

O confronto será o terceiro do acordo de transmissão entre Canelo (52-1-2, 35 KO) e o serviço de streaming DAZN. Os fãs brasileiros poderão assistir ao vivo assinando o DAZN Brasil – mesmo nos 30 dias de degustação do serviço, o qual não é cobrado. Em parceria com o MMA Brasil, o DAZN Brasil disponibilizou um link para nossos leitores assinarem o serviço, que inclui a transmissão de diversos outros esportes e campeonatos ao redor do mundo.

Por que Canelo vs. Kovalev?

Por alguns anos, a nobre arte teve em Kovalev (34-3-1, 29 KO), Gennady Golovkin e Deontay Wilder uma trindade de artistas do nocaute na modalidade. A expectativa era que Golovkin, depois de varrer o peso médio, pudesse ir ao encontro de Kovalev. Porém, muita coisa aconteceu para que esta luta perdesse o sentido. Em compensação, novos desdobramentos recuperaram a empolgação dos fãs.

Primeiro, Andre Ward mostrou que Kovalev era um ser humano normal quando o venceu duas vezes consecutivamente. Isso abriu caminho para uma surpreendente derrota por nocaute do russo perante o colombiano Eleider Álvarez. Kovalev venceu a revanche contra o colombiano, recuperou pelo menos o atual cinturão da WBO, mas viu sua aura de invencível ruir em definitivo.

Depois, Canelo fez o mesmo com Golovkin. O empate do primeiro confronto foi controverso, mas o mexicano voltou melhor, mais agressivo, e triunfou na revanche. Ainda que esta seja a única derrota de Golovkin, o recente resultado positivo contra Sergiy Derevyanchenko deixou mais dúvidas sobre o futuro do cazaque.

A trindade desfeita é a oportunidade de ouro para Canelo

Percebendo a oportunidade aberta pela ruína do confronto entre Kovalev e Golovkin, Canelo tomou a decisão mais ousada da carreira: subir mais um degrau para desafiar o russo. Álvarez só fez um combate como supermédio, no triunfo sobre o limitado Rocky Fielding, antes de voltar aos médios e superar o “Miracle Man” Daniel Jacobs. Ninguém imaginava que Canelo pularia o supermédio para ir atrás de Kovalev, mas o mexicano mostra que não está sentado sobre sua popularidade. Se era para unificar o peso médio contra Demetrius Andrade e Jermall Charlo, lutas de risco bastante elevado para o mexicano, Canelo então resolveu subir o sarrafo.

Para Kovalev, vencer a maior estrela do boxe mundial – e cada vez melhor tecnicamente – é uma chance de mostrar que, aos 36 anos e um tanto pequeno comparado aos melhores cruzadores, ainda há uma sobrevida em sua carreira no nível de elite. No atual cenário, é difícil imaginar que o russo possa dar conta de gigantes como Yunier Dorticós, Mairis Briedis ou Murat Gassiev.

O treinador Eddy Reynoso vem fazendo um trabalho estupendo com Canelo. O mexicano deixou de ser um nocauteador do mais clássico estilo aguerrido mexicano para se tornar um pugilista capaz de esquivas espetaculares e aguçado senso de contragolpe. Essas características, somadas à vantagem na velocidade, fazem com que o combate penda para o lado do pugilista menor.

No último combate de Kovalev, o trabalho do técnico Buddy McGirt, conhecido por recuperar pugilistas veteranos, deu frutos. O russo quase foi nocauteado por Anthony Yarde, mas McGirt havia preparado Sergey para superar os momentos que lhe custaram derrotas para Ward e Álvarez. Os sinais de overtraining parecem ter sido contornados pelo treinador.

O que esperar de Canelo vs. Kovalev?

Fosse três ou quatro anos atrás, Kovalev provavelmente sairia vencedor com alguma sobra. Contudo, é difícil ignorar os efeitos do tempo, mesmo com o ótimo serviço prestado por McGirt, contra um adversário super talentoso e no auge de sua forma física. Provavelmente foi por isso que Canelo pediu especificamente Kovalev e não qualquer campeão dos meios-pesados – Artur Beterbiev, Alexander Gvozdyk ou Dimitry Bivol seriam lutas muito mais enjoadas neste momento para o mexicano.

Saul Alvarez vs Sergey Kovalev odds - ProBoxingOdds
 

O principal caminho para o russo será apostar em seu poderoso jab para controlar a distância, não deixar Canelo chegar ao pocket e abrir caminho para os diretos. Por outro lado, o mexicano deve lançar sequências rápidas, usar saídas laterais e intenso trabalho contra a linha de cintura, dentro do pocket, para verificar se os serviços de McGirt farão Kovalev suportar este nível de oponente.

Canelo deve sair vencedor por decisão ou nocaute técnico após o nono assalto, conquistando assim um cinturão pela quarta categoria diferente.

Canelo vs. Kovalev: de olho nas preliminares

Quem quiser dividir a atenção entre boxe e MMA pode sintonizar na transmissão DAZN mais cedo para acompanhar boxe de qualidade. Na principal preliminar do evento, o super prospecto americano Ryan Garcia (18-0, 15 KO) vai encarar o filipino Romero Duno (21-1, 16 KO).

Garcia vem polarizando os fãs. Ainda muito jovem (21 anos) e de boa aparência, ele é uma estrela nas redes sociais, com milhões de seguidores no Instagram, onde costuma exibir sua velocidade absurda e um tanto de marra. Os fãs hardcore odeiam, mas ele consegue atrair muitos torcedores não convencionais para o seu lado. E como são estes quem sustentam os negócios, a Golden Boy Promotions está aproveitando para construir mais uma estrela.

Romero Duno vs Ryan Garcia odds - ProBoxingOdds
 

Este é um bom duelo para ver se Garcia é o que atropelou Jayson Velez ou o que passou aperto com Carlos Morales. Pupilo de Eddy Reynoso e parceiro de treinos de Canelo, Ryan é mais rápido e mais técnico que Duno, que se notabiliza por ser um lutador muito agressivo, porém com um sistema defensivo esburacado.

Provavelmente o filipino tentará transformar o confronto em pancadaria desenfreada, daquelas que os lutadores plantam no centro do ringue e punhos voam como se não houvesse amanhã. A Garcia cabe controlar esta situação e aplicar o vareio necessário em alguém com uma defesa tão despreocupada.

O DAZN Brasil disponibilizou um link para os leitores do MMA Brasil assinarem ou aproveitarem uma degustação de 30 dias de seu serviço, que inclui a transmissão do combate entre Canelo Álvarez e Sergey Kovalev, neste sábado, além de diversos esportes e campeonatos ao redor do mundo.